CRIANÇAS BRINCANDO

Adoro ver crianças brincando sozinhas!

Fico ali perto com cara de paisagem, como quem não quer nada, às vezes fingindo ler, procurando demonstrar que não estou nem aí para o que estão fazendo.

Puro engano!

Estou super ligada, aprendendo com eles como entrar no mundo do faz de conta!

(O menorzinho, meu neto Daniel)

E é tanta magia: amigos imaginários, avião feito de uma caixa, foguetes que sobem através de uma pequena mão para cima, heróis que andam e conversam entre si, carros que passam por pontes invisíveis aos meus olhos de adulto, bonecas que conversam e tomam conta de seus filhinhos menores… tanta beleza junta!

E quando os mais velhos querem brincar de restaurante?

Aí eu entro na história!

Como somos em três, um fica como dono e os outros dois são os clientes.

E tem toda a encenação: primeiro eu, que estou com meu “filho”, toco a campainha (imaginária também) e ela atende:

-Boa tarde! Sejam bem vindos! (Ela é muito educada!) Mesa para quantas pessoas?

E eu respondo:

-Para duas! Obrigada (também sou educada!).

Aí ela mostra o cardápio (escrito por ela mesma com preço e tudo) e nós escolhemos.

Depois de anotar os pedidos, ela diz:

-Um momento que já vou trazer.

E nós esperamos ansiosos por nossa “comida” até que ela vem com uma bandeja com pratinhos, copos, xícaras e talheres (de brinquedinho) e nós experimentamos, fingimos comer e comentamos como tudo está gostoso.

Pedimos a conta e ela vem com uma caixinha e pergunta:

– Débito ou crédito?

Me seguro para não dar uma gargalhada!

-Coloque sua senha, por favor.

E eu segurando o riso, digito a senha na caixinha.

Nos despedimos e agora é a vez do outro ser o dono do restaurante.

Fazemos tudo de novo!

E querem repetir muitas vezes mais, parecem não enjoar!

(Formatura do Pré, meu neto Heitor)

À noite é hora de histórias e lá vou eu novamente.

Minha empolgação é tanta de “contadora de histórias” que isso me faz lembrar de outra passagem engraçada.

(Mudança de faixa no karatê, meu neto Cesinha)

Meu neto gostava muito da história dos Três Porquinhos e na hora em que eu contava da chegada do Lobo Mau, fazia uma voz grossa e cavernosa.

Na outra noite perguntei:

-Qual história você quer ouvir hoje?

E ele:

-Os Três Porquinhos, mas vovó não faz a voz do Lobo Mau, tá bom?

Quem não se encanta com isso?

Li, recentemente, um pensamento do meu amigo escritor Oswaldoir que diz:

“A criança rabiscou o céu num pedacinho de papel e agora brinca de ser anjo, como se já não o fosse”.

Lindo, não?

(Formatura da 4ª série, minha neta Isadora)

É muito amor envolvido!

E sim, eles acreditam em Coelho da Páscoa e Papai Noel!

E sim, quero crer que eles continuem a existir na imaginação tão pura e inocente das crianças.

E sim, ainda vou observar muito esses quatro anjos, meus netos amados, brincando, enquanto finjo ler um livro…

“…QUE DEUS É TÃO GRANDE COMO O NOSSO DEUS? TU ÉS O DEUS QUE FAZES MARAVILHAS…” Salmos, 77- 13 e 14

 

BOLO NHÁ BENTA

Preparei esse bolo no sábado para levar no almoço de Páscoa na casa do meu filho e ficou muito, muito bom!

INGREDIENTES

MASSA

7 ovos (4 para a massa e 3 para o marshmallow e sobrarão 3 gemas, que poderão ser usadas em outra receita)

1 xícara de açúcar

3 colheres (sopa bem cheias) de manteiga

1/2 xícara de chocolate em pó

1 xícara de leite

2 xícaras de farinha de trigo

1 colher (sobremesa) de fermento

MARSHMALLOW

3 claras em neve

1/2 xícara de água

1 e 1/2 xícara de açúcar

1/2 pacotinho de gelatina sem sabor

GANACHE

2 barras de chocolate meio amargo

2 caixas de creme de leite

Bata as claras em neve e reserve.

Bata as 4 gemas, o açúcar, a manteiga e o chocolate em pó.

Junte a farinha e o leite e bata bem. Depois o fermento e as claras em neve, misturando delicadamente.

Fica uma massa bem linda.

Leve para assar em forma untada e polvilhada com farinha de trigo em forno pré aquecido 180° por mais ou menos 45 minutos.

Deixe esfriar e corte uma tampa dele deixando reservada.

Aí com uma faca retire o meio do bolo formando uma cavidade com 2 cm de lateral e fundo.

(Aqui cabe uma observação: faça em uma forma mais funda para o bolo ficar mais alto e portanto caber mais marshmallow dentro).

(Outra observação: todo o bolo que retirei de dentro, fui colocando em um pirex e em um próximo post vou mostrar o que fiz com ele).

Para o marshmallow, faça uma calda com o açúcar e água em ponto de fio mais ou menos grosso. Vá despejando sobre as claras em neve sempre batendo. Prepare a gelatina conforme indicada no pacote e despeje sempre batendo.

Coloque dentro da cavidade do bolo e cubra com a tampa reservada.

Prepare o ganache levando ao micro-ondas o chocolate para derreter e junte o creme de leite.

Cubra o bolo com ele e, se quiser, polvilhe chocolate granulado.

Todos que provaram, repetiram!!!

“CONFIAI NO SENHOR PERPETUAMENTE; PORQUE O SENHOR DEUS É UMA ROCHA ETERNA.” Isaías, 26- 4

 

 

 

BOLO PÃO DE MEL

E não é que juntou a Páscoa desse ano com o meu aniversário?

E como eu andava com muita vontade de experimentar essa receita, aproveitei para fazer no sábado e levei ontem para comemorarmos juntos na casa do meu filho e nora.

Maravilhoso!!!

INGREDIENTES DA MASSA

2 ovos

1 lata de leite condensado

1 copo de leite

1 xícara de mel

1 xícara de açúcar mascavo

3 colheres (sopa) de cacau em pó

1 colher (chá) de cravo em pó

1 colher (chá) de canela em pó

3 xícaras de farinha de trigo

1 colher (sopa) de fermento

Coloque no liquidificador todos os ingredientes menos a farinha e fermento.

Bata bem e despeje em uma tigela.

Agora sim, junte a farinha e fermento.

Leve para assar em forma untada em forno pré aquecido por 40 minutos (o melhor é usar uma forma não muito alta para poder ficar bem assado no meio).

Retire, deixe amornar e corte ao meio.

CALDA

1 copo de água

1 colher (sopa) de açúcar

1 pau de canela

Leve ao fogo em uma caneca e deixe ferver.

Você vai umedecer as duas partes do bolo com essa calda.

RECHEIO

2 latas de leite condensado cozido por 25 minutos em panela de pressão.

Recheie o bolo com esse doce.

COBERTURA

1 barra de chocolate meio amargo

1 caixinha de creme de leite

Leve o chocolate ao micro ondas para derreter e junte o creme de leite.

Jogue por cima do bolo deixando escorrer dos lados.

“PORQUE EU SEI QUE O MEU REDENTOR VIVE, E QUE POR FIM SE LEVANTARÁ SOBRE A TERRA.”JÓ, 19-25

BACALHOADA

Sim, eu sei que a Páscoa já passou, mas sempre tem aqueles que gostam tanto desse peixe que resolvi colocar a receita que aprendi (lá pelos anos sessenta) com minha sogra.

Já coloquei aqui outras duas receitas: Bacalhau a la Vivi e Escondidinho de Bacalhau.

E nesse ano, feliz por estar com meus filhos e netos (só faltou a Fabi…), fiz em minha casa, com todo capricho, esse prato que a meu ver, é o mais fácil de preparar.

trav na mesa

Ele é temperado no prato da pessoa e conforme o seu gosto!

ingredientes

INGREDIENTES

bacalhau dessalgado

batatas cozidas

ovos cozidos

cebolas cozidas

couve 

azeitonas pretas (não encontrei aqui nos mercados, então usei as verdes)

na travessa

Cozinhe o bacalhau rapidamente em bastante água e coloque em uma travessa.

Na mesma água, cozinhe as batatas (de preferência pequenas) já descascadas.

Reserve.

Nessa mesma água (se for secando, acrescente mais) cozinhe as cebolas (bem pequenas). Reserve também.

Coloque as folhas de couve ligeiramente na água fervente e retire.

Cozinhe os ovos.

Arrume tudo em uma travessa grande.

antes de picar

O interessante é cada um se servir de todos os ingredientes e temperar com um bom azeite!

Tem pessoas que acrescentam vinagre também, isso fica a seu critério.

no prato

Então pica-se tudo e… bom apetite!!!

E claro, um bom vinho tinto para acompanhar!!!

na mesa

“PORQUE OS MEUS PENSAMENTOS NÃO SÃO OS VOSSOS PENSAMENTOS, NEM OS VOSSOS CAMINHOS, OS MEUS CAMINHOS, DIZ O SENHOR.” Isaías, 55-8

DIA DAS MÃES

Se eu tivesse que definir minha mãe em uma palavra apenas, essa seria ALEGRIA!

minha mãe jovem

E, por isso, não vou escrever sobre o dia das mães de uma maneira triste, onde choramos em cada linha.

E nos meus guardados, encontrei esse texto de Hilda Lucas que define as mães de uma maneira sincera, generosa e autêntica.

Mãe faz cada coisa…

“Mãe é aquele ser estranho, louco, capaz de heroísmos, dramas e breguices com a mesma fúria; paga mico, escreve carta para Papai Noel, se faz passar por Fadinha do Dente, Coelho da Páscoa, Cuca, pede autógrafos para artistas deploráveis, assiste a programas, peças, shows horríveis, revê milhares de vezes os mesmos desenhos animados, conta as mesmas histórias centenas de vezes, vai prá Disney e ADORA! 

Mãe faz escândalo, tira satisfação com professor, berra em público,dá vexame, deixa a gente sem graça, compra briga; é espaçosa, barulhenta, tendenciosa, leoa, tiete, dona da gente. 

Mãe desperta extremos, ganas, irrita, enlouquece, mas… é mãe!

Mãe faz promessa, prestação, hora extra, prá que a gente tenha o que é preciso e o que sonha. Mãe surta, passa dos limites, às vezes até bate, diz coisas duras; mãe pede desculpas, mortificada… Mãe é um bicho doido, louco pela cria. Mãe é visceral!

desenho-de-maes-9

Mãe chora em apresentação de balé, em competição de natação, quando a filha menstrua pela primeira vez, quando dá o primeiro beijo, quando vê a filha apaixonada no casamento, no parto… Xinga todo e cada desgraçado que faz a filha sofrer, enlouquece esperando ela ou ele chegar da balada… Mãe é uma espécie esquisita que se alterna entre fada e bruxa com uma naturalidade espantosa. É competente no item culpa e insuperável no item ternura, mas pode ser virulenta, tem um lado B às vezes C,  D, E… Mãe é melosa, excessiva, obsessiva, repulsiva, comovente, histérica, mas não se é feliz sem uma. Mãe é contrato: irrevogável, vitalício, intransferível!

Mãe lê pensamento, tem premonição, sonhos estranhos. Conhece cara de choro, de gripe, de medo; entra sem bater, liga de madrugada, pede favor chato, palpita e implica com amigos, namorados,escolhas. Mãe dá a roupa de corpo, tempo, dinheiro, conselho, cuidado, proteção. Mãe dá um jeito, dá nó, dá bronca, dá força. Mãe cura cólica, porre, tristeza, pânico noturno, medos. Espanta monstros, pesadelos, bactérias, mosquitos, perigos. Mãe tem intuição e é messiânica: mãe salva. Mãe guarda tesouros, conta histórias e tece lembranças. Mãe é arquivo!

mãe f mamad

Mãe exagera, exaure, extrapola. Mãe transborda, inunda, transcende. Ama, desmama, desarma, denota, manda, desmanda, desanda, demanda. Rumina o passado, remói dores, dá o troco, adora uma cobrança e um perdão lacrimoso.

Mãe abriga, afaga, alisa, lambe, conhece as batidas do nosso coração, o toque dos nossos dedos, as cores do nosso olhar e ouve música quando a gente ri.  Mãe tem coração de mãe!

Mãe é pedra no caminho, é rumo, é pedra no sapato, é rocha, é drama mexicano, tragédia grega e comédia italiana; é o maior dos clássicos, é colo, cadeira de balanço e divã de terapeuta. Mãe é madona-mia! É Deus me acuda! É mãezinha do céu, é a que padece no paraíso enquanto nos inferniza… Mãe é absurda e inexoravelmente para sempre e é uma só: não há mistério maior! Só cabe uma mãe na vida de um filho… e olhe lá! Às vezes, nem cabe inteira.

Mãe é imensurável! Mãe é a saudade instalada desde o instante em que descobrimos a morte. Mãe é eterna, não morre jamais. Bicho estranho, entranha, milagre, façanha, matriz, alma, carne viva, laço de sangue, flor da pele.

Mãe é mãe e faz cada coisa…”

eu e minha mãe

Minha última foto tirada com minha mãe em 2001… minha homenagem a ela que era tudo isso e muito, muito mais!!!

Imagens: 1) http://www.novidadediaria.com.br; 2) enrebdomdaniel.blogspot.com

A TRISTEZA DO CALVÁRIO

Essa poesia eu fiz em 2012 e compartilho com vocês.

No ano passado postei o “Filipe e o ovo da Páscoa”, um texto lindo que vale a pena ler de novo!

cruz

A TRISTEZA DO CALVÁRIO

AH! QUE DOR IMENSA

NESSA ESCURIDÃO!

DO CÉU RASGADO AO MEIO,

O SOLUÇO DE UMA SOLIDÃO!

—–

NO CAMINHAR SOFRIDO

AO PESO DE UMA CRUZ.

NESSE MOMENTO DE ENTREGA

DEIXOU-NOS SUA LUZ.

—–

O QUE DIZER DO AMOR,

DESSE TÃO GRANDE AMOR

QUE TUDO SUPORTOU?

O PECADOR PERDIDO,

SEM RUMO, SEM DESTINO,

NESSA HORA ELE ALCANÇOU.

—–

MEU JESUS, SENHOR E REI.

NA TRISTEZA DO CALVÁRIO

EU DESEJO CELEBRAR,

TUA VITÓRIA SOBRE A MORTE

NOS LEGANDO O PASSAPORTE

PARA A SALVAÇÃO GANHAR!

Uma Feliz Páscoa a todos!!!!

Imagem: http://www.missaofoiporvoce.com.br

ESCONDIDINHO DE BACALHAU

Semana da Páscoa, reunião de família e claro… uma comidinha especial.

Já coloquei aqui outra receita que leva bacalhau: o Bacalhau a la Vivi e outra com salmão: Salmão ao Forno (que não dei o devido crédito na receita à minha filha Fabi).

Portanto são duas receitas que vocês podem provar, ambas preparadas por minhas filhas Viviane e Fabiane.

Mas vamos lá à receita de hoje!

escondidinho e quiche 006

Essas são as embalagens prontas para venda, faltando somente colocar no forno para gratinar.

INGREDIENTES

Para o purê de mandioca:

mandioca

2 colheres de sopa de manteiga

1/2 garrafinha de leite de coco

2 copos de leite

1/2 copo de requeijão cremoso

Para o creme:

escondidinho e quiche 003

bacalhau

1 cebola picadinha

1 dente de alho amassado

100 ml de vinho branco

1/2 garrafinha de leite de coco

1 lata de creme de leite

azeite, sal, pimenta do reino

escondidinho e quiche 001

Prepare o bacalhau (eu comprei o dessalgado então não precisei deixar de molho): leve ao fogo em água fria e quando começar a levantar fervura, retire do fogo.

Desfaça o bacalhau em pedaços grandes.

escondidinho e quiche 002

Numa panela coloque o azeite e frite o alho e cebola. Junte o bacalhau e em seguida o vinho e deixe evaporar um pouco. Experimente o sal, coloque a pimenta e depois o leite de coco e creme de leite. Misture bem para o molho ganhar consistência.

escondidinho e quiche 004

Reserve.

Prepare o purê de mandioca: cozinhe muito bem a mandioca em panela de pressão, retire, tire os fios de dentro dela e coloque num liquidificador. Junte o leite de coco e o leite. Bata bem. Leve ao fogo juntando a manteiga e vá mexendo até ficar um purê. Junte o requeijão e retire.

escondidinho e quiche 005

Coloque em um pirex (no caso coloquei em formas descartáveis) primeiramente o creme de bacalhau e depois o purê de mandioca.

Cubra com queijo parmesão ralado e leve ao forno para gratinar.

escondidinho e quiche 007

Que delícia!!!!!!!!!!!!!!!

 

TRUFAS

Páscoa se aproximando e vamos encontrando chocolates por toda parte e, como já entrei prá valer na cozinha, resolvi colocar a receita dessas trufas que faço há um bom tempo.

Mas antes, vejam como fiquei já vestida de cozinheira!

20150308_120204

INGREDIENTES

500 gramas de chocolate ao leite

1/2 lata de creme de leite

1/4 de pacote de manteiga

cacau (para envolver depois de prontas)

trufas 2

Coloque o chocolate picado em uma tigela bem seca e leve ao microondas para derreter (coloque um minuto e se for preciso mais meio).

Junte a manteiga, mexa e depois o creme de leite.

Leve para a geladeira até ficar bem firme para ser enrolado.

trufas 3

(Aqui eu aproveitei e fiz ao leite e branco; para fazer de castanhas é só moer e juntar à massa).

Aí é só ir fazendo as bolinhas com a ajuda de uma colher (não deixe muito redondinha pois a trufa é bem irregular) e passar no cacau.

Enrole em papéis coloridos e conserve em geladeira para não derreter.

trufas 4

Agora, se vocês preferirem vir aqui em casa para provar e levar para casa ( R$ 1,50 cada) não façam cerimonia: vão tomar um café gostoso e provar essas delícias!

trufas 5

Espero vocês!!!

(41) 9181-1305

(41) 3045-1305

 

DEUS

Corpus Christi é uma expressão latina que significa Corpo de Cristo.

É feriado em todo o país e celebrado 60 dias após a Páscoa.

Por ser uma comemoração religiosa, escolhi essa poesia para compartilhar com vocês.

deus

DEUS

Te vejo na força do mar,

nas ondas furiosas

na praia a quebrar.

Te vejo ao longe, nos montes,

nos campos floridos,

na chuva miúda, tempestade,

no vento que passa zunindo

trazendo calamidade.

—–

Te vejo no sol das manhãs,

na lua, estrelas,

no frio, calor.

No orvalho tênue,

na brisa leve

como um beijo de amor.

—–

Te vejo no sorriso da criança,

no sarar do doente;

longe, onde a vista alcança

onde se perde o horizonte,

num olhar de esperança.

—–

Te vejo, meu Deus,

em minha vida:

curando a ferida,

mostrando o caminho

ao me recompor.

Me dando guarida

esperança perdida,

me enchendo de amor.

bíblia

Do meu livro Um Pouco de Mim.

Imagens: 1) amigosvirtuaisabençoadospordeus.blogspot.com; 2) siteevangelico.com

BACALHAU A LA VIVI

Vivi é minha filha Viviane; a que mora longe… em Angola…

Em março, quando veio ao Brasil, preparou essa receita em minha casa.

Enquanto isso eu brincava com meus netos e escondia os ovos de Páscoa, já bem adiantado, porque infelizmente não vão estar aqui nessa data. 

Aí perguntei o nome do prato e ela explicou que era uma mistura de receitas com mais algumas invenções.

Por isso, o nome.

ingred.bacalhau

INGREDIENTES

2 postas de bacalhau dessalgada e desfiada

3 cebolas picadinhas

4 dentes de alho amassados

1 xícara de azeite

1 xícara de cenoura ralada

1 vidro de azeitonas pretas sem caroço

1 pacote de batata palha

1 caixinha de creme de leite

1 copo de requeijão cremoso

2 colheres (sopa) de manteiga

1 colher (sopa) de farinha de trigo

1/2 litro de leite

Frite no azeite o alho e cebola.

Junte a cenoura, refogue rapidamente e acrescente as azeitonas.

Retire e junte o bacalhau.

Experimente para ver o sal e reserve.

bacalh.fase 2

Prepare o molho branco: coloque a manteiga numa panela e quando estiver quente junte a farinha de trigo. Vai ficar uma bola, mas é assim mesmo.

Vá juntando o leite aos poucos sempre mexendo para não empelotar.

Retire e acrescente o requeijão e depois o creme de leite.

Misture ao bacalhau reservado e coloque a batata palha misturando bem.

bacalhau pronto

Coloque em um pirex untado com azeite e leve ao forno quente somente para gratinar.

bac. no prato

Que tal? 

Vamos fazer essa semana?