PUDIM ROMEU E JULIETA

Como boa mineira que sou, não podia deixar de experimentar essa receita de: goiabada com queijo!!!

Aproveitei que algumas amigas vieram para jantar em minha casa e fiz como sobremesa: amaram!

INGREDIENTES

1 leite condensado

a mesma medida de leite

1 copo de requeijão cremoso

4 ovos

1/2 xícara de queijo parmesão ralado

Coloque todos os ingredientes em liquidificador e bata bem.

Unte uma forma com manteiga e polvilhe açúcar.

Cubra com papel alumínio e leve ao forno pré aquecido em 180º por uma hora em banho maria.

CALDA

200 gramas de goiabada

2 colheres (sopa) de açúcar

1 copo de água

Prepare a calda levando ao fogo em uma panelinha até dissolver bem a goiabada.

Reserve.

Depois de assado o pudim, leve à geladeira até esfriar bem antes de desenformar.

Vá derramando a calda de goiabada em todo ele.

E essas são as amigas que vieram e provaram o doce.

(Maria Teresa, Clarisse, Rose e eu)

Coisas de mineira…

DECERTO, FIZ CALAR E SOSSEGAR A MINHA ALMA; QUAL CRIANÇA DESMAMADA PARA COM SUA MÃE, TAL É A MINHA ALMA PARA COMIGO.”Salmos, 131- 2

 

 

 

 

EXPO LIVRO

Gosto de andar pelas ruas da cidade e vou assim, meio devagar, mas observando tudo ao redor.

E foi assim que olhando ao longe, no meio da praça, vejo…

-Não, não pode ser! Um ônibus de livros?

Vou chegando mais perto e…

-Sim, sim é um ônibus de livros!

Entro curiosa e o que vejo é tudo tão claro, limpo, ar condicionado (lá fora um calor enorme), mesas, cadeiras, TV, sofás e livros, muito livros!

Converso então com o casal que me recebe, Milton e Juracema, que me contam sobre tudo aquilo que meus olhos extasiados veem.

Esse projeto se chama INSTITUTO VIDA PARA TODOS (www.institutovidaparatodos.org.br) que leva para inúmeras cidades essa biblioteca ambulante.

Os livros, para adultos, jovens e crianças, são especialmente cuidados e editados em sua própria editora (EDITORA ÁRVORE DA VIDA) onde também circula um jornal mensal e que está em sua 300º edição.

Eles ficam, dependendo da disponibilidade do local, em média 20 dias; vieram de Foz do Iguaçu e seguem daqui para Guarapuava.

Também apresentam palestras e peças teatrais durante a permanência na cidade.

Não são ligados a nenhuma denominação e sua visão é “apresentar ao público cristão um jornal totalmente bíblico, com diversos temas da vida cristã e que suprisse espiritualmente vários segmentos de pessoas.”

Todos os livros trazem mensagens de amor, incentivo, união e outras.

Nesse livro infantil que comprei, Luva Lulu, “ensina a criança a ser perseverante na busca de objetivos e a não desanimar diante das dificuldades”.

Passei momentos tão agradáveis nesse local e só me entristeci por ninguém ter entrado enquanto permaneci ali…

Um presente para a cidade e tomara muitos ainda descubram e cheguem até lá para o receber!

“DISSE JESUS: IDE POR TODO MUNDO, PREGAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA.” Marcos, 16- 15

 

 

 

OCEANIC AQUARIUM

Como eu estava em férias em Balneário Camboriu, aproveitei para conhecer o Aquário, recém inaugurado em 30 de dezembro de 2019.

São dois andares de visitação: um para espécies de água doce, outra para os de água salgada.

Jacarés, tartarugas, diversas espécies de peixes, cobra sucuri, pinguins, são alguns que já habitam nesse primeiro momento.

E também um polvo que ficou escondido o tempo inteiro, mas fotografei mesmo assim…

Com o tempo virão novos moradores, como o tubarão gralha preta e os cavalos marinhos.

Tem um local para crianças com área kids, lojinha com inúmeros souvenirs (eu trouxe um imã de geladeira lindo!) e café.

Achei linda a decoração e, como não poderia deixar de ser, tomei um café acompanhado de um pão de queijo quentinho!

Para lembrar vocês, tem um post meu aqui sobre outro aquário lindíssimo que visitei quando estive em Cape Town, África do Sul.

É só clicar aqui em:” Procurando Nemo, descobrindo o canal”.

TWO OCEANS AQUARIUM

Tubarões, peixes coloridos, tartarugas, focas, arraias, pinguins e muitas outras espécies nadam nas águas desse aquário.

São mais de três mil espécies dos oceanos Atlântico e Índico reunidos nessa parte mais charmosa da cidade, o Waterfront.

Mais uma dica para vocês conhecerem e se encantarem!

“E NENHUM DE VÓS PENSE MAL NO SEU CORAÇÃO CONTRA O SEU COMPANHEIRO, NEM AME O JURAMENTO FALSO; PORQUE TODAS ESTAS COISAS EU ABORREÇO, DIZ O SENHOR.”

 

TORTEI DA RUTH DEITOS

Tortéi é um prato típico da culinária italiana muito presente nas mesas das famílias de imigrantes italianos e em muitos restaurantes do sul.

Ruth, é quem fez essa delícia para mim, que nunca tinha experimentado.  E foi ela, Ruth Deitos, de 85 anos, a escolhida como “Empreendedora Destaque 2020”pela Câmara da Mulher de Campo Mourão. É ela quem comanda o restaurante A Varanda  e essa homenagem é mais que merecida!

Pois é… meu afilhado Maximiliano Deitos, é juiz em Ji Paraná, em Rondônia e sobrinho da Ruth e  por ele vir passar as férias aqui em Campo Mourão, foi que pude almoçar com eles onde comi essa delícia.

(Eu e Max)

Cheguei mais cedo e pedi permissão para fotografar as etapas do Tortéi.

A massa ela fez, mas pode ser usada a de pastel ou lasanha.

O recheio é feito com:

1 abóbora cabotiá

cebola picadinha

manteiga

temperos como: sal, açúcar, noz moscada, canela em pó

Frita a cebola na manteiga e junta a abóbora picadinha e refoga colocando água aos poucos até ficar uma massa.

Esse recheio fica levemente adocicado e se ficar um pouco aguado, coloque um pouquinho de farinha de rosca.

Tem que colocar uma colherada em cada massa e fechar como pastel.

Cozinhe em uma panela grande com bastante água e um pouquinho de sal.

Ruth já tinha preparado o frango com bastante molho e disse que o melhor mesmo é quando fazia com galinha caipira.

Aí ela começa a montagem em um pirex:

primeiro os pastéis, depois o frango com molho e bastante queijo ralado por cima e vai fazendo as camadas!

Gente, é sensacional!!!!!!!

Olhem meu prato como ficou:

Achei muito bonito porque antes de sentarmos à mesa, a Beatriz, irmã da Ruth, falou sobre o costume da família que sempre quando fazem esse prato, agradecem a Deus.

E foi isso que fizemos, orando a oração do Pai Nosso.

Ruth, obrigada pela paciência em me dar a receita e por ser a pessoa doce que você é! Continue nos dando a alegria de sua companhia por muitos e muitos anos ainda!

“BENDITO O VARÃO QUE CONFIA NO SENHOR, E CUJA ESPERANÇA É O SENHOR. PORQUE ELE SERÁ COMO A ÁRVORE PLANTADA JUNTO ÀS ÁGUAS, QUE ESTENDE AS SUAS RAÍZES PARA O RIBEIRO E NÃO RECEIA QUANDO VEM O CALOR, MAS A SUA FOLHA FICA VERDE; E, NO ANO DE SEQUIDÃO, NÃO SE AFADIGA NEM DEIXA DE DAR FRUTO.” Jeremias, 17- 7 e 8

 

 

FRUTAS VERMELHAS COM BRIGADEIRO

Pois é… minha neta Isadora, de 10 anos, resolveu que ela faria a sobremesa do jantar de Natal!

Ai que orgulho para essa avó cozinheira!

E ela fez tudo direitinho, com a delicada supervisão de sua mãe.

INGREDIENTES

frutas vermelhas a gosto

bananas

tubetes

1 receita de brigadeiro

Primeiro separe, lave e higienize e seque todas as frutas.

Reserve.

Aqui ela começa a fazer o brigadeiro e nessa hora não aguentei e tive que entrar na cozinha para fazer as fotos!

-Vira para cá, querida! Só uma fotinho para a vovó colocar no blog!

E ela se virou!

Aqui ela já me mostra o brigadeiro pronto e que não pode ficar muito duro pois vai ser degustado com as frutas.

E ficou maravilhoso!

Ela mesmo montou os pratinhos e serviu.

Viva a Isadora e sua sobremesa!!!

Não podia deixar de fazer referência aos outros netos e que ficaram lindos na foto: Heitor, Cesar, Isadora e Daniel; e a vovó babona no meio!

“TAMBÉM SABERÁS QUE SE MULTIPLICARÁ A TUA SEMENTE, E A TUA POSTERIDADE, COMO A ERVA DA TERRA.” Jó, 5- 25

UM CAMINHO PARA A LIBERDADE

Férias é sempre assim: vou até uma livraria para escolher um livro com o intuito de ler durante o período de folga.

Geralmente já vou com algum na cabeça, mas dessa vez fiquei olhando, lendo as orelhas, a contra capa, passando de um a outro, até que achei esse.

Essa autora já era minha conhecida, desde que li “A Última Carta de Amor”em 2015 e que reli em outubro de 2019 com o mesmo encantamento da primeira vez.

É também dela o livro “Como eu era antes de Você”, que virou um filme visto por milhares de pessoas chorosas em todo o mundo.

Bem, mas voltando a esse em questão: chorei muitas e muitas vezes!

A história é emocionante e conta a trajetória de cinco mulheres no ano de 1930 e que enfrentam uma cidade inteira por amor aos livros.

Juntas, descobrem o poder do conhecimento, da liberdade e da amizade.

(Jojo Moyes)

A ideia delas é formar uma biblioteca itinerante e levar livros para os moradores mais pobres da região.

E elas enfrentam preconceitos, dificuldades com o tempo gelado, aprendem a andar à cavalo e atirar, mas afinal quem disse que ganhar a liberdade é algo fácil?

Eu amei demais essa história, por isso compartilho com vocês.

“AFASTA, POIS, A IRA DO TEU CORAÇÃO E REMOVE DA TUA CARNE O MAL, PORQUE A ADOLESCÊNCIA E A JUVENTUDE SÃO VAIDADE.” Eclesiastes, 11- 10

 

DIA DE REIS

“E tendo nascido Jesus em Belém da Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do Oriente a Jerusalém, e perguntaram: onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos a adorá-lo.” Mateus, 2- 1 e 2.

Os três reis magos da Bíblia que teriam estado entre os primeiros visitantes do menino Jesus, só são mencionados em um dos quatro evangelhos, o de Mateus.

Cerca de 800 anos depois do nascimento de Jesus, eles ganharam nomes e locais de origem: Melchior, rei da Pérsia; Gaspar, rei da Índia; e Baltazar, rei da Arábia.

Não há nenhuma evidência de que eles tenham existido; e mesmo, segundo a Bíblia, não dá para dizer que eles eram três, nem que eram reis.

Do texto original, sabe-se apenas que eram mais de um, porque a citação está no plural.

Como o grupo levou três presentes (ouro, incenso e mirra), a tradição acabou deixando a ideia de que cada um teria trazido um tesouro para o bebê.

Afinal, devemos aos magos até a tradição de dar presentes no Natal!

(Super.abril.com.br)

Imagens: 1) todamateria.com.br; 2) acporto.wordpress.com; 3) revistavies.com.br

“E, ENTRANDO NA CASA, ACHARAM O MENINO COM MARIA, SUA MÃE, E, PROSTRANDO-SE, O ADORARAM; E, ABRINDO OS SEUS TESOUROS, LHE OFERTARAM DÁDIVAS: OURO, INCENSO E MIRRA.” Mateus, 2- 11

NO ANO PASSADO

No ano passado…

Já repararam como é bom dizer “o ano passado”? É como quem já tivesse atravessado um rio, deixando tudo na outra margem…Tudo sim, tudo mesmo!

Porque, embora nesse “tudo” se incluam algumas ilusões, a alma está leve, livre, numa extraodinária sensação de alívio, como só se poderiam sentir as almas desencarnadas. Mas no ano passado, como eu ia dizendo, ou mais precisamente, no último dia do ano passado deparei com um despacho da Associeted Press em que, depois de anunciado como se comemoraria nos diversos países da Europa a chegada do Ano Novo, informava-se o seguinte, que bem merece um parágrafo à parte:

“Na Itália, quando soarem os sinos à meia-noite, todo mundo atirará pelas janelas as panelas velhas e os vasos rachados”.

Ótimo! O meu ímpeto, modesto mas sincero, foi atirar-me eu próprio pela janela, tendo apenas no bolso, à guisa de explicação para as autoridades, um recorte do referido despacho. Mas seria levar muito longe uma simples metáfora, aliás praticamente irrealizável, porque resido num andar térreo. E, por outro lado, metáforas a gente não faz para a Polícia, que só quer saber de coisas concretas. Metáforas são para aproveitar em versos…

Atirei-me, pois, metaforicamente, pela janela do tricentésimo-sexagésimo-quinto andar do ano passado.
Morri? Não. Ressuscitei. Que isto da passagem de um ano para outro é um corriqueiro fenômeno de morte e ressurreição – morte do ano velho e sua ressurreição como ano novo, morte da nossa vida velha para uma vida nova.

Mário Quintana

(Texto, Pensador.com)
Ah esse Quintana!
Consegue escrever bonito tanto seus textos como seus poemas!
E se quiser ler mais sobre o Ano Novo, é só clicar no tema abaixo.
Poetizando o Ano Novo– poemas meu, de Drummond e do próprio Quintana.
Imagens: 1) pt.wikipedia.org; 2) foap.com; 3) pensador.com
“A RESPOSTA BRANDA DESVIA O FUROR, MAS A PALAVRA DURA SUSCITA A IRA.” Provérbios, 15-1

POESIA DE NATAL

POESIA DE NATAL

Enfeite a árvore de sua vida

com guirlandas de gratidão!

Coloque no coração laços de

cetim rosa,

amarelo, azul, carmim,

decore seu olhar com luzes

brilhantes

estendendo as cores em seu

semblante.

_____

Em sua lista de presentes

em cada caixinha embrulhe

um pedacinho de amor,

carinho,

ternura,

reconciliação,

perdão!

_____

Tem presente de montão

no estoque do nosso coração

e não custa um tortão!

A hora é agora!

Enfeite seu interior!

Sejas diferente!

Sejas reluzente!

CORA CORALINA

“Cora Coralina, pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas nasceu na Cidade de Goiás, em 20 de agosto de 1889 e foi uma poetisa e contista.

Considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras, ela teve seu primeiro livro publicado em junho de 1965 (Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais) quando já tinha quase 76 anos de idade, apesar de escrever seus versos desde a adolescência.

Mulher simples, doceira de profissão, tendo vivido longe dos grandes centros urbanos, alheia a modismos literários, produziu uma obra poética rica em motivos do cotidiano do interior brasileiro, em particular dos becos e ruas históricas de Goiás.” (Wikipédia)

Já são muitos Natais que passo escrevendo mensagens aqui no blog.

Se quiser reler algumas, basta clicar nos endereços abaixo.

Sobre o Natal– de minha autoria

Não Havia Lugar– meu pai, Rossine Sales Fernandes

Reflexões Natalinas I

Reflexões Natalinas II

Reflexões Natalinas III

Imagens: 1) casashopping.com; 2) pensador.com

“PORQUE ME FEZ GRANDES COISAS O PODEROSO; E SANTO É O SEU NOME. E A SUA MISERICÓRDIA É DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO SOBRE OS QUE O TEMEM.”-(Cântico de Maria)- Lucas, 1- 49 e 50.