Aproveitando que é quase “Dia das Crianças”, aqui vai mais uma história que fiz para elas (em especial para meus netos Isadora e Heitor).

0637cinderellasmall


Naquele dia CINDERELA acordou preocupada.

Tinha convidado várias amigas para seu castelo e queria que tudo desse certo.

Foi olhar pessoalmente os doces e salgados que estavam sendo preparados na enorme cozinha, as flores que eram colocadas em vasos no grande salão de jantar e depois se aproximou da porta que dava para a escadaria onde há muito tempo perdera seu sapatinho de cristal.

Lá ficou, ansiosa, a esperar suas convidadas.

Sua FADA MADRINHA já lhe contara que estava preparando uma surpresa para todas, isso com a ajuda de suas amigas FLORA, FAUNA e PRIMAVERA.

Qual seria o segredo das fadas? Pensou Cinderela.

Enquanto pensava viu que a primeira convidada estava chegando.

Era a BELA que gostava de ser extremamente pontual; afinal era considerada a mais culta e inteligente das princesas.

Terminado os abraços, nova convidada chegou: BRANCA, com um enorme chapéu para protegê-la do sol da tarde.

Não era sem motivo que sua pele continuava como a neve, branquíssima…

A seguir chegou TIANA, a do sapo, dando mil pulinhos e gritinhos enquanto subia os degraus; acho que ainda se lembrava de quando era uma rã.

De repente um tropel de cavalos e a chegada de POCAHONTAS, a princesa índia, com seus cabelos negros ao vento, seguida de MULAN em seu riquixá, que é uma espécie de carroça puxada por uma pessoa.

E as carruagens não paravam: veio RAPUNZEL com suas tranças enroladas em coque; JASMINE com suas roupas ricamente bordadas; ARIEL com um vestido de cauda que lembrava a sua quando ainda era sereia e, por fim, AURORA, sonolenta, bocejando como se não tivesse dormido por cem anos!

Nossa, mas que alvoroço!

princesas

 

Como fazia tempo que não se encontravam, todas queriam falar ao mesmo tempo, então quem ouvisse, escutaria uma história mais ou menos assim:

“os SETE ANÕES acharam um brilhante enorme, belíssimo e deram de presente a Branca de Neve que deixou cair no mar. Então Pocahontas pegou sua canoa, saiu remando e levou Ariel para o meio do mar para ela entrar na água e procurar a pedra. Mas nisso, Tiana já pedira ajuda aos sapos, seus amigos e Jasmine entende tudo errado e pensa que o brilhante tinha sido roubado pelos 40 LADRÕES e com sua espada queria lutar contra eles quando Rapunzel já oferece suas tranças para amarrar os ladrões e Mulan fala que não é isso, que a FERA é quem tinha assustado os anões que então derrubaram o brilhante no mar.”

– Parem, parem! Gritou a Fada Madrinha de Cinderela. Vocês estão confundindo tudo! O brilhante já foi encontrado pelo PAJEM do castelo que é mestre em encontrar coisas perdidas. Pois não foi ele quem levou o sapatinho de cristal para ser provado pelas moças do reino e encontrou Cinderela?

Todas começaram a rir!

Então as fadas anunciaram a surpresa: GISELLE, a princesa que saíra dos contos de fada para o mundo real, iria cantar com sua voz afinadíssima para elas!

E Giselle entrou linda, sorridente, com seu vestido enorme e começou a cantar.

Que silêncio elas fizeram!

E a Fada Madrinha, Flora, Fauna e Primavera, se abraçaram contentes pela linda ideia que tiveram.

Quando voltaram para seus respectivos castelos, as princesas estavam felizes!

E continuaram sendo felizes para sempre…

(Essa história foi inspirada nas princesas da Disney)

Imagens:1) mundonatilopes.wordpress.com; 2) ultradownloads.com.br

 

Um comentário em “O LANCHE DAS PRINCESAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s