PÉ DE MOLEQUE

No começo do século XX havia muitas baianas que vendiam doces em tabuleiros, no Rio de Janeiro. Os meninos gostavam especialmente desse doce de amendoim, mas como não tinham dinheiro, furtavam das baianas e elas ralhavam com eles para não roubarem.

Diziam para pedir, assim: – Pede, moleque!

E assim chegou até nós que ao em vez de “PEDE” do verbo “PEDIR”, virou “PÉ DE”…

De qualquer maneira, essa gostosura veio para ficar, principalmente nas festas Juninas!

Então vamos aos INGREDIENTES

1/2 quilo da amendoim

1/2 quilo de açúcar

1 colher (sopa) de manteiga

1 caixinha de leite condensado

O bom dessa receita é que usamos o amendoim sem torrar e sem tirar a pele; ele vai torrando a medida que for sendo feito.

Antes de começar, unte uma forma ou mármore da pia e também deixe aberta a caixinha de leite condensado, porque tudo é muito rápido.

Coloque todos os ingredientes (menos o leite condensado) em uma panela; eu usei uma panela de ferro para isso.

Vá mexendo sem parar como mostro nas fotos abaixo.

Quando o açúcar acabar de derreter, jogue o leite condensado e mexa até incorporar bem.

Coloque sobre o mármore untado e espere esfriar bem para começar a cortar.

Fica delicioso, meio puxa; então coloque em potes bem fechados para quando tiver vontade, comer!!!

“DEUS NÃO É HOMEM, PARA QUE MINTA; NEM FILHO DE HOMEM, PARA QUE SE ARREPENDA; PORVENTURA, DIRIA ELE E NÃO O FARIA? OU FALARIA E NÃO O CONFIRMARIA?” Números, 23- 19

GELATINA COLORIDA

Quantas vezes experimentei essa gelatina, mas foi a primeira vez que fiz…

Fica tão bonita e é tão gostosa e fácil de fazer que vocês até já provaram ou fizeram alguma vez.

INGREDIENTES

1 caixinha de gelatina de limão

1 caixinha de gelatina de abacaxi

1 caixinha de gelatina de amora

1 caixinha de gelatina de cereja

1 pacotinho de gelatina sem sabor

1 caixa de leite condensado

1 caixinha de creme de leite

Primeiro faça as gelatinas (uma de cada vez) usando apenas 250 ml de água quase fervente e coloque em um recipiente (coloquei em um prato fundo) levando à geladeira até endurecer bem.

Quando estiver bem gelada, corte em pequenos pedaços e coloque em uma tigela.

Reserve.

Dissolva a gelatina incolor em um pouquinho de água bem quente.

No liquidificador, coloque o leite condensado e o creme de leite e bata bem.

Junte a gelatina incolor dissolvida e bata só o tanto de misturar.

Despeje sobre os quadradinhos das gelatinas reservada e misture.

Molhe uma forma de buraco e coloque a mistura pronta.

Leve à geladeira até ficar bem firme, passe uma faca em volta com cuidado e vire em um prato definitivo.

Observação: eu coloquei água quente em uma forma maior e passei rapidamente a forma com a gelatina para soltar o fundo e não grudar.

Uma sobremesa sensacional!!!

“SE, COM A TUA BOCA, CONFESSARES AO SENHOR JESUS E, EM TEU CORAÇÃO, CRERES QUE DEUS O RESSUSCITOU DOS MORTOS, SERÁS SALVO.” Romanos, 10- 9

PUDIM DE GOIABADA

Para comemorarmos o Dia das Mães desse ano, levei essa sobremesa para o almoço na casa do meu filho que representou suas irmãs que moram longe.

Como eu, boa mineira, amo goiabada achei maravilhosa!

INGREDIENTES

400 gramas de goiabada

2 copos de requeijão cremoso

2 caixinhas de creme de leite

4 ovos

CALDA

1 pedaço de goiabada

1/2 copo de água

Primeiramente, forre todo o fundo de um pirex com fatias da goiabada.

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata bem.

Despeje essa mistura sobre a goiabada e leve ao forno (180º) por cerca de 30 minutos ou até dourar.

Retire do forno e reserve enquanto prepara a calda.

Coloque os pedacinhos da goiabada em uma caneca com a água e leve ao fogo, mexendo até derreter. Cubra o pudim com ela.

Sirva morno ou frio, de qualquer maneira é delicioso!!!

Observação: fiz metade dessa receita acima porque estávamos apenas em três adultos.

“RETENHAMOS FIRMES A CONFISSÃO DA NOSSA ESPERANÇA, PORQUE FIEL É O QUE PROMETEU.” Hebreus, 10- 23

BOLO FAROFA

Sabe aquele bolo que sempre fazíamos e, não sei porque, ficamos um bom tempo sem fazer?

Pois é… isso aconteceu com esse!

Fui olhar em meu caderno de receitas antigo e me deparei com essa relíquia: Bolo Farofa!

Já viu um bolo que sai com recheio?

Pois esse sai!

INGREDIENTES DO CREME

1 lata de leite condensado

a mesma medida de leite

1 colher (sopa) de maisena

1 colher (sopa) de manteiga

1 lata de creme de leite

INGREDIENTES DA MASSA

3 xícaras de farinha de trigo

1 colher (sopa rasa ) de fermento

1 ovo

1 e 1/2 xícara de açúcar

3 colheres (sopa) de manteiga (ou margarina) gelada

Vamos primeiro ao creme porque ele tem que ficar frio para podermos utilizá-lo.

Misture todos os ingredientes (menos o creme de leite) e leve para ferver levemente. Retire e deixe amornar. Junte o creme de leite e reserve.

Para a massa, coloque todos os ingredientes em uma tigela e misture com as mãos, esfarelando.

Unte uma forma e coloque metade da farofa, apertando bem.

Coloque por cima todo o creme já frio e espalhe o restante da farofa.

Leve para assar em forno quente por mais ou menos trinta minutos.

Você pode comer esse bolo assim morninho ou frio.

Ele não desmonta não!

“MANDA AOS RICOS DESTE MUNDO QUE NÃO SEJAM ALTIVOS, NEM PONHAM A ESPERANÇA NA INCERTEZA DAS RIQUEZAS, MAS EM DEUS, QUE ABUNDANTEMENTE NOS DÁ TODAS AS COISAS PARA DELAS GOZARMOS.” I Timóteo, 6- 17

PERAS AO VINHO

Em um dia qualquer desses, minha amiga Cidinha veio buscar umas Comidinhas da Vovó e trouxe um potinho desse doce delicioso!

Me deliciei com ele e pedi a receita, é claro!

Então vamos a ela, a receita.

Sim, os ingredientes são só esses mesmo:

4 peras

1 copo de açúcar

1 copo de vinho (ela usou rosé e eu usei um branco seco)

Canela em rama a gosto

Água que cubra as peras

Lave bem as peras (não descasque) e corte-as ao meio.

Coloque em uma panela grande todos os ingredientes e leve ao fogo para ferver.

Com bastante cuidado você pode virar algumas vezes.

Quando enfiar um garfo e sentir que está macia, pode retirar (leva mais ou menos de trinta a quarenta minutos).

Coloque em um pirex bonito e leve à geladeira.

Na hora de servir, coloque em uma taça com creme de leite por cima.

Além de uma sobremesa chique, é também uma delícia!!!

Se quiser mais uma receita com pera, experimente a Torta de Pera, clicando aqui.

“A SALVAÇÃO VEM DO SENHOR; SOBRE O TEU POVO SEJA A TUA BÊNÇÃO.” Salmos, 3- 8

SAGU DE VINHO E CREME

Sagu é uma fécula extraída do interior esponjoso de várias espécies de plantas, chamadas popularmente sagueiros ou saguzeiros, sendo utilizada como alimento básico em diferentes lugares no mundo.

A fécula é preparada a partir da mandioca limpa, ralada e molhada, formando uma goma úmida, que depois é peneirada até se transformar nas bolinhas, que são aquecidas e depois resfriadas. (Wikipédia)

 E como fazia tempo que eu não colocava um doce!!!

Aí me veio a lembrança desse, que nos remete a tempos de casa de avó…

E para completar, um creme bem fino e gostoso que combina mais do que bem com nosso sagu de vinho.

INGREDIENTES para o SAGU:

1/2 xícara de sagu

1/2 garrafa de vinho tinto

2 e 1/2 xícaras de água

1/2 xícara de açúcar

1 canela em rama

2 cravos da índia

Numa tigela, coloque o sagu, cubra com 1 xícara de água filtrada e deixe descansar por uma hora.

Coloque numa panela média o restante da água, o vinho, canela, cravos e açúcar.

Misture bem.

Leve ao fogo e, quando ferver, junte o sagu com o líquido que sobrar na tigela. Abaixe o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos ou até que as bolinhas estejam macias e quase transparentes. Mexa de vez em quando para o sagu não grudar no fundo da panela.

Retire, coloque em um bonito pirex e leve à geladeira.

INGREDIENTES do CREME

1/2 litro de leite

1 caixinha de leite condensado

2 colheres (de sopa rasas) de maisena

Desmanche a maisena em um pouco do leite e junte ao leite na panela juntamente com o leite condensado.

Vá mexendo sempre até ferver bem.

Retire, coloque em outro pirex e leve á geladeira.

Sirva em taças e bem gelado.

Uma combinação e tanto!!!

“QUANTO MELHOR É ADQUIRIR A SABEDORIA DO QUE O OURO! E QUANTO MAIS EXCELENTE, ADQUIRIR A PRUDÊNCIA DO QUE A PRATA!” Provérbios, 16- 16

DOCE DE LEITE ARGENTINO

Huuummm doce de leite… lembranças de infância, coisas de uma boa mineira que adora ir para a cozinha e fazer gostosuras!

E aí, assistindo um programa na TV Record, me dei conta que ainda não tinha feito esse doce para colocar aqui.

A dica é você preparar em um momento que possa ficar ao lado da panela, porque tem que estar atenta para não derramar!

INGREDIENTES

1 litro de leite integral

250 gramas de açúcar cristal

1 colher (de chá) de bicarbonato

1 colher (de café) de essência de baunilha

Coloque em uma panela alta o leite e açúcar.

Com um fue, vá mexendo até ferver.

Coloque então o bicarbonato e, não se assuste, ele vai subir fazendo uma espuma!

Com uma colher, vá retirando essa espuma.

Junte a essência e deixe ferver em fogo baixíssimo para não derramar.

De vez em quando é preciso que você mexa bem.

Ele vai mudando de cor aos poucos.

Coloquei um pouquinho em um pires para ver se estava no ponto para desligar.

Já estava bom e isso levou ao todo 1 hora e 10 minutos!!!

Mas, valeu a pena, porque ficou maravilhoso!

Pena que eu não tinha em casa aquele queijo de minas, mas uma fatia de um gouda, deu certo também!

“OUVE TU, ENTÃO, NOS CÉUS, ASSENTO DA TUA HABITAÇÃO, E PERDOA, E FAZE, E DÁ A CADA UM CONFORME TODOS OS SEUS CAMINHOS E SEGUNDO VIRES O SEU CORAÇÃO, PORQUE SÓ TU CONHECES O CORAÇÃO DE TODOS OS FILHOS DOS HOMENS.” 1 Reis, 8- 39

 

 

 

FATIAS HÚNGARAS

As fatias húngaras, também conhecidas como caracóis húngaros, pães de coco, roscas húngaras ou sticky buns, são pãezinhos com calda de coco muito famosos no nosso país.

Não se sabe ao certo se as Fatias Húngaras são de fato originais da Hungria, a única certeza é que essa é uma ótima receita para aproveitar o inverno.

Então, resolvi fazer.

Olhei em várias receitas no Google, gostei de uma e fiz a massa.

Não deu certo!

Joguei fora…

Então me lembrei de uma receita: Rosca de Família, onde a massa tinha tudo a ver.

E não é que deu certo?

Você pode clicar em cima do nome que ele vai direcionar você aos ingredientes.

Aí é só voltar para cá.

Prepare o recheio:

6 colheres (de sopa) de açúcar

4 colheres (de sopa) de manteiga ou margarina

100 gramas de coco ralado

Primeiro misture bem o açúcar com a manteiga até ficar um creme e então, junte o coco misturando novamente.

Massa pronta e vamos esticar com um rolo até ficar um retângulo.

Coloque sobre a massa o recheio de coco e espalhe por toda ela.

Vá enrolando como um rocambole e aperte bem.

Com uma faca corte em pedaços de mais ou menos dois dedos (da próxima vez vou cortar em fatias mais finas porque crescem muito).

Coloque em uma assadeira untada e polvilhada com farinha de trigo para crescer até dobrar de volume (mais ou menos 50 minutos).

Vejam como cresceu!

Leve ao forno pré aquecido em 180º por 30 minutos ou até que veja estarem dourados.

Enquanto estiver quente, despeje sobre as fatias, 1 lata de leite condensado misturado com meio copo de leite.

As fatias ficam macias e úmidas e com um gostinho de dar água na boca!!!

“DIGO-VOS QUE ASSIM HAVERÁ ALEGRIA NO CÉU POR UM PECADOR QUE SE ARREPENDE, MAIS DO QUE POR NOVENTA E NOVE JUSTOS QUE NÃO NECESSITAM DE ARREPENDIMENTO.” Lucas 15, 7.

 

 

 

 

 

BOLACHINHAS DE CANELA

Tenho uma amiga em Curitiba, Taís, que, como eu, adora cozinhar.

Por isso sempre estou de olho em suas postagens e essa acabei de experimentar.

Ficam lindas e super crocantes, com aquele gostinho irresistível da canela!

Achei bem fácil de fazer, então, segue a receita.

Em uma tigela, juntei todos os ingredientes que são:

175 gramas de farinha de trigo

100 gramas de manteiga

60 gramas de açúcar

1 colher (de café) de fermento em pó

1/2 colher (de sopa) de canela em pó

1 colher (de sopa) de chocolate em pó

1 colher (de café) de essência de baunilha

Primeiro unte bem uma assadeira com manteiga.

Ligue o forno em 180º para aquecer.

Usei as mãos para misturar a massa e juntei um pouquinho de água que fui colocando devagar.

Modele as bolachinhas como quiser e dê uma achatadinha em cima.

Essa receita deu 20 unidades.

Leve ao forno por mais ou menos 20 minutos (dependendo do tamanho que fizer) ou até que as bordas estejam levemente coradas.

Enquanto as bolachinhas assam (e que perfume maravilhoso elas desprendem), faça em uma vasilha uma mistura de açúcar e canela.

Assim que tirar do forno, ainda bem quente, passe as bolachinhas por essa mistura e vá colocando em um prato para esfriar.

Depois de frias, coloque em potes fechados.

Maravilhosas!

Obrigada, Taís!!!

“NÃO ME REJEITES NO TEMPO DA VELHICE; NÃO ME DESAMPARES, QUANDO SE FOR ACABANDO A MINHA FORÇA.” Salmos, 71- 9

SOBREMESA DE LEITE EM PÓ

Ah, vontade de comer doce!

Sim, sou uma formiga ambulante…acho que puxei a meu pai: ele era magro, mas comia muito doce e quando não encontrava nada, ia até o açucareiro, enchia uma colher e ia direto para a boca…

Pois é.

Então vamos a mais uma receita fácil, que não vai ao fogo e que fica deliciosa de verdade!!!

INGREDIENTES

200 ml de manteiga

1 lata de leite condensado

2 caixinhas de creme de leite

200 gramas de leite em pó

1 colher (chá) de emulsificante

Cobertura:

250 gramas de chocolate 

1 caixinha de creme de leite

Bata o leite condensado com a manteiga até ficar um creme.

Acrescente o leite em pó e continue batendo.

Depois o creme de leite, bata e por último o emulsificante.

Bata por mais 4 minutos.

Fica um creme liso, firme!

Coloque em um pirex bem bonito e leve à geladeira enquanto faz a ganache.

Derreta o chocolate e misture o creme de leite.

Com cuidado, coloque sobre o creme.

Eu coloquei em potinhos descartáveis e levei ao congelador para quando tiver vontade… comer!

Realmente, fica uma gostosura!!!

“TEM MISERICÓRDIA DE MIM, Ó SENHOR, POIS A TI CLAMO TODO O DIA. ALEGRA A ALMA DO TEU SERVO, POIS A TI, SENHOR, LEVANTO A MINHA ALMA.” Salmos, 86- 3 e 4