TORTA DE PERA

A pera é fonte de vitamina A: ela é indispensável para a saúde dos olhos, ajuda na produção de colágeno. que garante uma pele mais saudável, e melhora a imunidade. Por falar em imunidade, a pera também é rica em vitamina C, que ajuda a melhorar o funcionamento do sistema imunológico. A pera também é um alimento altamente indicado para quem sofre de prisão de ventre. (Terra)

Então, partir para uma receita com ela!!!

INGREDIENTES

3 peras grande e macias

1 xícara de farinha de trigo

1 xícara de açúcar mascavo

3 colheres (sopa) de manteiga ou margarina

canela e açúcar mascavo para polvilhar

Corte as peras em lâminas mais ou menos grossas e forre um pirex untado com metade delas.

Polvilhe um pouco de açúcar e canela sobre elas e faça uma nova camada de peras.

Reserve.

Em uma tigela misture o açúcar mascavo, trigo e manteiga com a ponta dos dedos fazendo uma espécie de farofa.

Esparrame essa farofa por cima das peras no pirex.

Leve para assar em forno aquecido em 180º por mais ou menos meia hora.

Fica macia e crocante!

Você pode comer essa torta morninha ou se preferir, gelada.

Das duas maneiras, fica uma delícia!!!

“QUEM DERA QUE ELES TIVESSEM TAL CORAÇÃO QUE ME TEMESSEM E GUARDASSEM TODOS OS MEUS MANDAMENTOS TODOS OS DIAS, PARA QUE BEM LHES FOSSE A ELES E A SEUS FILHOS, PARA SEMPRE!” Deuteronômio, 5- 29

SETE ANOS E UM POEMA

E não é que o Blog está completando seus sete anos?

Tanta coisa passou por ele:  viagens, crônicas, poesias, indicações de livros, receitas de tricô e crochê, histórias e vídeos infantis e muitas e muitas receitas!

E são mais de 180 mil acessos do Brasil e de tantos outros países que fico pensando na minha responsabilidade em escrever para tantas pessoas em 119 países diferentes!

Por isso, PARABÉNS e vida longa para ele!

(Imagem do bolo feita pela @arteempapelluanda, da minha filha Viviane)

Muitas vezes fico sem inspiração para escrever poesias…

De repente ela surge, do nada, e foi assim com essa, que escrevi em tempos de quarentena.

 

BAILARINA

Diáfana, transparente,

um ser quase invisível

que se movimenta leve,

quase indolente,

ao sabor da minha mente.

——————–

Os braços sobem e descem

graciosos; e os pés,

quase a flutuar,

seguem a cadência

da música a tocar.

——————–

De repente, ela está em mim,

projetando como em tantos sonhos,

sonhei…

E me vejo solta,

enfim…

——————–

Ela sou eu,

bailarina errante no tempo,

que sobrevoa a vida

semeando versos

do melhor de mim.

——————–

E não há limites

para o que hoje sou.

Danço ao sabor do vento.

Não tenho pressa,

o que se foi, passou…

Imagens: pinterest

ENTÃO A VIRGEM SE ALEGRARÁ NA DANÇA, E TAMBÉM OS JOVENS E OS VELHOS; E TORNAREI O SEU PRANTO EM ALEGRIA, E OS CONSOLAREI, E TRANSFORMAREI EM REGOZIJO A SUA TRISTEZA.” Jeremias, 31- 13

 

 

 

SALADA DE MACARRÃO

Lembrei dessa receita porque houve um tempo em que fazíamos muito em casa.

A salada de macarrão é também conhecida como “Macarronese”, uma mistura deliciosa de macarrão com maionese.

E se quiser, pode sofisticar no preparo e apresentação do prato, como eu fiz!

Mas o melhor mesmo, é aproveitar o que tem em casa e usar a imaginação.

Vamos aos INGREDIENTES:

Macarrão parafuso

cenoura ralada

tomate picadinho

Cebola picadinho ( eu preferi não colocar para ficar mais suave)

sal, pimenta e manjericão (porque tenho em minha horta)

azeitonas

milho verde

creme de leite

maionese

queijo e presunto picados

limão

Nessa receita você pode colocar a quantia que gostar, ok?

Primeiro é preciso cozinhar o macarrão em bastante água com sal.

Deixá-lo ao dente!

Coloque em uma escorredeira e passe uma água fria.

Reserve.

Enquanto isso, prepare os ingredientes, picando direitinho.

Junte ao macarrão já frio e um pouquinho do caldo de limão.

Se você observar a foto acima, vai ver que usei uma cenoura cozida, como eu disse, use o que você tem em casa.

Junte a maionese e o creme de leite, mexendo com cuidado.

Experimente, antes de colocar o sal e pimenta.

Mexa bem, coloque em um belo prato e leve à geladeira até a hora de servir.

Bom apetite!!!

“TU, QUE ME TENS FEITO VER MUITOS MALES E ANGÚSTIAS, ME DARÁS AINDA A VIDA E ME TIRARÁS DOS ABISMOS DA TERRA. AUMENTARÁS A MINHA GRANDEZA E DE NOVO ME CONSOLARÁS.” Salmos, 71- 20 e 21

 

BOLO RECHEADO

Recebi uma encomenda para um bolo de aniversário para três pessoas.

Imagina só: não tenho formas pequenas; devido a quarentena não tinha como sair de casa para comprar ingredientes; o mercado só poderia me entregar à tarde; então o jeito era fazer com o que eu tinha em casa.

A cliente deu carta branca para eu fazer como podia e saiu assim…

Nada mal, né?

Bom, primeiro fiz um creme de leite condensado e coloquei para gelar.

Em seguida, fiz um pão de ló com 6 ovos.

Cortei em duas partes e reservei.

Preparei o doce de coco, com um pacotinho de 50 gramas de coco ralado, uma xícara de açúcar, 1 xícara de água e 1 colher de chá de essência de baunilha. Vai ao fogo até quase secar a água.

Na primeira parte, umedeci com leite e coloquei o creme que já estava bem gelado.

Coloquei a segunda  parte do pão de ló e o doce de coco que já umedeceu, mais creme por cima.

Então coloquei a terceira parte do pão de ló e levei à geladeira, enquanto fiz o brigadeiro.

Observação: pão de ló, creme de leite condensado e brigadeiro são tão comuns, mas quem quiser ver a receita é só clicar na palavra sublinhada.

Cuidado para não deixar muito duro para poder cobrir todo o bolo.

Aí foi só jogar o chocolate granulado por cima (ainda bem que eu tinha em casa!) e entregar ao aniversariante que todo de máscara, veio buscar.

Felicidades a ele!

“AGORA, POIS, SENHOR, QUE ESPERO EU? A MINHA ESPERANÇA ESTÁ EM TI.” Salmos, 39- 7

 

 

 

REFLEXÕES EM MEIO A UMA PANDEMIA

No dia 16 de março, coloquei aqui um texto da minha filha, “O QUE PODEMOS APRENDER COM ESSA PANDEMIA“.

Mais de um mês se passou e ela escreve novamente, agora refletindo sobre o tema.

Uma oportunidade para nós refletirmos juntos.

“É engraçado fazer parte da história…

Quero dizer, uma história que será estudada e falada para sempre. Uma história que ficará marcada porque o mundo todo fez parte dela, sem exceções: ricos, pobres, brasileiros, europeus, africanos, chineses…

Ninguém passou incólume por essa pandemia.

Já estou na fase de achar cansativo fazer parte da história.

Sou sagitariana, é muito difícil para mim ficar presa, sem poder abrir minhas asas e voar.

Mas tenho sorte! Vejo da sacada do meu quarto o céu azul, tenho espaço para tomar sol e a minha vista é o rio Tejo – que eu chamo de mar, para acalmar meu coração.

Não posso reclamar… mas ainda assim a agonia de não saber até quando isso tudo vai durar teima em atormentar meus pensamentos.

Não sou de fazer planos, deixo a vida me levar, mas não poder nem mesmo deixar levar tem sido um exercício difícil para mim.

Mas como disse, não posso reclamar.

Em Lisboa é permitido sair, ir ao mercado, farmácia… Minha programação tem sido essa: trabalho de segunda à sexta, e sábado vou ao mercado!

Virou o programa da semana!

Assim pego um sol, respiro ar puro, vejo pessoas e percebo que a vida segue, em outro ritmo, mas tudo bem.

Apesar de correr ser permitido, tenho evitado.

Mas há dias que tudo o que eu preciso é sair correndo, literalmente.

Essa semana resolvi fazer isso. Não pensando em manter a forma, mas sim em manter a sanidade.

E foi maravilhoso! Ver a cidade calma, dormindo, quase fantasma…

Os pontos turísticos vazios, as ruas desertas.

Era possível ouvir os pássaros!

Sei que nunca mais verei Lisboa tão vazia. E nunca mais verei a cidade da mesma maneira.

Foi estranho, mas ao mesmo tempo inesquecível.

No caminho descobri construções, casas, história. E pensava no futuro, quando todas as pessoas puderem retomar sua rotina.

Não acredito que a vida será igual ao que era.

E torço para que não seja mesmo. Espero que toda essa solidariedade despertada se mantenha para sempre. Espero que os encontros e abraços sejam mais valorizados. Que o cuidado com o planeta e com os seres humanos sejam mais constantes, passem a fazer parte do dia a dia.

Acho que ninguém vai sair da mesma forma que entrou nessa quarentena.

E isso é ótimo! Precisamos evoluir, precisamos perceber o que realmente é importante. Precisamos nos conhecer mais.

Reflexões…

Mas estou muito otimista que isso tudo vai passar logo!

E em breve poderemos nos reencontrar e contar orgulhosos que sobrevivemos!

Com mais amor, com mais fé em Deus, com mais atenção ao próximo.

Enfim, melhores!”

Obrigada, mais uma vez, por repartir conosco seus textos inspiradores!

“TODAVIA, EU ME ALEGRAREI NO SENHOR, EXULTAREI NO DEUS DA MINHA SALVAÇÃO.” Habacuque, 3- 18

 

 

MASSA DE PIZZA FACÍLIMA

Como eu gosto de pizza!

Já coloquei aqui no blog, uma receita deliciosa de uma amiga querida e escrevi até sobre o Dia da Pizza!

Mas ainda não tinha achado uma massa tão fácil e gostosa como essa!

De liquidificador!

Isso mesmo, então vamos aos INGREDIENTES!

1 xícara de leite

1 ovo

1 colher (chá) de sal

1 e meia colher (sopa) de manteiga

1 e meia xícara de farinha de trigo

1 colher (sopa) de fermento Royal

Coloque todos os ingredientes no liquidificador, na ordem acima, e bata até que se forme uma massa homogênea.

Unte uma forma e coloque a massa.

Espalhe em toda a forma.

Leve a assar em forno aquecido até a massa ficar firme (pré assada).

Retire e cubra com o recheio de sua preferência.

Eu coloquei: molho de tomate, milho verde, presunto, duas espécies de queijo, orégano e azeite.

Leve ao forno novamente até derreter bem o queijo.

Ficou maravilhosa!!!

Agora que aprendi essa massinha, só vai dar ela!

“O SENHOR AFASTOU OS TEUS JUÍZOS, EXTERMINOU O TEU INIMIGO; O SENHOR, O REI DE ISRAEL, ESTÁ NO MEIO DE TI; TU NÃO VERÁS MAIS MAL ALGUM.” Sofonias, 3- 15.

 

 

 

 

COOKIES DELICIOSOS

Os famosos cookies existem desde o século XVII.

A palavra cookie vem do holandês “koekje” e significa pequeno bolo.

Segundo a história, antes de colocar a receita toda de um bolo para assar, era feito um teste, separando uma pequena porção da massa e colocando no fogo para testar a temperatura.

Mas foram os britânicos que descobriram que essa massa do teste combinava com o tradicional chá porque parecia com uma bolachinha. (Superbeal.com.br)

Então aqui vai uma deliciosa receita desses famosos Cookies e super fácil de fazer.

INGREDIENTES

100 gramas de manteiga em temperatura ambiente

1/2 xícara de açúcar mascavo

1/3 xícara de açúcar comum

1 ovo

1 xícara e meia de farinha de trigo

1 colher (chá) de essência de baunilha

1 colher (chá) de fermento

1 pitada de sal

180 gramas de gotas de chocolate ou chocolate picado

Coloque na batedeira a manteiga e os dois açúcares.

Bata bem até ficar uma mistura esbranquiçada.

Adicione a essência e o ovo batendo muito bem.

Retire da batedeira.

Adicione os ingredientes secos, misture com uma colher e junte o chocolate até ele se incorporar à massa.

Observação: o ponto da massa é bem amanteigado mesmo, pegajoso.

Forre uma forma com papel manteiga (eu untei com manteiga) e com a ajuda de duas colheres pequenas, faça bolinhas irregulares (quando assar ela vai esparramar) e coloque distante uns 3 dedos uma das outras.

Decore com um pedacinho do chocolate.

Leve ao forno pré aquecido em 200º até que as bordas fiquem levemente douradas e o miolo macio.

Retire do forno e espere esfriar antes de retirar da forma.

Guarde em uma lata ou pote bem fechado.

Ah, sim, essa receita eu copiei do blog do Rodrigo Rondelli!

Maravilhosa!!!

E sim, fiz em um sábado, véspera do dia da Páscoa.

“CHEGADA, POIS, A TARDE DAQUELE DIA, O PRIMEIRO DA SEMANA, E CERRADAS AS PORTAS ONDE OS DISCÍPULOS, COM MEDO DOS JUDEUS, SE TINHAM AJUNTADO, CHEGOU JESUS, E PÔS-SE NO MEIO, E DISSE-LHES: PAZ SEJA CONVOSCO!”João, 20- 19

 

MEU ANJO DA GUARDA

Esses dias eu conversava telepaticamente com o meu anjo da guarda.

E conversa vai, conversa vem, começamos a relembrar as muitas vezes em que ele me salvou de boa.

-Lembra quando eu tinha meus 10 anos  e fui passar o fim de semana na fazenda dos meus tios? Perguntei. Eu e minhas primas montamos escondidas nos cavalos e trotamos até perto da linha do trem. Bem naquela hora ele veio apitando e os cavalos dispararam assustados e o que eu estava, empinou me jogando com força ao chão.

-Lembro sim! Respondeu ele. Tive que fazer do chão uma terra macia para você não se machucar tanto…

-Assim mesmo me esfolei, mas se não fosse você, eim?

E nossa conversa continuou com lembranças da minha adolescência até chegar à fase adulta onde dei bastante trabalho.

-E aquela vez do ponto de ônibus? Perguntou o Anjo. Você estava sozinha e o pivete veio com um caco de vidro enorme te ameaçando e pedindo seu dinheiro.

-É mesmo! Respondi. Eu entreguei a ele o dinheiro da passagem que estava em minha mão e nisso o ônibus encostou me livrando dele!

-Isso me fez lembrar de outro ponto de ônibus, bem cedinho, lembra?

-E como lembro! Confirmei ao Anjo. Eu entrava no trabalho às sete da manhã e tinha que pegar o ônibus das seis e quarenta. Muitas vezes, noite ainda. E lá estava eu naquela manhã, sozinha novamente, quando veio um homem em uma bicicleta e para em minha frente e pede meu celular. Nem sei o que me deu naquela hora, mas peguei minha sombrinha contra ele, ameaçando e nessa hora, o ônibus encostou!

-As duas vezes o ônibus te salvou, não é mesmo? Pergunta meu Anjo sorrindo.

-É, sempre tem o seu dedinho salvador em tudo isso , né? Pergunto.

-E teve aquela vez em que você seguia bem cedinho para o trabalho na rua deserta e dois homens começaram a te seguir?

-Nossa! Escapei por pouco! Entrei em um prédio onde milagrosamente o porteiro abriu para mim e onde fiquei, agradecida, até o perigo passar.

-Milagrosamente, não? Sorriu meu Anjo ao se lembrar da cena.

E fomos lembrando tantas outras passagens enquanto nossa conversa se mantinha docemente entre risadas gostosas.

-Mas teve uma agora recentemente e que você agiu como uma verdadeira atriz, não foi?

-É verdade! Era um domingo de manhã, rua deserta e eu voltava do mercado carregando minha bolsa e algumas sacolas. Nisso um homem em uma moto passa por mim olhando para trás, faz a volta e vem em minha direção. Tive a certeza que iria ser assaltada por ele. Rapidamente me lembrei de ter visto, na ida, umas pessoas sentadas dentro da varanda em uma casa bem perto de onde eu voltava. Levantei meu braço e gritei na direção deles: -oi, já estou chegando!!! O homem fez uma curva quase em cima de mim e foi embora em disparada!

-Que presença de espírito você teve, não é mesmo? Pergunta meu Anjo sorrindo enigmaticamente.

-Pois é… você deve se lembrar de muitas e muitas vezes em que esteve a meu lado, me salvando, né?

-Isso se chama livramento! E foram tantos que você nem teve conhecimento na hora em que aconteceu!

-Ah, Anjo, obrigada! Nem sei como agradecer tudo que faz por mim!

-Não me agradeça! Ele respondeu. Eu sou apenas servo. Agradeça a Deus que é nosso Senhor e criador e que tem muito amor por você.

Ali terminamos o nosso papo.

Foi bom conversar com alguém que está sempre a meu lado, cuidando de mim!

Observação: os acontecimentos do texto são todos verídicos!

Imagens: 1) astroClick; 2) aquinoticias; 3) getty Images; 4) iQuilibrio

“NENHUM MAL TE SUCEDERÁ, NEM PRAGA ALGUMA CHEGARÁ À TUA TENDA. PORQUE AOS SEUS ANJOS DARÁ ORDEM A TEU RESPEITO, PARA TE GUARDAREM EM TODOS OS TEUS CAMINHOS. ELES TE SUSTENTARÃO NAS SUAS MÃOS, PARA QUE NÃO TROPECES COM O TEU PÉ EM PEDRA.” Salmos, 91- 10, 11 e 12.

 

BATATAS INVENTADAS

E dando continuidade às invenções culinárias, eis que hoje me deparo com apenas alguns ingredientes em minha cozinha.

Na bandeja, 4 batatas e cebolas.

No quintal, meus temperos favoritos.

Na geladeira, coisas como azeitonas e requeijão cremoso.

No armário, azeite.

E vamos ver no que deu.

Primeiro descasque e leve para cozinhar as batatas em água e sal.

Não deixe cozinhar muito para não desmanchar.

Forre um pirex com azeite e cebola cortada.

Coloque as batatas cozidas e azeitonas.

Por cima coloquei: sálvia, manjericão, salsinha e alecrim e coloquei bastante requeijão. Reguei mais um pouco com azeite e levei ao forno.

O perfume é algo de maravilhoso!!!

E saiu esse prato, digno de um almoço surpreendente!

Nada como aproveitar o que temos e inventar novos pratos!

“NA VERDADE, A TERRA ESTÁ CONTAMINADA POR CAUSA DOS SEUS MORADORES, PORQUANTO TRANSGRIDEM AS LEIS, MUDAM OS ESTATUTOS E QUEBRAM A ALIANÇA ETERNA.” Isaías, 24- 5

 

 

 

MACARRÃO INVENTADO

Tem dias em que você não sabe o que vai fazer para o almoço, não é mesmo?

Ainda mais em dias como o que estamos passando…

Aí você abre a geladeira e olha como quem pergunta: o que temos?

Então começa a juntar um pouco disso, um pouco daquilo e, de repente: sai tudo isso!

Bom, primeiro achei o macarrão e já coloquei para cozinhar em bastante água e sal.

Aí encontrei três fatias de presunto, um pedaço de queijo muçarela, outro de queijo gouda e requeijão cremoso.

Peguei uma frigideira e coloquei um pedacinho de manteiga.

Quando derreteu, coloquei o presunto picadinho e fritei.

Em seguida, corri até o meu quintal e colhi algumas folhas de manjericão.

Coloquei os queijos e juntei o manjericão.

O perfume dele já subiu lindamente pelo ar da cozinha…

Quando os queijos derreteram, juntei o requeijão.

Tudo à gosto.

Nisso o macarrão já estava cozido e retirei para escorrer a água.

Então, juntei o macarrão na frigideira onde o molho já estava pronto e mexi cuidadosamente.

Como é que pode, um prato sem planejamento, com coisas da geladeira, pode ficar tão bom?

Até vale a pena repetir a primeira foto, não?

“SEMEAI PARA VÓS EM JUSTIÇA, CEIFAI SEGUNDO A MISERICÓRDIA; LAVRAI O CAMPO DE LAVOURA; PORQUE É TEMPO DE BUSCAR O SENHOR, ATÉ QUE VENHA, E CHOVA A JUSTIÇA SOBRE VÓS.”Oseias, 10- 12