Ah, quanta falta faz a luz elétrica!

Mas… faz mesmo?

Nesse caso, tenho certeza que não fez, muito pelo contrário…

Vou provar o que penso, começando por contar o que me relatou minha filha Viviane que mora em Luanda, Angola.

No dia 14 último, dia de Valentine’s day, meu genro André chegou em casa para o jantar com um espumante enquanto Viviane começava a fazer um risoto de camarão em sua Bimby, que nada mais é que uma máquina, tipo um robô, que faz tudo sozinha.

Ela coloca tudo dentro e em um tempo determinado ela prepara e desliga automaticamente.

Bem, mas vamos ao que interessa.

Tudo arrumado, mesa posta, Bimby funcionando, crianças em volta da mesa e o espumante é aberto.

No “Viva” a luz apaga!

Velas são acesas enquanto as crianças perguntam:

-O que vamos fazer agora sem TV?

-Vamos conversar! Responde o pai. E continuou: sabia que quando sua avó era pequena não existia TV e só quando ela era moça foi que eles tiveram uma em casa? E era em preto e branco! E não tinha programação durante todo o tempo não, era somente algumas horas à noite.

 

Cara de horror dos dois!

-Então o que eles faziam? Perguntam.

-Eles conversavam!

E foi o que fizeram naquela noite, sentados em volta da mesa, com a luz bruxuleante das velas, esperando a luz voltar.

Lembraram da infância dos avós e bisavós deles, contaram que jogavam dominó, contavam histórias e causos, sentavam em cadeiras nas calçadas enquanto jogavam conversa fora com os vizinhos.

E as crianças brincavam de amarelinha e esconde esconde, olhavam para o céu cheio de estrelas e viam as constelações.

-Não aponte o dedo para as estrelas que nasce uma verruga na ponta deles!

E Isadora e Heitor ouviam entre curiosos e espantados as coisas que aconteciam antigamente.

Nisso Viviane vai até a cozinha, munida de uma vela, tirar o risoto que estava quase pronto, mas que nada…como estava sem energia a máquina parou faltando um minuto e meio para terminar e simplesmente a tampa não abria.

André foi chamado para ver se conseguia abrir a tampa teimosa, mas qual nada: não conseguiu.

Não tinham o que comer!!!

De repente, depois de uma hora e meia de conversa, eis que volta a luz, clareando tudo, ferindo os olhos dos quatro enquanto a máquina dava sinal de vida e as crianças corriam ligar a TV.

Tempos modernos…

Imagens: 1) assimquesefaz.com; 2) wall street journal; 3) freebeacon.com; 4) velhostemposontwitter

“DIANTE DAS CÃS TE LEVANTARÁS, E HONRARÁS A FACE DO VELHO, E TERÁS TEMOR DO TEU DEUS. EU SOU O SENHOR.” Levítico, 19- 32

 

 

 

 

 

 

2 comentários em “CONVERSAS NO ESCURO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s