BATATAS INVENTADAS

E dando continuidade às invenções culinárias, eis que hoje me deparo com apenas alguns ingredientes em minha cozinha.

Na bandeja, 4 batatas e cebolas.

No quintal, meus temperos favoritos.

Na geladeira, coisas como azeitonas e requeijão cremoso.

No armário, azeite.

E vamos ver no que deu.

Primeiro descasque e leve para cozinhar as batatas em água e sal.

Não deixe cozinhar muito para não desmanchar.

Forre um pirex com azeite e cebola cortada.

Coloque as batatas cozidas e azeitonas.

Por cima coloquei: sálvia, manjericão, salsinha e alecrim e coloquei bastante requeijão. Reguei mais um pouco com azeite e levei ao forno.

O perfume é algo de maravilhoso!!!

E saiu esse prato, digno de um almoço surpreendente!

Nada como aproveitar o que temos e inventar novos pratos!

“NA VERDADE, A TERRA ESTÁ CONTAMINADA POR CAUSA DOS SEUS MORADORES, PORQUANTO TRANSGRIDEM AS LEIS, MUDAM OS ESTATUTOS E QUEBRAM A ALIANÇA ETERNA.” Isaías, 24- 5

 

 

 

MACARRÃO INVENTADO

Tem dias em que você não sabe o que vai fazer para o almoço, não é mesmo?

Ainda mais em dias como o que estamos passando…

Aí você abre a geladeira e olha como quem pergunta: o que temos?

Então começa a juntar um pouco disso, um pouco daquilo e, de repente: sai tudo isso!

Bom, primeiro achei o macarrão e já coloquei para cozinhar em bastante água e sal.

Aí encontrei três fatias de presunto, um pedaço de queijo muçarela, outro de queijo gouda e requeijão cremoso.

Peguei uma frigideira e coloquei um pedacinho de manteiga.

Quando derreteu, coloquei o presunto picadinho e fritei.

Em seguida, corri até o meu quintal e colhi algumas folhas de manjericão.

Coloquei os queijos e juntei o manjericão.

O perfume dele já subiu lindamente pelo ar da cozinha…

Quando os queijos derreteram, juntei o requeijão.

Tudo à gosto.

Nisso o macarrão já estava cozido e retirei para escorrer a água.

Então, juntei o macarrão na frigideira onde o molho já estava pronto e mexi cuidadosamente.

Como é que pode, um prato sem planejamento, com coisas da geladeira, pode ficar tão bom?

Até vale a pena repetir a primeira foto, não?

“SEMEAI PARA VÓS EM JUSTIÇA, CEIFAI SEGUNDO A MISERICÓRDIA; LAVRAI O CAMPO DE LAVOURA; PORQUE É TEMPO DE BUSCAR O SENHOR, ATÉ QUE VENHA, E CHOVA A JUSTIÇA SOBRE VÓS.”Oseias, 10- 12

 

PUDIM ROMEU E JULIETA

Como boa mineira que sou, não podia deixar de experimentar essa receita de: goiabada com queijo!!!

Aproveitei que algumas amigas vieram para jantar em minha casa e fiz como sobremesa: amaram!

INGREDIENTES

1 leite condensado

a mesma medida de leite

1 copo de requeijão cremoso

4 ovos

1/2 xícara de queijo parmesão ralado

Coloque todos os ingredientes em liquidificador e bata bem.

Unte uma forma com manteiga e polvilhe açúcar.

Cubra com papel alumínio e leve ao forno pré aquecido em 180º por uma hora em banho maria.

CALDA

200 gramas de goiabada

2 colheres (sopa) de açúcar

1 copo de água

Prepare a calda levando ao fogo em uma panelinha até dissolver bem a goiabada.

Reserve.

Depois de assado o pudim, leve à geladeira até esfriar bem antes de desenformar.

Vá derramando a calda de goiabada em todo ele.

E essas são as amigas que vieram e provaram o doce.

(Maria Teresa, Clarisse, Rose e eu)

Coisas de mineira…

DECERTO, FIZ CALAR E SOSSEGAR A MINHA ALMA; QUAL CRIANÇA DESMAMADA PARA COM SUA MÃE, TAL É A MINHA ALMA PARA COMIGO.”Salmos, 131- 2

 

 

 

 

PATÊS

Para um lanche rápido, nada melhor que alguns sanduíches!

Como eu tinha reunião de célula aqui em casa, fiz esses dois patês que ficaram uma gostosura!

Patê de Presunto

maionese

ovo cozido

patê de presunto

cheiro verde

Pique o ovo e o cheiro verde bem miudinho.

Amasse o patê com um garfo e junte a maionese e o ovo e cheiro verde.

Patê de Requeijão

requeijão cremoso

tomate

queijo prato

cheiro verde

manjericão

Pique o tomate, cheiro verde, manjericão e o queijo bem picadinho.

Misture ao requeijão cremoso.

Coloque sobre a fatia de pão de forma (sem casca) uma quantia generosa!

Feche com outra fatia e corte enviesado.

Enfeite com pedacinhos de azeitona ou folhas de manjericão.

Você ainda pode incrementar mais com pedacinhos de azeitonas, milho verde, alcaparras ou outra coisa que gostar.

 

“PORQUE NÃO HÁ BOA ÁRVORE QUE DÊ MAU FRUTO, NEM MÁ ÁRVORE QUE DÊ BOM FRUTO; PORQUE CADA ÁRVORE SE CONHECE PELO SEU PRÓPRIO FRUTO.” Lucas, 6- 43 e 44.

 

 

MEU QUIBE ASSADO

O kibe, que teve sua origem em regiões como o Mediterrâneo e o Iraque, foi criado para ser consumido pelas classes menos favorecidas, já que a carne era misturada ao trigo para render mais e alimentar todas as famílias destas localidades.
 
Conhecido a princípio como “bolinho de carne”, seu nome vem da palavra kubbeh, que em árabe significa “bola”. (Revista Cafeicultura)

Tenho uma amiga que é expert em fazer quibe.

Peguei algumas coisas com ela, mas coloquei um pouco do meu gosto particular e deu nessa receita que passo a vocês.

Primeiro, coloque o trigo de molho em bastante água até ele crescer bem (meio quilo).

Enquanto isso descasque uma cebola e um dente de alho e lave um bom punhado de folhas de hortelã.

Bata em liquidificador com um tanto de azeite que dê para bater os ingredientes.

Em uma bacia, coloque um quilo de carne moída (eu uso patinho).

Quando o trigo estiver crescido

esprema bem com as mãos e vá colocando na bacia em que está a carne e junte o tempero batido. Coloque sal e pimenta do reino e amasse muuuuuito bem.

Uma dica que a minha amiga deu: deixe uma tigela com um pouco de água com bastante gelo e molhe as mãos nela diversas vezes enquanto amassa.

Reserve.

Pique 4 tomates, azeitonas e salsinha.

Tempere com azeite, sal e pimenta.

Num pirex untado coloque metade da massa e cubra com o picado temperado.

Para incrementar mais, coloque um copo de requeijão cremoso por cima.

Cubra com a outra metade da massa e finalize com um fio de azeite.

Leve para assar em forno de médio para alto.

Sirva com uma salada e pão sírio.

“ELEVO OS OLHOS PARA OS MONTES: DE ONDE ME VIRÁ O SOCORRO? O MEU SOCORRO VEM DO SENHOR , QUE FEZ O CÉU E A TERRA.” Salmos, 121- 1 e 2

BATATA SUIÇA

Fazer a primeira batata suíça a gente nunca esquece… é uma aventura culinária que entramos sem saber se vai terminar dando certo.

Comi muitas vezes e com inúmeros recheios: de carne seca, com frango, bacon, etc. e como eu tinha pronto um recheio de frango com azeitonas, milho e requeijão, resolvi me aventurar.

Primeiro coloque as batatas em uma panela com água e assim que começar a ferver, conte 7 minutos e retire.

Depois que esfriar coloque na geladeira (eu já deixei cozida de véspera).

Rale as batatas no lado grosso.

Tempere com sal e pimenta do reino. Reserve.

Em uma frigideira bem untada com manteiga (ainda não acenda o fogo), coloque metade das batatas e ajeite nas bordas.

Coloque o recheio que gostar.

Cubra com a outra metade das batatas e com uma colher molhada vá fechando dos lados (eu devia ter colocado 3 batatas ao em vez de duas…)

Ligue o fogo e depois abaixe para fritar bem.

Já tenha pronta outra frigideira ou tampa untada para virar e voltar ao fogo.

Quando eu virei achei que gostaria dela mais torradinha, então desvirei novamente, mas ela ficou bem bonitinha, né?

E super, super gostosa!!!

“OS QUE CONFIAM NO SENHOR SERÃO COMO O MONTE SIÃO, QUE NÃO SE ABALA, MAS PERMANECE PARA SEMPRE.”Salmos, 125- 1

 

 

PALMITO GRATINADO

Em minha casa, antigamente, usávamos o palmito praticamente só em saladas, mas com o passar do tempo ele ficou sendo o queridinho em recheio de empadão, em sopas, quiches, etc.

A poucos dias atrás, fiz essa receita que achei maravilhosa; experimentem que vão gostar não só pela facilidade, mas também pelo sabor delicioso!

INGREDIENTES

1 vidro de palmito

presunto 

queijo muçarela

queijo parmesão

1 pote de nata

1 copo de requeijão cremoso

Coloque uma fatia de queijo sobre uma tábua, depois uma fatia de presunto e enrole um palmito neles.

Enrole da mesma maneira todos os palmitos, corte ao meio e vá colocando em um pirex.

Em uma tigela, misture a nata com o requeijão.

Cubra todo os rolinhos com essa mistura.

Polvilhe bastante queijo parmesão ralado sobre ele.

Leve ao forno previamente aquecido 200° e deixe até derreter bem os queijos.

Sirva acompanhando uma carne ou um risoto.

Muito, muito bom!!!

“E O SENHOR TE GUIARÁ CONTINUAMENTE, E FARTARÁ A TUA ALMA EM LUGARES SECOS, E FORTIFICARÁ TEUS OSSOS: E SERÁS COMO UM JARDIM REGADO E COMO UM MANANCIAL CUJAS ÁGUAS NUNCA FALTAM.” Isaías, 58- 11

ABÓBORA CABOTIÁ COM CHARQUE (da SONIA)

Eu tenho muita sorte!

Minhas visitas me ajudaram prá valer: uma limpava casa e a outra fez essa maravilha de comida!

(Sonia com o prato pronto)

Eu só fiquei aprendendo e fotografando o passo a passo e as dicas que ela deu.

Por exemplo: como a casca da abóbora cabotiá é muito dura, ela colocou numa panela e deixou ferver um pouco; aí ficou bem mais fácil para descascar.

Aí então ela cortou em pedacinhos e reservou.

O charque ela também cortou em pedacinhos (isso depois de ter deixado de um dia para o outro em água e trocado várias vezes para sair todo o sal).

Em uma panela grande colocou óleo e fritou bastante cebola picadinha.

Depois juntou o charque e deixou fritar um pouco.

Colocou meio pacote de molho de tomate.

Nessa hora o cheiro bom já estava em toda cozinha!

Aí juntou a abóbora cortadinha.

Deixou cozinhando ( foi colocando água aos poucos) até as duas estarem bem macias.

Ela costuma colocar shitake, mas como não encontramos, colocou dois vidros de champignon.

Por último, depois de ver o sal e colocar pimenta do reino, juntou um vidro de requeijão cremoso.

Pronto!!!

Demais de bom!!!

Obrigada, amiga por mais essa gostosura para o meu blog!!!

“COM OS IDOSOS ESTÁ A SABEDORIA, E NA ABUNDÂNCIA DE DIAS, O ENTENDIMENTO.” Jó, 12- 12

CHEESCAKE DE LIMÃO SICILIANO COM GOIABADA

Esse mês de Março foi muito gostoso para mim: recebi a visita de duas amigas de longa data, tempo em que trabalhávamos juntas no Yázigi em Curitiba.

Sonia e Débora se juntaram a outras duas amigas daqui, Rose e Maria Teresa e estou contando isso para falar sobre a sobremesa deliciosa que fiz e levei para o churrasco na casa do meu filho e nora Paulo e Pati.

Mas antes, duas fotos do evento.

(Paulo assando o maravilhoso churrasco com a carne Maria Macia, é claro!)

(Aqui em pé: Sonia, Débora com meu neto Daniel no colo- Cesinha estava dormindo- e Patrícia; sentadas: eu, Maria Teresa e Rose).

Mas vamos à sobremesa que levei.

INGREDIENTES

1 lata de leite condensado

1 copo de requeijão cremoso

suco de 2 limões sicilianos

raspas de 1 limão siciliano

200 gramas de goiabada

Em um liquidificador coloque todos os ingredientes (menos a goiabada) e bata até formar um creme.

Leve a geladeira e prepare a goiabada.

Pique e coloque em uma panelinha com 1/2 xícara de água (se precisar coloque mais água) e leve ao fogo até derreter. Retire.

Com cuidado, coloque a goiabada sobre o cheescake e leve a geladeira.

Sirva bem geladinho!!!

“ORA, O FIM DO MANDAMENTO É A CARIDADE DE UM CORAÇÃO PURO, E DE UMA BOA CONSCIÊNCIA, E DE UMA FÉ NÃO FINGIDA.” I Timóteo 1, 5