VACA ATOLADA COM COSTELA MM- VÍDEO 10

E chegamos à última receita da série NA COZINHA COM MARIA!

Como foi gratificante fazer e receber tantas mensagens carinhosas; também tantas participações especiais de amigas que puderam comprovar a qualidade dessa carne!

Já estou com saudades da Maria…

Mas vamos ao prato de hoje.

A “vaca atolada” é um prato típico da chamada “comida caipira” que é muito popular em estados como Minas Gerais. A combinação da carne (costela bovina) com a mandioca e temperos, resulta em uma comida saborosa e com substância.

Assistam ao vídeo e comprovem vocês mesmos!

“DE MANEIRA QUE CADA UM DE NÓS DARÁ CONTA DE SI MESMO A DEUS.” Romanos, 14- 12

ESTROGONOFE DE MIGNON MM- VÍDEO 08

STROGONOFF é um prato originário da culinária russa.

Existem várias explicações para o nome desse prato, presume-se que seja derivado do nome de algum membro da grande e importante família Stroganov.

O estrogonofe (já na versão abrasileirada) é bastante popular no Brasil, onde tem muitas variações, podendo ser utilizado carne bovina, frango ou camarões. A principal característica do estrogonofe brasileiro é o uso de molho de tomate ou ketchup, misturado com o creme de leite e cogumelos. Além disso, é sempre servido com uma porção de arroz branco e batata palha, enquanto que na Rússia é geralmente servido com batatas cozidas. (Wikipédia)

(Foto ilustrativa MdeMulher)

Nossa, está passando super rápido essas postagens dos vídeos!

Já são oito, mas aguardem: temos duas ótimas receitas ainda!

E vou colocar uma foto minha enquanto preparava essa receita.

Bem feliz, não é mesmo?

Pois é, somos felizes quando fazemos aquilo que gostamos e eu, particularmente, estou amando tudo isso!

“BUSCAI AO SENHOR ENQUANTO SE PODE ACHAR, INVOCAI-O ENQUANTO ESTÁ PERTO.” Isaías, 55- 6

ESCABECHE DE LAGARTO MM- VÍDEO 07

O escabeche era um modo tradicional de conservar alimentos, como carnes, aves e peixes, especialmente para longas viagens. A base do escabeche era o vinagre, que fazia um pré cozimento e conservava o alimento por meses sem deteriorar.

Esse tipo de conservação deu origem a pratos na gastronomia local.

Fiz essa carne para comer fria, dentro de um pãozinho ou salada.

É ótima para trocarmos o jantar por um lanche, o que é bem mais saudável.

E hoje temos mais uma colaboração e que está sendo frequente aqui no blog: minha amiga GLACY, que está se superando em nossas receitas.

Hoje com o Filé à Parmegiana!

“E, ASSIM, COM CONFIANÇA, OUSEMOS DIZER: O SENHOR É O MEU AJUDADOR, E NÃO TEMEREI O QUE ME POSSA FAZER O HOMEM.” Hebreus, 13- 6

FILE A PARMEGIANA MM_ VIDEO 06

ALCATRA

Considerada “A Rainha das Carnes”. Servida ao ponto ou mal passada é considerada uma carne nobre, de fibras macias. A peça inteira está localizada no traseiro do boi entre o lombo e a coxa, de onde saem outros cortes igualmente apreciados, como a picanha e a maminha. É ideal para bifes, refogados, assados, ensopados e churrasco.

E o que esta explicado no site da Cooperativa Maria Macia.

Primeiro quero explicar a voce que esta lendo esse texto, que as palavras estao sem acento e a pontuacao nao esta correta devido a um problema que ocorreu na formatacao desse computador e que espero solucionar o quanto antes.

Entao vamos la

Novamente coloco aqui a colaboracao das minhas amigas GLACY e TELMA que tem aproveitado as receitas e enviado as fotos e dessa vez com a MAMINHA MARIA MACIA!

Mais uma vez, obrigada amigas!

Primeira foto: Glaci e segunda foto: Telma.

MAS SE ESPERARMOS O QUE NAO VEMOS, COM PACIENCIA O ESPERAMOS. Romanos, 8, 25.

CARRETEIRO COM CARNES MM- VÍDEO 04

A receita surgiu quando mercadores ambulantes atravessavam a região em carretas puxadas por bois. O carreteiro valia-se muito da carne de sol em seu cardápio, que no Sul do país é conhecida como charque, pois, além de abundante na época, ela se mantinha conservada durante os muitos dias das viagens. (gilomarilia.com.br)

É feito de arroz ao qual se adiciona carne seca desfiada ou picada, às vezes paio e linguiça em pedaços, refogados em bastante gordura, alho, cebola, tomate e cheiro verde.

E é uma receita bem parecida com essa que você vai ver no vídeo abaixo.

Mas antes, quero mostrar outros pratos feito com a FRALDINHA MARIA MACIA e que me foi enviada pelas:  minha amiga de muitos anos, GLACI GURGEL.

Ela contou-me que a família estava reunida e todos aprovaram com louvor!

E acabo de receber mais uma receita aprovada, vinda de Porto Velho, Rondônia. E quem fez foi a TAMARA OLIVEIRA HIGASHI, também amiga de muitos anos!

Obrigada, amigas!

“PORQUE O SENHOR É O NOSSO JUIZ; O SENHOR É O NOSSO LEGISLADOR; O SENHOR É O NOSSO REI; ELE NOS SALVARÁ.” Isaías, 33- 22

 

NA COZINHA COM MARIA

O ano era 2013.

Eu morava em Curitiba, trabalhava no Positivo e vez ou outra aproveitava um final de semana prolongado para visitar meu filho em Campo Mourão, onde ele morava.

Então aproveitávamos essa visita para lembrar de lugares, fazer passeios e acabávamos indo ao Super Mercado comprar coisas para eu fazer no jantar.

Numa dessas idas ele me mostrou um banner enorme em frente onde parei para ser fotografada: era propaganda das carnes Maria Macia onde meu filho é um dos diretores.

Mal eu podia imaginar que viria a morar novamente nessa cidade e faria uma parceria de sucesso com essa empresa.

E muitas vezes escrevi aqui no blog sobre essa carne: como em dezembro de 2013.

Pois é…

Todo esse início é para contar sobre esse projeto: “NA COZINHA COM MARIA” onde eu mostro como usar essa carne nos mais variados pratos.

Fizemos um bloco com dez tipos de carne: maminha, fraldinha, linguiça, patinho, costela, lagarto, coxão mole, alcatra, mignon e sobras de churrasco.

Dei uma entrevista sobre isso e coloco aqui o vídeo, onde vocês terão oportunidade de saber detalhes sobre esse projeto.

A partir de cada semana de setembro teremos uma receita nova para vocês apreciarem no site da Maria Macia e no YouTube.

Então…

Abram alas para a chegada da: NA COZINHA COM MARIA ( MACIA, é claro!!!)

 

“TU ÉS O MEU DEUS, E EU TE LOUVAREI; TU ÉS O MEU DEUS, E EU TE EXALTAREI. LOUVAI AO SENHOR, PORQUE ELE É BOM, PORQUE A SUA BENIGNIDADE É PARA SEMPRE.” Salmos, 118- 28 e 29.

 

 

 

COSTELINHA DE PORCO DE PANELA

Eu amo carne de porco, e essa receita é tão boa, mas tão boa, que ainda sinto o cheiro dela enquanto a preparava!

2 quilos de costelinha de porco (para 6 pessoas)

INGREDIENTES

6 colheres (sopa) de shoyo

6 colheres (sopa) de azeite

4 colheres (sopa) de mostarda

6 dentes de alho amassados

4 colheres (sopa) de água

pimenta do reino, sal, folha de louro, sálvia.

Tempere a carne e deixa nesse molho por umas duas horas ou mais.

Eu deixei em uma vasilha, tampei e mexia de vez em quando.

Corte duas cebolas grandes em tiras e forre com elas o fundo de uma panela de pressão.

Coloque a carne temperada por cima, tampe a panela e deixe (depois que pegar a pressão) por 15 minutos.

Foi o suficiente para ela ficar macia e juntar aquela borra escura no fundo, que é o que deixa a carne mais saborosa.

Eu preferi retirar da pressão e colocar em uma panela de ferro, onde fui colocando muito devagar um pouco de água enquanto ela pegava uma cor.

Gente, ficou super gostosa, macia e daquelas de comer de joelhos!

Ah sim, fiz um purê de batata doce e arroz branco para acompanhar, além de jogar um pouquinho de cheiro verde, colhido do meu quintal!

ASSIM DIZ O SENHOR: PONDE-VOS NOS CAMINHOS, E VEDE, E PERGUNTAI PELAS VEREDAS ANTIGAS, QUAL É O BOM CAMINHO, E ANDAI POR ELE; E ACHAREIS DESCANSO PARA A VOSSA ALMA…” Jeremias, 6- 16

 

POLPETTONE RECHEADO

Esse é um prato tipicamente italiano e bem familiar.

Fiz e coloquei no cardápio das “Comidinhas da Vovó” e quem já experimentou, adorou!

INGREDIENTES

Para temperar a carne:

1/2 quilo de carne moída (eu uso patinho)

sal, pimenta do reino e salsinha picada

1 dente de alho amassado

1 cebola pequena picadinha

1 pão francês embebido e 1/3 de xícara de leite

1 ovo

Observação: antes de começar, já pico bem o pão e coloco de molho no leite.

Junte tudo e amasse bem com as mãos.

Reserve.

Faça um molho (eu usei duas latas de tomate pelado) e reserve.

Prepare o próximo passo:

um prato com um ovo batido e um pouquinho de leite

um prato com farinha de rosca

fatias de queijo muçarela

Com as mãos molhadas pegue uma porção de carne, faça uma bola, amasse e coloque uma fatia do queijo bem dobrada e envolva-o.

Feche bem.

Vá passando um por um primeiro na farinha de rosca, depois no ovo batido e de novo na farinha de rosca.

Leve uma panela com óleo ao fogo e frite os polpettones dos dois lados, colocando depois sobre um papel toalha.

Arrume-os em um pirex, cubra com o molho de tomate e queijo parmesão ou muçarela.

Leve ao forno médio (180º) pré aquecido por cerca de 20 minutos.

Bom apetite!!!

“BEM AVENTURADO AQUELE CUJA TRANSGRESSÃO É PERDOADA, E CUJO PECADO É COBERTO.” Salmos, 32- 1

 

POSTAGEM EXTRA

Como sabem, os posts são colocados no blog sempre às segundas feiras, mas hoje começa aqui uma série especial que vai trazer respostas ás inúmeras perguntas que fazemos.

-A carne vermelha faz mal a saúde?

– A emissão de gases feita pelo rebanho prejudica o ar e o meio ambiente?

Essas e outras respostas estarão em vídeos de mais ou menos 7 minutos.

Trata-se de uma iniciativa pioneira da cooperativa Maria Macia que vem tentar esclarecer alguns pontos vinculados à mídia muitas vezes de maneira inadequada e que nós não temos acesso a contraponto.

Assistam ao vídeo e recebam mais informações para você sua família!