ANTES QUE O CAFÉ ESFRIE

Vi uma propaganda desse livro e fui até a Livraria Amo Livros para comprar. Como não tinham recebido ainda, eles gentilmente fizeram o pedido e me avisaram quando chegou. Fui logo buscar e comecei a ler.

Diferente de tudo o que li até agora…

Nessa história, muito bem contada, conhecemos quatro pessoas que precisam viver a experiência única de viajar no tempo!

“A jornada envolve riscos e possui regras, por sinal extremamente irritantes: no passado, você só poderá encontrar pessoas que já estiveram no café; os clientes tem que se sentar numa cadeira específica e não é possível se levantar durante a viagem; nada que for feito ou dito mudará o presente; é preciso voltar antes que o café esfrie…”

No Japão, ultrapassou a incrível marca de 1 milhão de livros vendidos e no Reino Unido foi o romance traduzido mais vendido de 2020.

Um livro interessante para quem gosta do povo japonês, de ficção e de um bom café, como eu!!!

“AINDA QUE EU ANDASSE PELO VALE DA SOMBRA DA MORTE, NÃO TEMERIA MAL ALGUM, PORQUE TU ESTÁS COMIGO.” Salmos, 23- 4

CHORIPAN

Típico na Argentina e no Uruguai, o nome desse sanduíche vem da junção de chorizo (linguiça) e pan (pão). Também é chamado apenas de “chori”.

E meu filho Paulo Emílio, se tornou expert em fazer essa delícia, então aproveitei para fotografar os passos e colocá-los aqui para vocês.

INGREDIENTES

5 pães francês

1 pacote de linguiça com queijo

maionese

Ele usou a Linguiça de Carne Bovina com Queijo da Maria Macia (garantia de sucesso)!

Primeiramente ele tirou o invólucro da linguiça e separou todos os pedaços maiores do queijo coalho.

Cortou o pão ao meio sentido comprimento, retirou o excesso de miolo e passou maionese.

Depois colocou os pedaços do queijo e com as mãos foi moldando a linguiça e colocando sobre ele apertando bem.

Bom, a churrasqueira estava acesa só esperando o que havia de vir.

E ele colocou os pães virados sobre a grelha.

Mais ou menos após 15 minutos, ele virou para o outro lado.

E eu ali, só esperando, tomando um vinho tinto e sentindo o aroma delicioso do tal do choripan…

E fui a primeira a degustar essa maravilha!

Gente é bom demais da conta!!!

Obrigada, meu filho, por sua disposição em fazer essa receita para o meu blog!

“EU SOU O PÃO VIVO QUE DESCEU DO CÉU; SE ALGUÉM COMER DESSE PÃO, VIVERÁ PARA SEMPRE…” João, 6- 51

JULHO COM ELES

Julho: férias, encontros, alegria, abraços, sorrisos e dando graças a Deus que nos proporcionou momentos como esses!

E foi um mês que todos aproveitaram muito: desde viagens, fazenda, confeitarias, lanches na casa da vovó, torcida coxa animada e muito mais!

Já começamos com o aniversário de 8 anos do Cesinha: tema: Coritiba, é claro!

E nos reunimos num churrasco maravilhoso, assistindo a partida dele contra o Cuiabá onde ganhamos de 1 a 0.

E foram para a fazenda onde o tempo ajudou com muito sol e calor!

E esses primos ficaram muito amigos!

Os gostos quase os mesmos: onde aparecia uma bola era com eles e suavam, corriam e na grama da casa da vovó , à noite, jogavam de meia e ficavam mais ou menos assim…

Rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs!!!

E fizemos selfie na Confeitaria e na casa da vovó!

E ainda não terminou: em Curitiba teve até patinação no gelo!

Pois é, para terminar o mês teve comemoração do Dia dos Avós no Colégio Vicentino Santa Cruz, turma do meu neto caçula Daniel e foi muito, muito bom.

É só ver as fotos!

Foi um mês realmente mágico e tenho certeza que ficará na memória deles onde matamos saudades e onde essa vovó terá bons motivos para relembrar!

“DAI GRAÇAS AO SENHOR, PORQUE ELE É BOM; SEU AMOR DURA PARA SEMPRE.”I Crônicas, 16- 34.

DIA NACIONAL DO ESCRITOR

“Hoje, 25 de julho, comemoramos o Dia Nacional do Escritor, data escolhida para homenagear esses profissionais indispensáveis para o desenvolvimento da aprendizagem e da cultura. Sejam livros didáticos, de ficção, histórias fantásticas, narrativas breves, crônicas, análises não ficcionais do passado ou do presente, todas têm em comum uma característica: foram escritas por alguém.

Aprendemos a ler e a escrever ainda na infância, atividades que exerceremos ao longo de toda a vida, mas algumas pessoas dedicam-se profissionalmente a elaborar histórias e poemas, textos que nos entretêm e que nos ensinam. Por trás de todo texto existe alguém, tantas vezes invisível quando estamos imersos em um livro: o escritor.” (UOL- Mundo Educação)

Segue uma poesia minha sobre esse dia:

Dia do Escritor

Em escrever me encontro.

Sou eu ali nas linhas,

nas histórias, poemas,

cantigas e contos.

____________________

Ao escrever me desnudo.

Sou eu arriscando em letras,

meu pensamento escondido,

guardado, mudo.

____________________

Em escrever sou feliz.

Sou eu com poder,

deixando um legado

daquilo que fiz.

“O MEU CORAÇÃO FERVE COM PALAVRAS BOAS; FALO DO QUE TENHO FEITO NO TOCANTE AO REI; A MINHA LÍNGUA É A PENA DE UM DESTRO ESCRITOR.” Salmos, 45- 1

ABOBRINHA RECHEADA COM QUEIJO

Você já viu quantas receitas podemos preparar com abobrinha?

Pois até macarrão com ela, já temos e eu coloquei aqui (Macarrão de Abobrinha).

INGREDIENTES

2 abobrinhas

2 tomates

1 copo de requeijão cremoso

200gramas de queijo muçarela ralado

salsinha, tomilho, manjericão

sal e pimenta do reino

2 colheres (sopa) de azeite

Primeiramente, retire com uma colher todo o miolo das abobrinhas e leve para cozinhar em bastante água com um pouco de sal. Não deixe ficar muito mole, espete com um garfo para ver se está macia. Retire e reserve.

Numa tigela, misture o requeijão, o queijo, os tomates picadinhos e todos os temperos também bem picadinhos.

Recheie as abobrinhas com a mistura e leve para assar em forma com o azeite e forno pré aquecido em 180º por mais ou menos 30 minutos.

Retire do forno e, se desejar, regue com mais azeite e salpique mais manjericão.

Gente, fica maravilhosa!

E eu ainda congelei uma delas e quando retirei foi só aquecer e estava igual!

“A TI, Ó SENHOR, CLAMEI; EU DISSE: TU ÉS O MEU REFÚGIO E A MINHA PORÇÃO NA TERRA DOS VIVENTES.” Salmos, 142- 5

UMA TARDE PARA MATAR SAUDADES!

No ano de 2018 tive a alegria de participar de um movimento lindo e abençoado e que postei aqui na época: “MÃOS QUE ABENÇOAM”.

Tricotávamos e crochetávamos toda semana numa super animação!

Até na praça nos encontrávamos e muitas pessoas que necessitavam, foram agasalhadas com mantas, cachecóis e gorros que fizemos naquela época.

Aí veio a pandemia!

Foi muito tempo até podermos nos encontrar novamente, mas nesse 29 de junho entre abraços, risadas e conversas conseguimos.

Faltaram algumas: por viagens, mudanças de cidade, ou outros compromissos, mas assim mesmo foi uma alegria só!

Claro que primeiramente agradecemos a Deus por estarmos vivas e com saúde depois de tudo que passamos com a pandemia…

E foi a Cybele quem orou, ao lado de sua primeira netinha, uma fofura!

Agora só imaginem: todas falando ao mesmo tempo, tirando fotos, saboreando os doces e salgados deliciosos com os quais a Hosana gentilmente nos proporcionou…

Agora vejam como as mantas ficavam lindas!

E nós tão orgulhosas!!!

Essa abaixo foi eu quem fez e fez tanto sucesso que logo foi vendida para podermos comprar mais lãs e continuar nosso trabalho.

Aqui estou com a Hosana e a Ester, feliz compradora!

Deixei para o final, essa foto que tiramos juntas.

Obrigada, amiga, pelo projeto e por nos receber com tanta alegria.

“OH! QUÃO BOM E QUÃO SUAVE É QUE OS IRMÃOS VIVAM EM UNIÃO.” Salmos, 133- 1

TORTINHA DE MASSA FOLHADA

Nossa, há quanto tempo eu não colocava uma receita de doce!!!

Logo eu, que amo doces, mas às vezes fica difícil escolher um que eu já não tenha feito; então vi umas bananas na minha fruteira, fui ao mercado, comprei a massa folhada e… saiu a tortinha parecida com a do Mac Donalds.

INGREDIENTES

1 pacote de massa folhada (veio com 6 unidades)

3 bananas

1/4 de xícara de açúcar

1/2 colher (sopa) de canela em pó

1 colher rasa (de sopa) de maisena

1/2 xícara de água

óleo para fritar

Em uma panela, coloque as bananas cortadas em rodelas, adicione o açúcar e a canela.

Vá mexendo com cuidado em fogo baixo até ver que as bananas estão macias.

À parte, em uma xícara, dissolva a maisena na água e acrescente às bananas, mexendo até ficar homogênea e deixe esfriar.

Após isso, vá colocando esse recheio dentro da massa folhada e com um garfo aperte bem as laterais.

Faça uma misturinha de açúcar e canela em um prato para, depois de fritar a tortinha, passar sobre ela.

Bom, eu contei para minha nora, Patrícia, que à tarde iria fazer essa tortinha.

Ela ama!!!

Então, depois de pegar os meninos na escola ela veio provar.

Huuummmm…nem preciso dizer que ela amou!!!

“BEM-AVENTURADO AQUELE A QUEM TU ESCOLHES E FAZES CHEGAR A TI, PARA QUE HABITE EM TEUS ÁTRIOS.” Salmos, 65- 4

GALINHADA (NOVA VERSÃO)

Em junho de 2013, eu ainda estava iniciando o blog e foi quando coloquei a primeira receita de galinhada.

Ela era mais mole, mais molhada.

Essa fica mais sequinha e tem outra maneira de fazer bem simples.

INGREDIENTES

3 coxas e 3 sobrecoxas

1 cebola / 3 dentes de alho

1 pimentão

3 tomates

2 caldos de galinha (um para o arroz)

sal, pimenta, azeite

3 xícaras de arroz

Comece colocando em uma panela grande uma quantidade de azeite e frite os pedaços de frango. Vá retirando e colocando à parte.

Nessa mesma panela onde está o azeite que sobrou, frite primeiro a cebola e alho, depois o pimentão e em seguida os tomates. Raspe bem o fundo.

Depois disso, coloque os pedaços de frango, junte o sal, pimenta e o caldo de galinha e água fervente para cozinhar.

Vá mexendo sempre e o caldo deve quase acabar como você vê na foto.

Enquanto isso, prepare o arroz com o caldo de galinha e temperos que gostar.

Quando estiver seco, junte esse arroz ao frango já cozido e mexa (não precisa acender o fogo para isso). Aí é só servir nessa panela mesmo para conservar o calor.

Bom apetite!!!

“BEM-AVENTURADOS OS QUE TRILHAM CAMINHOS RETOS E ANDAM NA LEI DO SENHOR” Salmos, 119- 1

SOBRECOXAS AO VINHO

E assim vamos inovando, variando, experimentando, repetindo e separando aquelas receitas que gostamos mais.

Esse também é um prato completo pois contem a carne de frango, batatas e cebolas.

INGREDIENTES

4 sobrecoxas

1 taça de vinho (eu usei um tinto seco)

4 batatas

1 cebola grande

4 dentes de alho amassados

azeite, sal, pimenta do reino, (eu coloquei alecrim, tomilho, sálvia, cebolinha e salsinha, tudo da minha horta e fresquinho).

Primeiro deixe as sobrecoxas de molho no vinho por mais ou menos meia hora.

Enquanto isso, descasque as batatas e corte com largura de um dedo; prepare a cebola cortando metade dela em pedacinhos e amasse os alhos.

Coloque a cebola e alho, sal e pimenta e mexa bem para pegar os temperos.

Coloque azeite em todo o pirex e arrume de um lado as sobrecoxas, entre elas a cebola fatiada e, do outro lado as batatas cruas.

Distribua por cima os temperos que gostar e junte o vinho sobre eles.

Leve ao forno já aquecido em 180º por 1 hora e meia.

Pode aumentar um pouco nos dez minutos finais.

Ele fica super macio bem como as batatas.

Mais uma gostosura para você experimentar!

“NÃO AJUNTEIS TESOUROS NA TERRA, ONDE A TRAÇA E A FERRUGEM TUDO CONSOMEM, E ONDE OS LADRÕES MINAM E ROUBAM. MAS AJUNTAI TESOUROS NO CÉU.”Mateus, 6- 19 e 20.

ESCALOPE DE MIGNON AO MOLHO DE CHAMPIGNON

“Um bife ou escalope é uma designação comumente utilizada para uma peça de carne frita ou grelhada, geralmente cortada como uma fatia. A sua espessura e comprimento podem variar consoante o tipo de carne e a receita que se utiliza para a confecção.Wikipédia

Para fazer esse prato, você precisa dos seguintes ingredientes:

1 peça de filé mignon

sal, pimenta do reino

2 colheres (sopa) de manteiga

2 colheres (sopa) de farinha de trigo

1 cebola picadinha

champignon

Primeiramente corte a carne em fatias grossas e tempere com sal e pimenta do reino. Reserve.

Em uma panela de ferro, coloque a manteiga e frite as fatias de carne aos poucos, virando de lado, mas não deixando fritar muito. A carne deve estar ao ponto.

Vá colocando em uma travessa até terminar de fritar a carne.

Agora o mais importante: para você ter o sabor e a cor desse molho a ser preparado, tem que fritar a cebola na mesma panela!

Vá mexendo e raspando o fundo até a cebola dourar bem.

Junte a farinha de trigo e mexa vigorosamente para fazer o roux ( Roux é uma mistura de partes iguais de farinha e gordura. É usado para espessar caldos e molhos. Ele é a base do molho béchamel, popularmente conhecido como molho branco. O béchamel pode ser usado como molho para massas e para gratinar diferentes pratos. Wikipédia).

Vá colocando água aos poucos e sempre misturando (eu usei mais ou menos 2 copos de água) até ter uma consistência leve e delicada.

Acerte o sal e pimenta e junte o champignon cortado em fatias.

Aí então é só juntar a carne ao molho e deixar ferver um pouco.

Sirva com arroz branco e batata palha.

Eu ainda coloquei em embalagens plásticas para congelar e comer quando tiver vontade.

“ESTAI SEMPRE PREPARADOS PARA RESPONDER COM MANSIDÃO E TEMOR A QUALQUER QUE VOS PEDIR A RAZÃO DA ESPERANÇA QUE HÁ EM VÓS…”I Pedro, 3- 15