VACA ATOLADA COM COSTELA MM- VÍDEO 10

E chegamos à última receita da série NA COZINHA COM MARIA!

Como foi gratificante fazer e receber tantas mensagens carinhosas; também tantas participações especiais de amigas que puderam comprovar a qualidade dessa carne!

Já estou com saudades da Maria…

Mas vamos ao prato de hoje.

A “vaca atolada” é um prato típico da chamada “comida caipira” que é muito popular em estados como Minas Gerais. A combinação da carne (costela bovina) com a mandioca e temperos, resulta em uma comida saborosa e com substância.

Assistam ao vídeo e comprovem vocês mesmos!

“DE MANEIRA QUE CADA UM DE NÓS DARÁ CONTA DE SI MESMO A DEUS.” Romanos, 14- 12

FÉRIAS, FAMÍLIA, AMIGOS E…COMIDAS!!!

Férias, que palavra mais agradável de se ouvir!

Mais ainda quando você pode aproveitá-la viajando!

Foi o que fiz: Natal em Brusque, Ano Novo em Balneário Camboriú.

Minhas filhas não vieram passar essas festas no Brasil, então me “apeguei” ao meu filho, nora e netos e lá fomos passar com a família da Pati no sul.

Brusque é um encanto de cidade e os pais dela que moram lá nos receberam daquele jeito tão carinhoso que até “fiquei sem jeito…”

(O buffet)

(Regina e eu)

(Todos reunidos)

Recebemos o Ano Novo em Balneário Camboriú, numa noite quente, mas que nem sentimos com o vento gostoso do 8º andar do apartamento de frente para o mar.

(Vista de cima, da praia apinhada de gente)

(O buffet)

(Eu)

A comilança foi muita em todos os dias: de camarões a carne Maria Macia, de antepastos até o tradicional bolo de fubá no café da tarde.

(Camarão à milanesa)

(Mignon recheado com aspargos e queijo e assado em churrasqueira)

(Carne de onça, mignon em tiras e queijo brie assado envolvido em massa)

(Bolo de fubá com goiabada)

Durante as tardes o passeio acabava no Passeio São Miguel, uma rua deliciosa com mesinhas pelo centro e inúmeros cafés, restaurantes e padaria.

(Esse não consegui resistir…)

E a praia?

Maravilhosa!

Principalmente nas manhãs bem cedo em que eu saía para caminhar e sentar para ler…

E o Camelódromo e a Avenida Brasil?

Uma tentação!

E lá vou eu dando um tchau pra quem fica…

Bem, agora já de volta, a vida segue normal.

Só os quilos a mais que vai ser muito difícil perder…

“PORQUE O SENHOR É DEUS GRANDE E REI GRANDE ACIMA DE TODOS OS DEUSES. NAS SUAS MÃOS ESTÃO AS PROFUNDEZAS DA TERRA, E AS ALTURAS DOS MONTES SÃO SUAS. SEU É O MAR, POIS ELE O FEZ, E AS SUAS MÃOS FORMARAM A TERRA SECA.” Salmos, 95- 3,4 e 5.

 

 

SUPLÁS E PORTA GUARDANAPO EM CROCHÊ

Em nossos encontros de quarta feira para fazermos nosso tricô e crochê (vejam Mãos que Abençoam), fazemos muitas amizades.

E uma nova amiga que conheci, a Telma, me ensinou como fazer um suplá em crochê.

Adorei!!!

“O sousplat ou prato marcador é um prato de maior diâmetro que ornamenta o ambiente de refeição e protege a toalha de mesa de eventuais respingos ao redor do prato onde é servida a comida.”Wikipédia

Vejam como ficou lindo e achei super fácil de fazer.

Primeiro comprei a linha que ela me indicou.

E aí fui fazendo conforme o modelo que ela me emprestou.

Fiz seis e dei de presente para a Viviane, minha filha, que amou e já me deu a ideia de fazer o porta guardanapo.

Fiz a flor conforme está no centro do suplá.

Depois virei e fiz uma correntinha onde será colocado o guardanapo.

Deu certo e ficou uma gracinha!

Boas ideias devem ser repartidas!

“MAS, QUANDO TU DERES ESMOLA, NÃO SAIBA A TUA MÃO ESQUERDA O QUE FAZ A TUA DIREITA, PARA QUE A TUA ESMOLA SEJA DADA OCULTAMENTE, E TEU PAI, QUE VÊ EM SECRETO, TE RECOMPENSARÁ PUBLICAMENTE.”Mateus, 6- 3 e 4

ENFIM… CAPE TOWN!!!

Dia 17 de junho, domingo, deixei Luanda e meus queridos para seguir rumo a África do Sul, encontrar-me com minha filha Fabiane e conhecer essa cidade.

Saí de uma temperatura de 27° e tempo muito seco, para entrar em 12° com muito vento e uma chuva fininha!

Nada que abalasse minha vontade de conhecer tudo e dar um abraço apertado em minha filha…

E eis que chego, então, depois de 4 horas de um voo tranquilo.

Cape Town (Cidade do Cabo) é apelidada de “Cidade Mãe” e é a capital legislativa do país, sendo a segunda mais populosa (a primeira é Joanesburgo) com 3 milhões e setecentos mil habitantes.

Foi ocupada primeiramente pelos holandeses e depois o Reino Unido.

(Aqui, fotos do nosso encontro)

Como cheguei no primeiro dia do jogo da seleção do Brasil pela copa, fomos até um local chamado Mojo onde colocaram um telão e onde estava reunida uma turma de brasileiros para assistirem.

Nesse lugar, tem bem no centro um local onde se vendem somente as bebidas e, espalhados ao redor, tipo umas barraquinhas cada uma vendendo comidas diversas: pizzas, sushis, frutos do mar, sanduíches, nachos, pipocas, etc.

Fiquei a lembrar onde estava há quatro anos atrás, no dia do jogo do Brasil… quanta coisa aconteceu! Se me falassem que eu iria mudar de cidade, jamais acreditaria… e lembrei do que escrevi aqui nesse dia ( Dia dos Namorados/ Primeiro Jogo do Brasil).

Saindo dali, tipo decepcionada com a seleção, fomos até Waterfront.

Gente, o lugar é o que há de lindo!!!

Pode-se sentar, comer e degustar um bom vinho.

Ali se reúnem turistas de todo o mundo, dá para curtir lojinhas de artesanato, passeios de barco, roda gigante, museus, corais de música típica africana e muito, muito mais, que contarei em outros posts.

As fotos saíram cinzentas, como estava o dia, mas nem por isso deixa-se de ver um pouco a beleza do lugar.

Logo estarei contando como foi estar desbravando essa cidade linda!

“NO DIA DA PROSPERIDADE, GOZA DO BEM, MAS NO DIA DA ADVERSIDADE, CONSIDERA; PORQUE TAMBÉM DEUS FEZ ESTE EM OPOSIÇÃO ÀQUELE, PARA QUE O HOMEM NADA ACHE QUE TENHA DE VIR DEPOIS DELE.” Eclesiastes, 7- 14

 

 

 

 

COMENDO A COMIDA TÍPICA DE ANGOLA!

A Luciana, amiga da Viviane minha filha, convidou-nos para almoçar com ela.

E claro, pediu para sua cozinheira preparar a comida típica daqui.

CALULU, FUNGE E FEIJÃO DE PALMA

“A culinária tradicional de Angola é influenciada pela portuguesa e pela moçambicana, tendo também recebido nos últimos anos uma forte influência da culinária brasileira.” Wikipédia

CALULU DE PEIXE

Esse que ela serviu foi feito com: peixe (corvina preta), peixe seco, quiabo, berinjela, gimboa (uma folha que parece couve muito fácil de ser encontrada), tomate, cebola e óleo de palma (nosso azeite de dendê).

Também tem o calulu feito com carne seca.

FEIJÃO DE ÓLEO DE PALMA

Feito com feijão branco e temperos, mais o óleo de palma que vem a ser o nosso azeite de dendê.

O caldo fica bem grosso e o sabor, uma delícia!

FUNGE DE BOMBO

Essa é a Jose e foi ela quem fez o funge, que nada mais é do que um pirão feito com água e farinha de mandioca ou de milho.

É o prato principal do angolano!

O segredo é bater muito bem, por isso ela colocou a panela no chão para bater melhor…

Nessa foto abaixo (tirada do Google), dá para ver como é feito o processo.

Essa moça sorridente da foto foi a responsável pelos pratos servidos.

( Bá, fazendo pose para a foto)

Ela acabou fazendo um prato de salada a pedido da Lu, mas deixou claro que não combina com os outros pratos.

(Aqui o meu prato com um pouquinho de cada coisa para experimentar)

(E aqui em primeiro plano o Funge de Bombo, depois o Calulu de Peixe, em seguida o Feijão de óleo de Palma e à direita, a salada).

Obrigada, Luciana por seu convite tão carinhoso!

“PORQUE NELE VIVEMOS, E NOS MOVEMOS, E EXISTIMOS, COMO TAMBÉM ALGUNS DOS VOSSOS POETAS DISSERAM: POIS SOMOS TAMBÉM SUA GERAÇÃO.” Atos, 17- 28

 

 

 

CASA DE VÓ

A CASA DA VOVÓ

É gostosa e perfumada

cheira talco de jasmim.

As cortinas são xadrez

e os móveis em marfim.

 

Tem uma linda cristaleira

com bibelôs pequeninos.

Uma estante com mil livros

e um gato cheio de mimos.

 

Na cozinha tem a mesa

com bolachinhas de mel,

quando derretem na boca

é como entrar lá no céu.

 

No quarto, em cima da cama,

tem a colcha de retalhos

e minha foto sorrindo

em muitos porta retratos.

(Escrevi esse poema há bastante tempo e faz parte do material do aluno do Positivo).

image

(Essa guirlanda ganhei da minha amiga Rose, que disse que ela tem tudo a ver comigo…)

Pois é… passei 30 anos morando em apartamentos pequenos, próprios para uma pessoa sozinha como eu.

Mas eu sonhava com uma casa, que fosse grande, com uma mesa de jantar onde coubesse todos, um quarto pronto para receber meus filhos e netos, uma cozinha enorme onde pudesse fazer experimentos culinários, um quintal e um jardim…

Mudei de cidade, de vida e: PLIM!!!

Estou morando na casa que sonhei!

Sem luxo, sem ostentação, mas confortável, gostosa, aconchegante, tipo… casa de vó!

image

No momento que estou a escrever esse texto (são 19:30 horas do horário de verão),o céu está limpo, claro e eu deitada nessa rede na área de casa.

É nesse momento que fico divagando, lembrando, sonhando e agradecendo a Deus por tanto em minha vida.

image

Daqui vejo a casa para os passarinhos que coloquei no muro.

Eles passam voando perto, fazem ninho no telhado, mas ainda não descobriram a casinha onde coloco água e alpiste.

As pessoas dizem que é assim mesmo até eles se acostumarem, mas vai ser fantástico o dia em que um deles entrar nela!

Vou pular de alegria!

image

image

Ao lado coloquei dois pallets com vasinhos de flores e em baixo plantei agaphantus que ainda vão demorar a florir, mas que tem suas folhas lindas o ano todo.

Lá atrás, no quintal também são dois pallets: um que quando abro a janela do meu quarto, lá está ele como a sorrir dando bom dia.

image

Agora, o outro… é o meu xodó!

Meus temperos!!!

image

Ainda estão crescendo e fico tempo ali ao lado como para ver se crescem mais ligeiro…

image

(Cebolinha, salsa e manjerona)

image

(Hortelã para chá, alecrim e hortelã para tempero)

image

(Tomilho, sálvia e manjericão)

O dia em que cortei um punhadinho de cada para usar, foi a glória!

Tive vontade de beijar cada uma daquelas folhinhas!

O perfume delas encheu minha cozinha!

Estou terminando de escrever e o céu está escurecendo.

A luz do poste bem em frente, acabou de acender.

Os passarinhos já se acomodaram em suas casas e está na hora de também entrar.

E, como diz a guirlanda, “na casa da vó o Natal é mágico”, vai ser, quando meus filhos e netos chegarem, enchendo essa casa de risos, abraços,  alegria e muito amor!

Isso tudo é muito mais do que mereço!

É graça!!!

(Se quiserem saber mais sobre o assunto, leiam o que escrevi em “Gente… como a gente“.

“PORQUE PELA GRAÇA SOIS SALVOS, POR MEIO DA FÉ; E ISSO NÃO VEM DE VÓS; É DOM DE DEUS.” Efésios, 2- 8

 

QUIBE DE ABÓBORA

Quibe é um prato típico do Oriente Médio.

oriente-medio

Consiste em um bolinho de carne moída, temperada com ervas, que pode ser servido cru, frito ou assado.

A carne pode ser substituída por proteína de soja ou…abóbora, como fiz!

INGREDIENTES

2 xícaras de trigo para quibe

3 xícaras de água

5 xícaras de abóbora

1 xícara de cebola picadinha

2 colheres (sopa) de azeite

6 colheres (sopa) de hortelã picadinha

6 colheres (sopa) de salsinha picadinha

suco de 1 limão

sal e pimenta à gosto

Primeiro cozinhe a abóbora picada até ficar macia e amasse com um garfo; retire e nessa mesma água quente, coloque o trigo de molho por 30 minutos.

Aperte bem para retirar toda a água.

image

Refogue a cebola no azeite e leve para bater em liquidificador com os demais ingredientes.

image

Junte tudo e amasse bem.

image

Leve para assar em forno quente (200º) em forma ou pirex untado por mais ou menos 30 minutos.

image

Essas são as embalagens prontas da linha Fitness, Comidinhas da Vovó Sílvia.

Imagem do mapa mundi: slideplayer.com.br

“E EM NENHUM OUTRO HÁ SALVAÇÃO, PORQUE TAMBÉM DEBAIXO DO CÉU NENHUM OUTRO NOME HÁ, DADO ENTRE OS HOMENS, PELO QUAL DEVAMOS SER SALVOS.” Atos, 4- 12

BOLO DE BANANA COM AVEIA

E não é que acabei entrando nessa onda de Fitness, trocando farinhas, mudando açúcares, usando leite desnatado, manteiga light, etc?

Claro que não em todas as receitas, porque eu gosto mesmo é de muita doçura, muitos recheios e cremes, mas para as pessoas que precisam ou preferem, coloco esse bolo e alguns outros que já estou experimentando.

ing-bolo-aveia

INGREDIENTES

2 ovos

2 bananas maduras

2 xícaras de leite desnatado

1/2 xícara de farinha de trigo integral

1/2 xícara de açúcar mascavo

2 xícaras de farinha de aveia

1 colher (sobremesa) de fermento

Corte as bananas em rodelas e forre uma forma untada com elas.

bananas

Bata em liquidificador os ovos e leite. Reserve.

Misture em uma tigela a farinha de aveia, a farinha integral, o açúcar mascavo e o fermento.

farinhas

Acrescente a mistura que está no liquidificador e mexa bem.

Despeje sobre as bananas.

Em uma tigelinha, misture 1 colher de açúcar mascavo com uma colher (chá) de canela em pó e polvilhe sobre a massa.

misturinha

na-forma

Leve para assar em forno pré aquecido, 180º por mais ou menos 30 minutos.

assado

Você pode fazer em uma forma de buraco e virar que fica bem bonito.

Eu fiz em formas descartáveis para o cardápio das Comidinhas da Vovó Sílvia.

“ENSINA-ME A FAZER A TUA VONTADE, POIS ÉS  O MEU DEUS; GUIE-ME O TEU BOM ESPÍRITO POR TERRA PLANA.” Salmos, 143- 10

VACA ATOLADA

A “Vaca Atolada” é um prato típico da chamada “comida caipira” que é muito popular em estados como Minas Gerais.

A combinação da carne (costela bovina) com a mandioca e temperos, resulta em uma comida saborosa e com substância!

com cheiro verde

INGREDIENTES

1 quilo de costela

1 quilo de mandioca

5 tomates

4 dentes de alho

2 cebolas

1 cubo de caldo de costela

2 colheres de óleo

cheiro verde

sal/ pimenta do reino

Primeiro coloque a mandioca para cozinhar com o cubo de caldo de costela.

mandioca

Enquanto isso, tempere a carne com sal, pimenta do reino, alho e cebola.

costela

Frite em uma panela de pressão (no óleo) até dourarem.

fritando

Acrescente os tomates picadinhos e cubra com água. Feche a panela e deixe cozinhar até ficar macia.

Quando estiver pronta, coloque em uma outra panela.

cozinhando

Pegue a mandioca já cozida, retire os fios de dentro e corte em pedaços.

Junte a mandioca e o caldo em que ela foi cozida à carne na panela.

carne com a mand

Deixe ferver e quando tudo estiver macio, desligue e jogue o cheiro verde por cima.

Com um arroz branco, fica maravilhoso!!!

“PORQUE, AGORA, VEMOS POR ESPELHO EM ENIGMA; MAS, ENTÃO, VEREMOS FACE A FACE; AGORA, CONHEÇO EM PARTE, MAS, ENTÃO, CONHECEREI COMO TAMBÉM SOU CONHECIDO.” I Coríntios, 13- 12

 

CORES E SABORES DE CAPE TOWN

“Há alguns dias minha mãe me pediu para escrever para o seu blog, em comemoração aos três anos.

Disse que faria sim, e que o assunto, claro, seria comida!

Bom… Passou o prazo, eu não fiz o texto e agora, com a consciência pesada, tirei um tempinho para escrever.
Como estou morando em Cape Town (África do Sul) acabo experimentando muitas comidas diferentes, e estou me superando – quem me conhece sabe como sou ‘ligeiramente’ enjoada para comer.

Não gosto de algumas coisas – ok, confesso que a lista é grande!

Mas acabei provando comidas que não tinha coragem, como carne de pato e de cordeiro. Não gostei, mas fiquei orgulhosa de mim!

foto 1

(Peito de pato assado servido com crepe de legumes)

A variedade de restaurantes aqui é muito grande.

É possível encontrar culinária de todos os lugares do mundo, de qualidade e bom preço. Já estive em restaurante turco, grego, tailandês e, claro, sul africano.

Aqui, aliás, um dos pratos mais tradicionais é o bobotie, feito com carne moída, pão branco, uva passa, curry, cúrcuma, chutney de damasco, temperos e muita pimenta. Ele é servido com arroz ou batatas assadas, e fica uma delícia!

foto 2

(Bobotie- tradicional prato sul africano)

Um lugar que mostra bem está variedade gastronômica fica em Waterfront, o maior complexo turístico de Cape Town.

O Market on the Wharf, ou simplesmente Food Market, concentra mais de cinquenta restaurantes.

Lá é possível encontrar comida de várias partes do mundo, como kebab, empanadas argentinas, comida japonesa, sanduíche, frutas, sucos, cervejas, bolos, os tradicionais fudges, samosas, além de carne de kudu, zebra, gazela e avestruz.

O lugar é uma delícia, limpo e organizado, com mesas dentro e fora e está sempre cheio de turistas.

foto 3

(Food Market: mais de 50 restaurantes com comidas de todo o mundo)

O galpão antigo já abrigou a Estação de Energia da cidade e uma loja de música. Inaugurado em dezembro de 2012, ele fica em frente à praça dos quatro sul-africanos vencedores do prêmio Nobel da Paz – Nelson Mandela, Albert Luthuli, Desmond Tutu e F.W. De Klerk.

foto 4

(O antigo galpão situado em frente à Nobel Square)

Outro lugar que eu adoro é a St. Georges Earth Fair Food Market, que acontece todas às quintas-feiras, na St. Georges Street, no centro da cidade.

foto 5

(A St. Georges acontece todas às quintas no centro de CT)

Executivos e estudantes que estão no centro são frequentadores assíduos do local, principalmente pela variedade no cardápio.

Há barraquinhas de comida grega, mexicana, portuguesa, espanhola, japonesa, entre outras. Ainda, opções de doces, sorvetes, frutas frescas e flores.

foto 6

(Paella, um dos muitos pratos servidos na rua)

A feira no The Old Biscuit Mill é pouco conhecida dos turistas.

Localizada no bairro de Woodstock, é um ótimo lugar para o café da manhã ou almoço.

foto 7

( A área de comida é a mais procurada no The Old Biscuit)

O lugar era uma fábrica de biscoitos, e hoje concentra diferentes áreas: em algumas são vendidas roupas para adultos e crianças; em outras há lojas e restaurantes; e a parte mais gostosa é a área do mercado de comida. 

Lá você encontra waffles, sucos, azeitonas, queijos, patês, sanduíches, bolos, pizzas, entre várias outras delícias. A feira só funciona aos sábados e é ponto de encontro dos locais.

foto 8

(Sanduíches caprichados são servidos aos sábados na feira)

É claro que além desses lugares, há muitas outras feiras e restaurantes maravilhosos. Enfim, Cape Town é um lugar lindo, com boa comida e preços bastante acessíveis. 

Mas, apesar de comer muito bem por aqui, morro de saudades da comida da minha mãe, para mim a melhor do mundo!!
Manhê, desculpe a demora em escrever…

Parabéns pelo blog, desejo ainda mais sucesso e inspiração, para que você continue a nos brindar com histórias e receitas incríveis!” Fabiane Prohmann

-Tá bom, tá bom, minha filha, depois desse texto lindo e desse elogio todo, está perdoada!!! Pode mandar outros!!!

“PROVAI E VEDE QUE O SENHOR É BOM; BEM AVENTURADO O HOMEM QUE NELE CONFIA.” Salmos, 34-8