SUPLÁS E PORTA GUARDANAPO EM CROCHÊ

Em nossos encontros de quarta feira para fazermos nosso tricô e crochê (vejam Mãos que Abençoam), fazemos muitas amizades.

E uma nova amiga que conheci, a Telma, me ensinou como fazer um suplá em crochê.

Adorei!!!

“O sousplat ou prato marcador é um prato de maior diâmetro que ornamenta o ambiente de refeição e protege a toalha de mesa de eventuais respingos ao redor do prato onde é servida a comida.”Wikipédia

Vejam como ficou lindo e achei super fácil de fazer.

Primeiro comprei a linha que ela me indicou.

E aí fui fazendo conforme o modelo que ela me emprestou.

Fiz seis e dei de presente para a Viviane, minha filha, que amou e já me deu a ideia de fazer o porta guardanapo.

Fiz a flor conforme está no centro do suplá.

Depois virei e fiz uma correntinha onde será colocado o guardanapo.

Deu certo e ficou uma gracinha!

Boas ideias devem ser repartidas!

“MAS, QUANDO TU DERES ESMOLA, NÃO SAIBA A TUA MÃO ESQUERDA O QUE FAZ A TUA DIREITA, PARA QUE A TUA ESMOLA SEJA DADA OCULTAMENTE, E TEU PAI, QUE VÊ EM SECRETO, TE RECOMPENSARÁ PUBLICAMENTE.”Mateus, 6- 3 e 4

MÃOS QUE ABENÇOAM!

Existem várias maneiras de abençoar alguém, seja com orações, palavras, gestos, ações ou um trabalho em favor de outro.

E foi isso que aconteceu!

Um encontro prá lá de gratificante!

De um lado a Hosana, esposa do atual prefeito e cheia de projetos para atender as pessoas carentes; do outro a Marlene, dona da lotérica central e que possui um espaço enorme sobre essa loja e que estava com uma vontade enorme de fazer algo para ajudar; a do meio sou eu que escrevo sobre isso.

Pronto!

As duas se juntaram e deram início a esse encontro mágico de toda quarta feira à tarde e à noite.

Aí a teia foi se estendendo, uma amiga convidou outra amiga, essa levou outra e assim por diante e os encontros foram ficando cada vez mais gostosos e empolgantes!

Pessoas que nunca tricotaram ou sequer pegaram em uma agulha de crochê, de repente se juntavam para aprender com as professoras que gentilmente ensinavam.

Aí foi criado um grupo no WhatsApp onde todas se comunicam, colocam modelos de flores, mantas, bolsas, blusas e o que a imaginação criar.

Imaginem a alegria no encontro, o prazer em tomar um café juntas, o contribuir com tortas e bolos o que faz tudo ficar mais prazeroso!

E aí veio o encontro na praça!

Uma tarde de sol e céu azul!

Nos sentamos em baixo das árvores e começamos a trabalhar.

Pessoas que passavam em seu vai e vem domingueiro, paravam e perguntavam o porquê estávamos ali.

É claro que precisamos de um banner com explicações sobre esse projeto, mas isso vai vir e muitas coisas melhores virão!

Isso é só o começo!

Enquanto tecemos os quadrados coloridos, o pensamento vai até o final quando então juntaremos todos os pedaços e faremos mantas para aquecer aqueles que precisam.

E serão abençoadas essas mantas porque terão um pouco de cada uma de nós que colocamos nesse nosso fazer, o amor ao próximo!

“O SENHOR MANDARÁ QUE A BÊNÇÃO ESTEJA CONTIGO NOS TEUS CELEIROS E EM TUDO QUE PUSERES A TUA MÃO; E TE ABENÇOARÁ NA TERRA QUE TE DER O SENHOR, TEU DEUS.” Deuteronômio, 28- 8

 

UM XALE DE CROCHÊ PARA ROSE

E não é só de “Comidinhas”, tricôs, livros e blog que eu vivo… ainda faço crochê!

E sabe aquela amiga que faz TUDO por você e tem TUDO e você não sabe o que pode fazer para agradecer?

Ainda bem que o tempo esfriou um pouquinho e me lembrei que poderia fazer um xale para dar a ela de presente.

Foi o que fiz!

E quando ela passou aqui em casa, dei e fotografei!

Bom, usei 2 novelos da lã Cisne (Todo dia com você), Vitória Quintal, 100g e agulha de crochê 3,5.

Esse xale fica gostoso para ser usado jogado sobre uma camisa, dando assim aquele ar aconchegante e romântico do outono.

O ponto.

Fica bem lindo o trabalho.

E aqui minha amiga Rose, bem feliz com o presente!

Que bom que acertei!!!

“BEM-AVENTURADO AQUELE QUE TEME AO SENHOR E ANDA NOS SEUS CAMINHOS! POIS COMERÁS DO TRABALHO DAS TUAS MÃOS, FELIZ SERÁS, E TE IRÁ BEM.” Salmos, 128- 1 e 2.

UM PONCHO DE MENINO PARA HEITOR

Contei a meu neto que ia fazer um poncho para ele.

Ri muito porque ele não sabia o que era isso (pudera, ele só tem 4 anos…).

Então falei que tinha feito um de menina para a irmã dele (Um tricô para Isadora)e que o dele era de homem; que nos dias frios os meninos que moram no Rio Grande do Sul usam para se proteger do frio intenso.

E, assim, ele concordou em vestir quando chegou aqui em Curitiba.

Heitor

(Observem que a casa já está virada, cheia de brinquedos espalhados… assim são as férias!)

Usei a lã Vita da Cisne.

lã Heitor

Fiz duas parte em separado, começando com 25 pontos e aumentando somente de um lado até ficar na altura que queria.

uma parte

duas partes

Então, esse bico (dos aumentos) fica somente na parte da frente.

poncho pronto

Costurei as duas partes e, em cima, na abertura da cabeça, fiz um crochê para acabamento. Coloquei também um cordão para amarrar.

H.poncho

Ele vestiu por cima de uma blusinha de lã e pronto: pôde sair para enfrentar o frio curitibano!

“ESTANDO EM ANGÚSTIA, INVOQUEI AO SENHOR E A MEU DEUS CLAMEI; DO SEU TEMPLO OUVIU ELE A MINHA VOZ, E O MEU CLAMOR CHEGOU AOS SEUS OUVIDOS.” II Samuel, 22- 7

UM TRICÔ PARA ISADORA

Minha filha Viviane  enviou-me por WhatsApp uma foto de um poncho e resolvi fazer um igual para minha neta Isadora.

Modéstia a parte ficou uma belezura… também com essa modelo…

IMG_2590 (2)

Para fazer, usei três novelos da Acalanto da Cisne.

novelo

Fiz uma peça só, deixando abertura para a cabeça.

sem gola

Ponto meia no lado direito e tricô no avesso. 

Nas barras e nos lados, ponto arroz.

fechado

Aí então é só levantar os pontos do decote para fazer a gola, também em ponto arroz.

pronto

Foram 6 botões, sendo três de cada lado (são eles que unem as duas partes).

IMG_2591 (2)

Ficou uma gracinha, não?

E aguardem o poncho que fiz para o Heitor!

“E ATÉ OS CABELOS DA VOSSA CABEÇA ESTÃO TODOS CONTADOS. NÃO TEMAIS, POIS; MAIS VALEIS VÓS DO QUE MUITOS PASSARINHOS.” Lucas, 12- 7

TRICÔ PARA UM NETO SAPECA… E LINDO!

Escolhi a revista, o modelo, as lãs, os botões, fiz o casaquinho, dei para o meu neto caçula Cesinha (filho do Paulo e Pati) e quem disse que conseguia fazer com que ele vestisse e posasse para tirar uma foto?

Também é querer muito de uma criança que tem uma energia tremenda!

A prova é essa foto abaixo… dentro da máquina de lavar roupas…

Cesinha

Mas vamos ao nosso tricô!

revista

Esse é o modelo da revista.

lã

Essa é a lã que usei.

modo de fazer

O modo de fazer.

pronto

E aqui ele já prontinho!

Se quiserem buscar por mais assuntos como esse, é só clicar aqui: Fazendo tricô, Passeio por Curitiba com o tricô da vovó, Tricotando amor.

Agora sei que estão curiosos para saber como saiu a foto do Cesar com o casaquinho novo.

Pois é… minha nora contou que vestiu nele na hora em que trocava para deixá-lo na escolinha. 

Aí ele adorou e pulava na cama de alegria!

Cesar

E essa foi a melhor que conseguimos…

Haja energia!!!

Mas ficou lindo, né?

Ele e o tricô, é claro!!!

“OH! QUÃO GRANDE É A TUA BONDADE, QUE GUARDASTE PARA OS QUE TE TEMEM, E QUE TU MOSTRASTE ÀQUELES QUE EM TI CONFIAM NA PRESENÇA DOS FILHOS DOS HOMENS!” Salmos, 31- 19

 

 

TRICOTANDO AMOR…

E lá vou eu novamente relembrar passado!

Acho que isso é coisa da idade…

Mas é na hora em que escolho uma lã, agulhas e começo a tricotar é que aquele sentimento de avó toma conta de mim.

tricô

(Leiam também “Passeio por Curitiba com o tricô da vovó” e “Fazendo tricô“)

E enquanto a carreira termina e começo outra, as lembranças vão vindo nítidas e parece que vejo minha avó paterna que fazia maravilhas com suas agulhas.

E eu tão menina, a observar e a encher de perguntas, tipo:

-O que você está fazendo? Quando vai ficar pronto? Posso fazer um pouquinho?

Mas ela nunca ia embora de casa sem deixar pronto muitas meias, casacos e até vestidos!

São coisas tão boas prá se lembrar…

E meu tricô vai crescendo.

Estou fazendo uma manta para a boneca da minha neta Isadora.

bonecas

Já fiz muitas de muitas cores.

Mas essa é especial porque prometi a ela que quando viesse me visitar na casa nova, estaria pronta.

E como promessa é dívida, ela ganhou a mantinha para minha “bisneta”.

manta

E eu acho lindo vê-la conversar com suas filhinhas, enrolá-las para ficarem quentinhas e colocá-las para dormir…

isa e boneca

Minha pequena boneca Isadora, que nessa semana completa 7 anos, mãezinha em miniatura…

isa

Esse sorriso não tem preço…

“PODE UMA MULHER ESQUECER-SE TANTO DO FILHO QUE CRIA, QUE SE NÃO COMPADEÇA DELE, DO FILHO DO SEU VENTRE? MAS, AINDA QUE ESTA SE ESQUECESSE, EU, TODAVIA, ME NÃO ESQUECEREI DE TI.” Isaías, 49- 15

PASSEIO POR CURITIBA COM O TRICÔ DA VOVÓ

Como já contei anteriormente em “Fazendo Tricô“, preciso abastecer o guarda roupa dos netos que crescem tão rápido!

E juntando o frio que fez para estrearem as blusas, fomos fazer um passeio cultural pela nossa Cidade Sorriso.

Primeiro as fotos das blusas que fiz usando a lã Jacquard da Cisne.

blusinhas e bolo de laranja 002

blusinhas e bolo de laranja 003

Essa lã é uma beleza: o desenho vai saindo sozinho… lembro que antigamente para fazer um trabalho assim, levava dias porque tinha de usar lãs de cores diferentes e passar os fios atrás (no lado do avesso) e dava um trabalhão enorme…

Essas são as vantagens da modernidade…

Aqui, eles já usando as blusas… fofos não?

DSC_0021

Bem, aproveitando a arrumação, fomos fazer os passeios.

Primeiro o Museu do Olho, onde Isadora já com seus cinco anos, aproveitou bastante, mas Heitor que não estava entendendo nada, correu pelos corredores e acabou se divertindo também.

DSC_0031

DSC_0050

Agora o que mais gostaram mesmo foi o passeio ao Bosque Alemão!

Fomos descendo pelo caminho, parando e lendo a história do Joãozinho e Maria até chegarmos à casa da Bruxa (que é uma casa encantadora com livros e contação de história).

E fantasias!!!

DSC_0068

A titia Fabiane, que é um “grude” desses sobrinhos e claro… estava junto, fez a festa com eles, colocando chapéus e subindo em vassouras.

DSC_0065

E assim passamos o dia, finalzinho de minhas férias ligeiras e antes de embarcarem de volta para Angola…

FAZENDO TRICÔ

Pois é…também faço tricô!

Gosto de sentar em frente a TV (depois de um dia de trabalho, um banho demorado, vestida com um agasalho confortável) e mais ouvir do que assistir.

Aí vou fazendo cachecóis, mantas e blusas.

Essas são para  meus netos que moram em Angola e que não usam esse tipo de roupa lá, mas como chegam agora no final do mês (e, pela previsão, vão pegar um frio daqueles) já terminei essas blusinhas.

blusas made Silvia 002

 

A da Isadora (cor de rosa) foi feita com a lã Madrid (Central de Fios) e Mollet (Círculo).

O ponto utilizado é o tricô e meia, muito simples e agulha nº 7.

Como a lã central é peludinha, é ela quem dá o toque na peça.

blusas made Silvia 005A do Heitor (cinza) foi feita com lã Deslumbrante e Mollet, ambas da Círculo.

O ponto e agulha são os mesmos e o que deixa diferente é a própria lã que é cheia de nozinhos.

Eles vão ficar ainda mais lindos e super quentinhos com elas, não acham?