MEUS ENCONTROS EM DEZEMBRO E JANEIRO

Dezembro, compro minha passagem para Curitiba.

Minhas filhas e netos que moram fora do Brasil, já se encontram lá.

Eu, ansiosa, quando menos espero…a Covid me pega!!!

Logo eu que me gabava por não ter tido, cancelo minha viagem!

Dias de espera, em casa, mala arrumada, passando o tempo necessário para poder viajar.

De resto, os dias foram maravilhosos onde pude matar saudade de tantas pessoas e começo pelo Natal, onde após seis anos, TODOS (filhos, netos, genro e nora)estavam presentes!

A foto acima, foi uma recriação de outra, tirada onze anos atrás!

Até que não mudamos muito…

Esta, também no Natal, com meus quatro netos; pela ordem na foto da esquerda para a direita:Isadora, Cesar, Heitor e Daniel.

Gostaria de ter encontrado meus três irmãos, mas devido aos dias tão curtos, foi possível somente com a caçula do time: Raquel. Assim mesmo almoçamos no shopping e conversamos bastante.

Ainda em Curitiba, minha amiga de tantos anos atrás, Sonia, fez um café maravilhosos (como sempre) em sua casa e pude encontrar sua irmã Tania e Marioni outra amiga.

Na foto, da esquerda para a direita: Marioni, Sonia, eu e Tania.

Em Brusque, terminei os dias de 2022 e as fotos abaixo são da casa da Vânia e Jonas, ela irmã da minha nora Patrícia.

Acima com a Maya, uma doçura de animal e abaixo, na piscina da casa terminando o ano em grande estilo!!!

Já em janeiro, pude passar o ano novo em Balneário Camboriu, sempre linda e com muitos amigos da família da Pati, com ela, meu filho e meus netos.

Na foto abaixo estou com a amiga de sempre, Regina e, como sempre, brindando!

Claro que tomei sol, caminhei, pisei na areia e até tomei banho de mar!

Bom, aí voltei para minha casa em Campo Mourão e trouxe comigo a minha filha Fabi que ficou mais alguns dias aqui. Resultado: muitos churrascos, vinho e novos encontros.

Nessa foto, da esquerda para a direita, Fabi, eu, Rose e Maria Teresa, amigas de muitos e muitos anos atrás. Amizade boa é assim: dura para sempre!

E em pleno aniversário dessa minha amiga Giselta, passamos horas agradáveis em casa, tomando café e conversando muito.

Pensam que acabou?

Ainda aproveitei o calor para tomar banho de piscina em casa do Paulo e Pati!

Nessa hora, estou só, mas a diversão é enorme quando estou com os netos jogando bola (ela está lá atrás)…

E teve aniversário!

Do Dani, seis anos!!!

Uma figura! Engraçado, brincalhão, amoroso, mas foi uma dificuldade tirar essa foto porque ele queria ficar só brincando com os amigos e não queria “perder tempo”.

E terminando, uma foto para ser lembrada: nós no jardim da minha casa!

Esse 2023 começou com muitas alegrias, não é mesmo?

Peço a Deus que continue nos abençoando com outras tantas no decorrer desse ano!

“ALEGRE-SE O CORAÇÃO DOS QUE BUSCAM O SENHOR.” I Crônicas, 16-10

FEIRA DO LIVRO EM LISBOA

Ah, Lisboa! Do fado, do pastel de nata de Belém, dos vinhos, do bacalhau, dos azulejos, do Tejo, de Fernando Pessoa, da cultura e…da Feira do Livro.

Ainda não fui conhecer, mas vejo-a através de fotos sob o olhar atento da minha filha Fabiane que mora lá e me envia, porque sabe como gosto.

Esta edição oferece uma programação cultural distinta, mais completa e com atividades para todas as idades, voltando ao que já era antes da pandemia.

As várias apresentações, os debates, os lançamentos de novos livros, as mesas redondas, as entregas de prêmios e sessões de autógrafos estão presentes.

Essa Feira do Livro acontece desde maio de 1930 no Parque Eduardo VII e pensem como deve ser maravilhoso andar ao ar livre e desfrutar da beleza do lugar aliada à beleza dos livros!

Nessa edição de número 92,  tem como convidado de honra, a Ucrânia que está presente num expositor dedicado a esse país.

Pois é, enquanto não vamos até lá para conhecer, vamos desfrutando por aqui essas fotos dessa encantadora cidade além-mar…

“QUEM ME DERA, AGORA, QUE AS MINHAS PALAVRAS SE ESCREVESSEM! QUEM ME DERA QUE SE GRAVASSEM NUM LIVRO!” Jó, 19- 23

FELÍCIA

Ela não era minha, mas a conheci bebê.

Isso foi antes da família do meu filho e nora aumentar.

Aí ela chegou e virou rainha!

Era e sempre foi dócil, carinhosa e querida pelo casal e por mim que vinha visita-los vindo de Curitiba onde morava na ocasião.

Cada vez que chegava, trazia um mimo para ela: lacinhos, fitas e roupinhas.

O tempo passou, dois meninos vieram alegrar a família e acabei vindo com minha mudança, morar aqui em Campo Mourão.

E ela continuava a mesma doçura com todos e nem ligava quando algum dos meninos deitava sobre ela.

Acho que até gostava…

Eu a chamava de FÊ.

E quando chegava a casa deles, ela vinha feliz, pulando em mim, como a dizer: estava com saudades.

Linda menina, Fê!

Quando eu era menina e até antes de me casar, tive um cãozinho de nome Pancho.

Ele era tudo para mim naquela época e, depois dele, nunca mais quis ter outro cão. Nenhum poderia substituí-lo.

Mas mesmo não sendo minha, me apeguei a Fê.

O tempo passou depressa e ela ficou cega.

Que pena vê-la batendo nos móveis, querendo encontrar as pessoas e coisas e não conseguindo.

Nunca chorou, latiu ou gemeu.

Foi se acostumando com os caminhos até sua casinha, até a churrasqueira e até onde nos encontrávamos para receber um carinho.

E assim foi, até o fim, deixando em nós uma saudade tristonha e a lembrança de quando enchia nossos dias de alegria.

Obrigada, querida Fê.

“O JUSTO OLHA PELA VIDA DOS SEUS ANIMAIS, MAS AS MISERICÓRDIAS DOS ÍMPIOS SÃO CRUÉIS.” Provérbios, 12- 10

PAVLOVA

“A pavlova é um doce feito para homenagear Anna Pavlova, uma bailarina russa. Apesar disso, diz-se que essa sobremesa não é originária da Rússia e, sim, da Nova Zelândia. A pavlova é um grande suspiro com recheio no meio, como se fosse uma torta.”

Bem, fomos eu, minhas filhas e netos até uma confeitaria aqui em Campo Mourão.

A Viviane pediu a pavlova e nós, outras gostosuras, mas quando chegou a sobremesa dela, todos nós quisemos experimentar porque estava maravilhosa!

Resultado, passamos no mercado, compramos os ingredientes e resolvemos fazer juntas, cada qual com seu pratinho, a dita gostosura.

Claro que não fizemos o suspiro: compramos 2 pacotes de suspirinhos prontos.

Não compramos a nata e substituímos por creme de leite com açúcar.

Mas foi tão bom podermos juntas montar a nossa própria delícia que resolvi mostrar como fizemos.

Cada uma foi colocando as camadas no próprio prato de sobremesa.

Primeiro os suspirinho, amassados grosseiramente.

Depois colocamos o creme de leite misturado com uma colher de açúcar e em seguida os morangos cortados ao meio.

Em seguida, jogamos mais creme e suspiro e para finalizar, um morango inteiro.

Pois é… foi uma sucessão de risos, de alegria e de disputa para ver qual ficou mais bonito!

Tudo isso para comermos e sentir o quanto é bom partilhar a companhia uma das outras.

Eu, Viviane, Fabiane e Isadora, amamos tudo!!!

“MUITAS SÃO, SENHOR MEU DEUS, AS MARAVILHAS QUE TENS OPERADO PARA CONOSCO, E OS TEUS PENSAMENTOS NÃO SE PODEM CONTAR DIANTE DE TI; EU QUISERA ANUNCIÁ-LOS E MANIFESTÁ-LOS, MAS SÃO MAIS DO QUE SE PODEM CONTAR.” Salmos, 40- 5

BOLINHOS DIFERENTES

Precisou a vinda de minhas filhas para eu fazer essa delícia de bolinho que elas amavam!

São feitos com batatas, mas o sabor é…diferente!

INGREDIENTES

1/2 quilo de batatas cozidas com sal

100 gramas de manteiga

1 pacote de queijo ralado

4 ovos inteiros

1/2 xícara de farinha de trigo

3/4 de xícara de água

óleo para fritar

Primeiro cozinhe e amasse as batatas.

Reserve.

Em uma panela coloque a água e manteiga para ferver.

Jogue a farinha de trigo dentro mexendo para formar uma massa que desgrude da panela.

Tire do fogo e junte os ovos um a um, mexendo sempre.

Junte as batatas amassadas e o queijo ralado.

Leve para fritar (com o auxílio de uma colher) em óleo quente até dourar.

Atenção: eles dobram de tamanho ao fritar.

Gente, é bom demais!!!

“MAS, Ó HOMEM, QUEM ÉS TU, QUE A DEUS REPLICAS? PORVENTURA, A COISA FORMADA DIRÁ AO QUE A FORMOU: POR QUE ME FIZESTE ASSIM?” Romanos, 9- 20

O VÍDEO DA LIVE

Tudo passa…e a live já ficou na memória!

Foi uma noite linda com a presença do mestre de cerimônias FÁBIO SEXUGI e da presidente atual da Academia Mourãoense de Letras, DALVA HELENA DE MEDEIROS.

(Fábio e eu)

E meus filhos, nora e netos leram poemas e haicais!

Super emocionante!

O vídeo já está no Youtube, mas vou colocar aqui para quem não pôde assistir, ver!

O link para comprar o ACALANTO é: http://www.livrariaamolivros.com.br

“BOM É O SENHOR PARA OS QUE SE ATÊM A ELE, PARA A ALMA QUE O BUSCA. BOM É TER ESPERANÇA E AGUARDAR EM SILÊNCIO A SALVAÇÃO DO SENHOR.” Lamentações, 3- 25 e 26

BRINCADEIRAS DE UM PROFESSOR

Até aonde vai a inspiração e criatividade de um professor?

Pois bem, ela não tem limites!

Vou contar a vocês um feito de muitos anos atrás.

Conheci o professor GILL DE OLIVEIRA quando meus filhos estudavam no Colégio Marista Santa Maria e tinham aulas de Português com ele.

Apesar de rigoroso os alunos gostavam muito de suas aulas.

Bem mais tarde, eu trabalhando na Tecnologia Educacional do Positivo, encontrei o professor Gill que agora trabalhava na Editora Positivo.

Éramos “vizinhos”.

Sempre que nos encontrávamos, parávamos para conversar e como o refeitório era o mesmo, muitas vezes sentávamos juntos e trocávamos figurinhas.

Dei de presente a ele o meu primeiro livro “Um Pouco de Mim”que lancei em 2005 e ali mesmo, debruçou-se sobre ele, já começando a ler.

Passado alguns dias, ele me procurou e timidamente, me entregou 2 folhas escritas que tirou do seu bolso.

O que é isso? Perguntei.

– Ah, é uma brincadeira que fiz usando muitos dos títulos de suas poesias.

Quase caí de costas ao ler aquele papel: sim, são 38 títulos das 79 poesias do livro.

Vejam como ficou, com os títulos em negrito:

COISAS DA SÍLVIA

Lá vem o vento sibilando

a mesma canção da poeta.

É a Sílvia veloz assoviando

e valsando a valsa vienense

para tentar dizer a esse vento

somente Um Pouco de mim

e apenas um muito da vida

desta mulher contestadora.

——————–

Ela começa Redescobrindo

as Noites e Coisas da Vida

duns Catadores de Papel,

com muita Solidariedade,

para alimentar Outra Vez

aquele Menino Crescido

com Sonhos de Saudade.

——————–

Nunca irei esquecer vocês,

Mulheres Sozinhas carentes.

De Carência, Sempre Igual,

Considerando o Faz de Conta,

escondido nas Lembranças

das heroínas do Vendaval.

——————–

Eu Acho, Janela Fechada,

que Nunca Vou Esquecer

As Corujas da Pousada

no seu Estado de Graça.

Nem a Goleada Coxa Branca

com beijos de cachaça

no Poder da Caipirinha,

no copo da Tininha

pendurados num varal

esperando o carnaval.

——————-

Como eu queria Janelas Fechadas

cantar em Estado de Graça

para escrever que nem Fabiane

sobre meus Momentos de vida

e transformar todos em poesia

sem Diferenças e sem Descaso.

——————

E agora De Novo Você!

Mas O Que é Isso Mulher?

Não, Nunca Vou Esquecer:

Escolhas com Mudanças,

Momentos em Contrastes.

Fim de Caso, são Coisas da Vida!

(Gill de Oliveira; 10/11/2005)

Ao nos encontrarmos novamente, ele disse que logo me entregaria a segunda parte com os títulos que faltavam.

Não deu tempo…

Logo depois, ele virou uma estrela no céu e está lá a escrever poemas sem fim.

“POSSO TODAS AS COISAS NAQUELE QUE ME FORTALECE.” Filipenses, 4-13

ACALANTO ( MEU CAÇULA)!

Sempre chamo de filho os meus livros e falei sobre isso ao meu editor.

Então, numa tarde da semana passada, recebo uma ligação dele dizendo:

-Sílvia, tem uma criança aqui do meu lado chorando querendo a mãe!

Levei um milésimo de segundo até entender e soltar um grito: UAU!!!

Pois é.

O JAIR ELIAS DOS SANTOS JÚNIOR, da NOVA HISTÓRIA ASSESSORIA E GESTÃO CULTURAL, chegou trazendo nos braços, a minha criação!

Mas vamos começar do começo!

2020, um ano em que o mundo parou!

E fui desafiada a me submeter a novos hábitos de vida.

E em meio a tudo isso, eis que me encontro enclausurada, debruçando sobre textos guardados, a espera de saírem de suas gavetas.

Foi então que decidi reunir em um volume só, as Crônicas, Haicais e Poesias deixando pronto para depois que a pandemia passar (e ela vai passar), mostrar que em meio a reclusão, podemos sim continuar a sonhar.

E esse “ACALANTO” é mais uma realização de um sonho!

(Isso acima está escrito na orelha do livro)

Pensei muito em quem iria escrever o prefácio desse livro, mas quando pensei nele, foi como se sempre fosse dele essa tarefa: FÁBIO SEXUGI, presidente da ACADEMIA MOURÃOENSE DE LETRAS, biênio 2019 e 2020.

E ele escreveu tão lindamente que me emocionei ao ler!

A dedicatória também não foi difícil: “Para minhas filhas VIVIANE e FABIANE, com amor”.

É claro que já tenho outro preparado e que vai ser dedicado a meu filho PAULO EMÍLIO.

Essa capa linda foi obra do TIAGO SILVA ( o mesmo que desenhou a capa do nosso livro da Academia).

A revisão deixei a cargo da minha filha FABIANE PROHMANN, sendo que esse é o segundo livro que ela faz esse trabalho.

Agora, por que ACALANTO?

Porque esse nome remete a um momento único de carinho, prazer, de sentimento bom.

Me faz lembrar de uma cadeira de balanço, que é onde quero ficar contando histórias, declamando poesias, recitando haicais.

ACALANTO é um desejo profundo de estar em paz, conversando com você, meu amigo leitor.

Que possamos traduzir nesse embalo da palavra a sonoridade da minha alma para a sua.

(Isso está na contra capa do livro)

Já dei uma dica sobre ele em SPOILER- PALAVRA DA MODA em outro post.

No lançamento do livro O NASQUIMI DOURADO E OUTRAS HISTÓRIAS, pude fazer uma verdadeira festa com muitos convidados, coquetel, fotos, etc.

Veja lá em: Ele chegou!!!A festa para ele!!! como foi tudo lindo!

Esse ano, devido a pandemia, os lançamentos de livros estão sendo através de lives pelo Facebook, na página da Academia Mourãoense de Letras.

E é lá que farei assim que minhas filhas que moram fora do Brasil, chegarem.

Então é isso!

Aguardem para ler!!!

“POR TI TENHO SIDO SUSTENTADO DESDE O VENTRE; TU ÉS AQUELE QUE ME TIRASTE DO VENTRE DE MINHA MÃE; O MEU LOUVOR SERÁ PARA TI CONSTANTEMENTE.” Salmos, 71- 6

PUDIM DE GOIABADA

Para comemorarmos o Dia das Mães desse ano, levei essa sobremesa para o almoço na casa do meu filho que representou suas irmãs que moram longe.

Como eu, boa mineira, amo goiabada achei maravilhosa!

INGREDIENTES

400 gramas de goiabada

2 copos de requeijão cremoso

2 caixinhas de creme de leite

4 ovos

CALDA

1 pedaço de goiabada

1/2 copo de água

Primeiramente, forre todo o fundo de um pirex com fatias da goiabada.

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata bem.

Despeje essa mistura sobre a goiabada e leve ao forno (180º) por cerca de 30 minutos ou até dourar.

Retire do forno e reserve enquanto prepara a calda.

Coloque os pedacinhos da goiabada em uma caneca com a água e leve ao fogo, mexendo até derreter. Cubra o pudim com ela.

Sirva morno ou frio, de qualquer maneira é delicioso!!!

Observação: fiz metade dessa receita acima porque estávamos apenas em três adultos.

“RETENHAMOS FIRMES A CONFISSÃO DA NOSSA ESPERANÇA, PORQUE FIEL É O QUE PROMETEU.” Hebreus, 10- 23

SPOILER- PALAVRA DA MODA!

“Spoiler é quando alguma fonte de informação, como um site, ou um amigo, revela informações sobre o conteúdo de algum livro, ou filme, sem que a pessoa tenha visto.”

Não gosto de usar palavras em inglês.

Como dizia minha mãe: “moro no Brasil, falo português, não tenho obrigação de usar palavras em inglês. Imagina se eu vou pedir um HOT DOG ao invés de CACHORRO QUENTE, nunquinha!”

Algumas palavras foram incorporando aos poucos em nosso modo de falar e… voltando ao spoiler eu diria: vou te dar uma DICA.

E sim, vou te dar uma dica ótima: meu livro novo está quase nascendo!

Se fosse uma gravidez, diria que está entrando no sétimo mês de gestação.

Mas como será ele então?

De que se trata?

Qual o nome?

Vou responder: como ele já tem irmãos, terão suas parecenças, é claro.

Trata-se de uma reunião de Crônicas, Haicais e Poesias.

O nome? ACALANTO.

A capa já está desenhada, os textos revisados e a editora contratada.

Mais do que isso não posso revelar, porque em lugar de “dica”, vou entregar tudo de uma vez…

Mas sonho em tê-lo nas mãos!

Dê uma olhada nos textos que escrevi “ENQUANTO ELE NÃO CHEGA” e “ELE CHEGOU!!! A FESTA PARA ELE” em fevereiro de 2018.

(Eu autografando meu último livro)

Como pode ser isso? Essa ansiedade, essa vontade de traduzir o pensamento em palavras e mostrar a todos aquilo que levamos tempo pensando, estudando até nos entregarmos a inspiração de escrever?

Cada vez é única e especial.

Bem, já dei meu “SPOILER” de hoje.

Isso para aqueles que amam uma palavra em inglês.

Imagem 1- Freepik; 2- Pinterest;

“TODAVIA, O FUNDAMENTO DE DEUS FICA FIRME, TENDO ESTE SELO: O SENHOR CONHECE OS QUE SÃO SEUS, E QUALQUER QUE PROFERE O NOME DE CRISTO APARTE-SE DA INIQUIDADE.” 2 Timóteo 2- 19