PALMITO COM SHITAKE

Essa receita é tudo de bom!

Claro, com esses ingredientes, não tem como não ficar uma delícia…

Mas…vocês sabem o que é um Shitake?

Shitake: é o segundo cogumelo comestível mais consumido no mundo.

Ele tem uma textura mais firme, é marrom e alguns podem ser encontrados com uma circunferência de 4 a 10 centímetros. Ele pode ser comprado fresco ou desidratado.

Tem menos água, é mais seco e com sabor mais intenso.

Já coloquei aqui uma receita feita com ele: COGUMELO PARA APERITIVO.

Bem, palmito todos conhecem!

Então vamos aos INGREDIENTES:

1 vidro de palmito

2 tomates picadinhos

1 copo de requeijão

1/2 caixinha de creme de leite

200 gramas de shitake picado

queijo muçarela ou prato

manteiga para refogar

sal, pimenta do reino

Primeiramente corte o palmito, o shitake e os tomates.

Refogue na manteiga o shitake e o tomate até murchar bem.

Junte o palmito e tempere à gosto.

Em seguida, jogue o requeijão e o creme de leite e mexa mais um pouco.

Coloque em um pirex e por cima coloque rolinhos de queijo.

Leve ao forno pré aquecido até gratinar.

Eu coloquei em forma de alumínio descartável porque congelei, mas uma levei para o almoço na casa do meu filho e eles aprovaram!!!

“O SENHOR É QUEM TE GUARDA; O SENHOR É A TUA SOMBRA À TUA DIREITA. O SOL NÃO TE MOLESTARÁ DE DIA, NEM A LUA, DE NOITE.” Salmos 121- 5 e 6

BRINCADEIRAS DE UM PROFESSOR

Até aonde vai a inspiração e criatividade de um professor?

Pois bem, ela não tem limites!

Vou contar a vocês um feito de muitos anos atrás.

Conheci o professor GILL DE OLIVEIRA quando meus filhos estudavam no Colégio Marista Santa Maria e tinham aulas de Português com ele.

Apesar de rigoroso os alunos gostavam muito de suas aulas.

Bem mais tarde, eu trabalhando na Tecnologia Educacional do Positivo, encontrei o professor Gill que agora trabalhava na Editora Positivo.

Éramos “vizinhos”.

Sempre que nos encontrávamos, parávamos para conversar e como o refeitório era o mesmo, muitas vezes sentávamos juntos e trocávamos figurinhas.

Dei de presente a ele o meu primeiro livro “Um Pouco de Mim”que lancei em 2005 e ali mesmo, debruçou-se sobre ele, já começando a ler.

Passado alguns dias, ele me procurou e timidamente, me entregou 2 folhas escritas que tirou do seu bolso.

O que é isso? Perguntei.

– Ah, é uma brincadeira que fiz usando muitos dos títulos de suas poesias.

Quase caí de costas ao ler aquele papel: sim, são 38 títulos das 79 poesias do livro.

Vejam como ficou, com os títulos em negrito:

COISAS DA SÍLVIA

Lá vem o vento sibilando

a mesma canção da poeta.

É a Sílvia veloz assoviando

e valsando a valsa vienense

para tentar dizer a esse vento

somente Um Pouco de mim

e apenas um muito da vida

desta mulher contestadora.

——————–

Ela começa Redescobrindo

as Noites e Coisas da Vida

duns Catadores de Papel,

com muita Solidariedade,

para alimentar Outra Vez

aquele Menino Crescido

com Sonhos de Saudade.

——————–

Nunca irei esquecer vocês,

Mulheres Sozinhas carentes.

De Carência, Sempre Igual,

Considerando o Faz de Conta,

escondido nas Lembranças

das heroínas do Vendaval.

——————–

Eu Acho, Janela Fechada,

que Nunca Vou Esquecer

As Corujas da Pousada

no seu Estado de Graça.

Nem a Goleada Coxa Branca

com beijos de cachaça

no Poder da Caipirinha,

no copo da Tininha

pendurados num varal

esperando o carnaval.

——————-

Como eu queria Janelas Fechadas

cantar em Estado de Graça

para escrever que nem Fabiane

sobre meus Momentos de vida

e transformar todos em poesia

sem Diferenças e sem Descaso.

——————

E agora De Novo Você!

Mas O Que é Isso Mulher?

Não, Nunca Vou Esquecer:

Escolhas com Mudanças,

Momentos em Contrastes.

Fim de Caso, são Coisas da Vida!

(Gill de Oliveira; 10/11/2005)

Ao nos encontrarmos novamente, ele disse que logo me entregaria a segunda parte com os títulos que faltavam.

Não deu tempo…

Logo depois, ele virou uma estrela no céu e está lá a escrever poemas sem fim.

“POSSO TODAS AS COISAS NAQUELE QUE ME FORTALECE.” Filipenses, 4-13

PÉ DE MOLEQUE

No começo do século XX havia muitas baianas que vendiam doces em tabuleiros, no Rio de Janeiro. Os meninos gostavam especialmente desse doce de amendoim, mas como não tinham dinheiro, furtavam das baianas e elas ralhavam com eles para não roubarem.

Diziam para pedir, assim: – Pede, moleque!

E assim chegou até nós que ao em vez de “PEDE” do verbo “PEDIR”, virou “PÉ DE”…

De qualquer maneira, essa gostosura veio para ficar, principalmente nas festas Juninas!

Então vamos aos INGREDIENTES

1/2 quilo da amendoim

1/2 quilo de açúcar

1 colher (sopa) de manteiga

1 caixinha de leite condensado

O bom dessa receita é que usamos o amendoim sem torrar e sem tirar a pele; ele vai torrando a medida que for sendo feito.

Antes de começar, unte uma forma ou mármore da pia e também deixe aberta a caixinha de leite condensado, porque tudo é muito rápido.

Coloque todos os ingredientes (menos o leite condensado) em uma panela; eu usei uma panela de ferro para isso.

Vá mexendo sem parar como mostro nas fotos abaixo.

Quando o açúcar acabar de derreter, jogue o leite condensado e mexa até incorporar bem.

Coloque sobre o mármore untado e espere esfriar bem para começar a cortar.

Fica delicioso, meio puxa; então coloque em potes bem fechados para quando tiver vontade, comer!!!

“DEUS NÃO É HOMEM, PARA QUE MINTA; NEM FILHO DE HOMEM, PARA QUE SE ARREPENDA; PORVENTURA, DIRIA ELE E NÃO O FARIA? OU FALARIA E NÃO O CONFIRMARIA?” Números, 23- 19

SOPA DE MILHO COM CALABRESA

Ah, o frio!

Quem não gosta de um cobertor quentinho, uma série na TV e uma sopa para esquentar?

Eu gosto e muito!!!

Foi assim que fiz essa sopa usando milho ao natural, mas para quem não tem muito tempo, pode ser feita usando o milho em lata.

INGREDIENTES

3 espigas de milho verde (ou 2 latas)

1 linguiça calabresa

1 litro de água

1 caldo de legumes ou outro

1 cebola

1 dente de alho

azeite

cheiro verde, sal e pimenta

Primeiramente frite em um fio de azeite a calabresa cortada em cubinhos e reserve.

No azeite da panela, frite a cebola em fatias e o alho cortadinho.

Junte o milho e a água e deixe ferver bem.

Quando estiver macio, retire, bata em liquidificador e passe por uma peneira.

Leve o caldo ao fogo e tempere com sal e pimenta do reino.

Deixe ferver bem.

Junte a calabresa picada, deixe ferver mais um pouco e pronto!

Coloque para finalizar, um pouco de cheiro verde por cima e então é só aquecer seu estômago com essa gostosura.

Ui que delícia!!!

“E FAREI COM ELES UM CONCERTO ETERNO, QUE NÃO SE DESVIARÁ DELES, PARA LHES FAZER BEM; E POREI O MEU TEMOR NO SEU CORAÇÃO, PARA QUE NUNCA SE APARTEM DE MIM.” Jeremias, 32- 40

ACALANTO ( MEU CAÇULA)!

Sempre chamo de filho os meus livros e falei sobre isso ao meu editor.

Então, numa tarde da semana passada, recebo uma ligação dele dizendo:

-Sílvia, tem uma criança aqui do meu lado chorando querendo a mãe!

Levei um milésimo de segundo até entender e soltar um grito: UAU!!!

Pois é.

O JAIR ELIAS DOS SANTOS JÚNIOR, da NOVA HISTÓRIA ASSESSORIA E GESTÃO CULTURAL, chegou trazendo nos braços, a minha criação!

Mas vamos começar do começo!

2020, um ano em que o mundo parou!

E fui desafiada a me submeter a novos hábitos de vida.

E em meio a tudo isso, eis que me encontro enclausurada, debruçando sobre textos guardados, a espera de saírem de suas gavetas.

Foi então que decidi reunir em um volume só, as Crônicas, Haicais e Poesias deixando pronto para depois que a pandemia passar (e ela vai passar), mostrar que em meio a reclusão, podemos sim continuar a sonhar.

E esse “ACALANTO” é mais uma realização de um sonho!

(Isso acima está escrito na orelha do livro)

Pensei muito em quem iria escrever o prefácio desse livro, mas quando pensei nele, foi como se sempre fosse dele essa tarefa: FÁBIO SEXUGI, presidente da ACADEMIA MOURÃOENSE DE LETRAS, biênio 2019 e 2020.

E ele escreveu tão lindamente que me emocionei ao ler!

A dedicatória também não foi difícil: “Para minhas filhas VIVIANE e FABIANE, com amor”.

É claro que já tenho outro preparado e que vai ser dedicado a meu filho PAULO EMÍLIO.

Essa capa linda foi obra do TIAGO SILVA ( o mesmo que desenhou a capa do nosso livro da Academia).

A revisão deixei a cargo da minha filha FABIANE PROHMANN, sendo que esse é o segundo livro que ela faz esse trabalho.

Agora, por que ACALANTO?

Porque esse nome remete a um momento único de carinho, prazer, de sentimento bom.

Me faz lembrar de uma cadeira de balanço, que é onde quero ficar contando histórias, declamando poesias, recitando haicais.

ACALANTO é um desejo profundo de estar em paz, conversando com você, meu amigo leitor.

Que possamos traduzir nesse embalo da palavra a sonoridade da minha alma para a sua.

(Isso está na contra capa do livro)

Já dei uma dica sobre ele em SPOILER- PALAVRA DA MODA em outro post.

No lançamento do livro O NASQUIMI DOURADO E OUTRAS HISTÓRIAS, pude fazer uma verdadeira festa com muitos convidados, coquetel, fotos, etc.

Veja lá em: Ele chegou!!!A festa para ele!!! como foi tudo lindo!

Esse ano, devido a pandemia, os lançamentos de livros estão sendo através de lives pelo Facebook, na página da Academia Mourãoense de Letras.

E é lá que farei assim que minhas filhas que moram fora do Brasil, chegarem.

Então é isso!

Aguardem para ler!!!

“POR TI TENHO SIDO SUSTENTADO DESDE O VENTRE; TU ÉS AQUELE QUE ME TIRASTE DO VENTRE DE MINHA MÃE; O MEU LOUVOR SERÁ PARA TI CONSTANTEMENTE.” Salmos, 71- 6

MUFFIN DE LEGUMES E CALABRESA

Muffin é um tipo de bolinho doce ou salgado muito usado em lanches.

“A origem dos muffins se encontra na Inglaterra, com referências em receitas a partir de 1703. Seu nome deriva da palavra original moffin, cuja origem deve-se a uma adaptação da palavra francesa moufflet (pão suave). … Antigamente os muffins eram vendidos nas ruas da Inglaterra na tradicional hora do chá.”Wikipédia

INGREDIENTES

RECHEIO

1 cebola

1 tomate

1 linguiça calabresa

1 pacote de seleta de legumes

azeite

Em uma panela frite a cebola picadinha em um pouquinho de azeite.

Junte a calabresa (tire a pele dela e corte em pedacinhos) e frite junto.

Junte o tomate (também em pedacinhos) e a seguir a seleta de legumes.

Coloque sal e pimenta do reino a gosto e reserve.

MASSA

2 ovos

1 e meia xícara de farinha de trigo

1/2 xícara de óleo

1/2 xícara de leite

1 colher (sobremesa) de fermento

1 colher (chá) de sal

Coloque os ingredientes acima nessa ordem na batedeira e misture bem.

Junte o recheio pronto e misture.

Unte a forma com manteiga e enfarinhe com o trigo.

Vá colocando a massa pronta nas cavidades e leve ao forno já aquecido 180º por 20 minutos.

Retire, espere esfriar e vá tirando os bolinhos (eles saem super fácil).

A qualquer hora, uma boa pedida!!!

Essa receita deu doze muffins e ainda uma forma pequena.

“OUVE, SENHOR, A MINHA VOZ QUANDO CLAMO; TEM TAMBÉM PIEDADE DE MIM E RESPONDE-ME.” Salmos, 27- 7

GELATINA COLORIDA

Quantas vezes experimentei essa gelatina, mas foi a primeira vez que fiz…

Fica tão bonita e é tão gostosa e fácil de fazer que vocês até já provaram ou fizeram alguma vez.

INGREDIENTES

1 caixinha de gelatina de limão

1 caixinha de gelatina de abacaxi

1 caixinha de gelatina de amora

1 caixinha de gelatina de cereja

1 pacotinho de gelatina sem sabor

1 caixa de leite condensado

1 caixinha de creme de leite

Primeiro faça as gelatinas (uma de cada vez) usando apenas 250 ml de água quase fervente e coloque em um recipiente (coloquei em um prato fundo) levando à geladeira até endurecer bem.

Quando estiver bem gelada, corte em pequenos pedaços e coloque em uma tigela.

Reserve.

Dissolva a gelatina incolor em um pouquinho de água bem quente.

No liquidificador, coloque o leite condensado e o creme de leite e bata bem.

Junte a gelatina incolor dissolvida e bata só o tanto de misturar.

Despeje sobre os quadradinhos das gelatinas reservada e misture.

Molhe uma forma de buraco e coloque a mistura pronta.

Leve à geladeira até ficar bem firme, passe uma faca em volta com cuidado e vire em um prato definitivo.

Observação: eu coloquei água quente em uma forma maior e passei rapidamente a forma com a gelatina para soltar o fundo e não grudar.

Uma sobremesa sensacional!!!

“SE, COM A TUA BOCA, CONFESSARES AO SENHOR JESUS E, EM TEU CORAÇÃO, CRERES QUE DEUS O RESSUSCITOU DOS MORTOS, SERÁS SALVO.” Romanos, 10- 9

SALMÃO CREMOSO

Minha filha Fabiane ganhou mais um título hoje: Rainha dos Salmões!

É dela essa receita de hoje, bem como as foto e essas duas outras: Salmão Especial e Salmão ao Forno!

Vamos aos INGREDIENTES para uma pessoa:

1 posta grande de salmão

3 batatas doces

brócolis (a gosto)

1 caixa de creme de leite

Queijo parmesão ralado (a gosto)

Corte o salmão em cubos e tempere com limão, sal e pimenta do reino.

Reserve.

Cozinhe separadamente a batata e o brócolis em panelas com água e sal.

Em uma panela, em fogo baixo, coloque manteiga e junte a batata cozida e esmagada com um garfo (tipo purê). Se ficar muito mole, acrescente uma colher rasa de farinha de trigo.

Junte o creme de leite, mexa e coloque o brócolis cortado em pedaços bem pequenos. Tempere com sal e pimenta do reino. Retire do fogo e coloque esse creme em um pirex.

Coloque por cima os cubos do salmão temperados, cubra com queijo ralado e leve ao forno por cerca de 20 minutos a 180º pré aquecido.

Acompanhe com uma salada verde e bom apetite!!!

“ESCONDI A TUA PALAVRA NO MEU CORAÇÃO, PARA EU NÃO PECAR CONTRA TI.” Salmos, 118- 11

COMEMORANDO OITO ANOS DO BLOG COM POESIA

Sim, já estamos bem crescidinhos e viajamos por inúmeros lugares desse nosso mundo!

Tenho apenas uma palavra para vocês, meus seguidores, leitores e amigos: GRATIDÃO!!!

E então vamos comemorar com poesia!

OUTONO

FOLHAS CAINDO AOS POUCOS

DAS ÁRVORES A FARFALHAR.

ENTÃO A CALÇADA SE COBRE

TAPETE PARA EU PASSAR.

——————–

É O COMEÇO DO OUTONO

PARA O VERÃO TERMINAR.

E O CICLO CONTINUA

ATÉ O INVERNO CHEGAR.

——————–

A BRISA TORNA-SE AMENA

COMO CARÍCIA DE AMOR

E LEMBRANÇAS VÃO CHEGANDO

PARA MIL VERSOS COMPOR.

——————–

SÃO DOCES CHEIROS DE INFÂNCIA

IMPREGNADOS NO AR.

SÃO MÚSICAS QUE TRAZEM LEMBRANÇAS

QUE ME LEVAM A SONHAR.

——————–

A NATUREZA É PERFEITA

É OBRA DO CRIADOR.

SÃO SONS DA ORQUESTRA DIVINA

REGENDO UM SANTO LOUVOR!

(Imagem do bolo feita pela @arteempapelluanda, da minha filha Viviane; imagem outono: espaço Ciência).

Clique para ver as comemorações de outros anos:

SETE ANOS E UM POEMA

ROSQUINHAS DA MINHA MÃE E PARABÉNS PARA O BLOG

2º ANIVERSÁRIO DO BLOG

PRIMEIRO ANIVERSÁRIO DO BLOG

PAVÊ DE COCO QUEIMADO E 4 ANOS DO BLOG

“BOM É LOUVAR AO SENHOR E CANTAR LOUVORES AO TEU NOME, Ó ALTÍSSIMO, PARA DE MANHÃ ANUNCIAR A TUA BENIGNIDADE E, TODAS AS NOITES, A TUA FIDELIDADE.” Salmos, 92- 1 e 2

PUDIM DE GOIABADA

Para comemorarmos o Dia das Mães desse ano, levei essa sobremesa para o almoço na casa do meu filho que representou suas irmãs que moram longe.

Como eu, boa mineira, amo goiabada achei maravilhosa!

INGREDIENTES

400 gramas de goiabada

2 copos de requeijão cremoso

2 caixinhas de creme de leite

4 ovos

CALDA

1 pedaço de goiabada

1/2 copo de água

Primeiramente, forre todo o fundo de um pirex com fatias da goiabada.

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata bem.

Despeje essa mistura sobre a goiabada e leve ao forno (180º) por cerca de 30 minutos ou até dourar.

Retire do forno e reserve enquanto prepara a calda.

Coloque os pedacinhos da goiabada em uma caneca com a água e leve ao fogo, mexendo até derreter. Cubra o pudim com ela.

Sirva morno ou frio, de qualquer maneira é delicioso!!!

Observação: fiz metade dessa receita acima porque estávamos apenas em três adultos.

“RETENHAMOS FIRMES A CONFISSÃO DA NOSSA ESPERANÇA, PORQUE FIEL É O QUE PROMETEU.” Hebreus, 10- 23