EXPO LIVRO

Gosto de andar pelas ruas da cidade e vou assim, meio devagar, mas observando tudo ao redor.

E foi assim que olhando ao longe, no meio da praça, vejo…

-Não, não pode ser! Um ônibus de livros?

Vou chegando mais perto e…

-Sim, sim é um ônibus de livros!

Entro curiosa e o que vejo é tudo tão claro, limpo, ar condicionado (lá fora um calor enorme), mesas, cadeiras, TV, sofás e livros, muito livros!

Converso então com o casal que me recebe, Milton e Juracema, que me contam sobre tudo aquilo que meus olhos extasiados veem.

Esse projeto se chama INSTITUTO VIDA PARA TODOS (www.institutovidaparatodos.org.br) que leva para inúmeras cidades essa biblioteca ambulante.

Os livros, para adultos, jovens e crianças, são especialmente cuidados e editados em sua própria editora (EDITORA ÁRVORE DA VIDA) onde também circula um jornal mensal e que está em sua 300º edição.

Eles ficam, dependendo da disponibilidade do local, em média 20 dias; vieram de Foz do Iguaçu e seguem daqui para Guarapuava.

Também apresentam palestras e peças teatrais durante a permanência na cidade.

Não são ligados a nenhuma denominação e sua visão é “apresentar ao público cristão um jornal totalmente bíblico, com diversos temas da vida cristã e que suprisse espiritualmente vários segmentos de pessoas.”

Todos os livros trazem mensagens de amor, incentivo, união e outras.

Nesse livro infantil que comprei, Luva Lulu, “ensina a criança a ser perseverante na busca de objetivos e a não desanimar diante das dificuldades”.

Passei momentos tão agradáveis nesse local e só me entristeci por ninguém ter entrado enquanto permaneci ali…

Um presente para a cidade e tomara muitos ainda descubram e cheguem até lá para o receber!

“DISSE JESUS: IDE POR TODO MUNDO, PREGAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA.” Marcos, 16- 15

 

 

 

DIA DE REIS

“E tendo nascido Jesus em Belém da Judéia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do Oriente a Jerusalém, e perguntaram: onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos a adorá-lo.” Mateus, 2- 1 e 2.

Os três reis magos da Bíblia que teriam estado entre os primeiros visitantes do menino Jesus, só são mencionados em um dos quatro evangelhos, o de Mateus.

Cerca de 800 anos depois do nascimento de Jesus, eles ganharam nomes e locais de origem: Melchior, rei da Pérsia; Gaspar, rei da Índia; e Baltazar, rei da Arábia.

Não há nenhuma evidência de que eles tenham existido; e mesmo, segundo a Bíblia, não dá para dizer que eles eram três, nem que eram reis.

Do texto original, sabe-se apenas que eram mais de um, porque a citação está no plural.

Como o grupo levou três presentes (ouro, incenso e mirra), a tradição acabou deixando a ideia de que cada um teria trazido um tesouro para o bebê.

Afinal, devemos aos magos até a tradição de dar presentes no Natal!

(Super.abril.com.br)

Imagens: 1) todamateria.com.br; 2) acporto.wordpress.com; 3) revistavies.com.br

“E, ENTRANDO NA CASA, ACHARAM O MENINO COM MARIA, SUA MÃE, E, PROSTRANDO-SE, O ADORARAM; E, ABRINDO OS SEUS TESOUROS, LHE OFERTARAM DÁDIVAS: OURO, INCENSO E MIRRA.” Mateus, 2- 11

POESIA DE NATAL

POESIA DE NATAL

Enfeite a árvore de sua vida

com guirlandas de gratidão!

Coloque no coração laços de

cetim rosa,

amarelo, azul, carmim,

decore seu olhar com luzes

brilhantes

estendendo as cores em seu

semblante.

_____

Em sua lista de presentes

em cada caixinha embrulhe

um pedacinho de amor,

carinho,

ternura,

reconciliação,

perdão!

_____

Tem presente de montão

no estoque do nosso coração

e não custa um tortão!

A hora é agora!

Enfeite seu interior!

Sejas diferente!

Sejas reluzente!

CORA CORALINA

“Cora Coralina, pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas nasceu na Cidade de Goiás, em 20 de agosto de 1889 e foi uma poetisa e contista.

Considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras, ela teve seu primeiro livro publicado em junho de 1965 (Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais) quando já tinha quase 76 anos de idade, apesar de escrever seus versos desde a adolescência.

Mulher simples, doceira de profissão, tendo vivido longe dos grandes centros urbanos, alheia a modismos literários, produziu uma obra poética rica em motivos do cotidiano do interior brasileiro, em particular dos becos e ruas históricas de Goiás.” (Wikipédia)

Já são muitos Natais que passo escrevendo mensagens aqui no blog.

Se quiser reler algumas, basta clicar nos endereços abaixo.

Sobre o Natal– de minha autoria

Não Havia Lugar– meu pai, Rossine Sales Fernandes

Reflexões Natalinas I

Reflexões Natalinas II

Reflexões Natalinas III

Imagens: 1) casashopping.com; 2) pensador.com

“PORQUE ME FEZ GRANDES COISAS O PODEROSO; E SANTO É O SEU NOME. E A SUA MISERICÓRDIA É DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO SOBRE OS QUE O TEMEM.”-(Cântico de Maria)- Lucas, 1- 49 e 50.

 

O SILÊNCIO DAS MONTANHAS

Faz tempo que não coloco um livro como indicação de leitura…

O último foi “Um Presente da Tiffany“, em 11 de dezembro do ano passado.

Isso não quer dizer que não tenho lido, só que nem sempre dá tempo para colocar alguma coisa (ainda bem que tenho muitos assuntos).

Mas vamos lá!

Gosto de ler o livro e depois que passa algum tempo, releio novamente, e assim foi com esse, 4 anos depois.

Gostei mais dessa última leitura que fiz.

É assustador saber da miséria e dor porque passam povos longe de nos!

Ouvimos notícias da TV, mas lendo as histórias de crianças sendo vendidas, famílias separadas por continentes, mortes trágicas, nos faz parar e pensar naquilo que estamos lendo.

Mais uma razão porque gosto de ler: posso parar a leitura e pensar.

O autor, Khaled Hosseini ficou mundialmente conhecido com o “O Caçador de Pipas”, até levado às telas de cinemas.

“Hosseini tem o mágico poder de escrever livros que emocionam” (Financial Times).

E esse livro em particular, conta sobre famílias, e esse sentimento nos toca mais profundamente e, como a “fala” de um de seus personagens diz, “o tempo é como um encantamento; a gente nunca tem o quanto imagina.”

E é aqui em minha casa, já toda enfeitada para o Natal de Jesus, é que termino de ler mais um livro pensando em como seria bom fazer do livro um belíssimo e inesquecível presente para as festas de final de ano.

E aqui estou eu, fazendo propaganda dos meus livros: o de poesias “Um Pouco de Mim” e o infantojuvenil “O Nasquimi Dourado e outras histórias” à venda na Livraria Amo Livros !!!

“POIS TU TENS SUSTENTADO O MEU DIREITO E A MINHA CAUSA; TU TE ASSENTASTE NO TRIBUNAL, JULGANDO JUSTAMENTE.” Salmos, 9- 4

 

 

DOCE DE ABÓBORA EM CALDA

Já coloquei aqui o doce de abóbora que faço com coco, mas nunca tinha feito em pedaços.

Agora com a facilidade da Doniro Frut, fui experimentar e adorei!

A abóbora já vem pré cozida e o primeiro passo é retirar todo o líquido contido na embalagem e lavar em água corrente.

Coloque em uma panela com água até cobrir todo o produto e deixe ferver por vinte minutos.

Após isso, escorra toda a água da panela e acrescente água morna até cobrir todo o produto novamente.

Adicione 800 gramas de açúcar, canela em pau e alguns cravos.

Deixe ferver até a calda adquirir uma consistência desejada.

Aí você pode colocar em uma compoteira…

Ou em um vidro…

E até dar de presente…

Como eu fiz…

Sirva sempre com um queijo branco de minas ou creme de leite.

Não há quem não goste!

“SENHOR, TEM MISERICÓRDIA DE NÓS! POR TI TEMOS ESPERADO; SÊ TU O NOSSO BRAÇO CADA MANHÃ, COMO TAMBÉM A NOSSA SALVAÇÃO EM TEMPOS DE TRIBULAÇÃO.” Isaías, 32- 2

 

UM XALE DE CROCHÊ PARA ROSE

E não é só de “Comidinhas”, tricôs, livros e blog que eu vivo… ainda faço crochê!

E sabe aquela amiga que faz TUDO por você e tem TUDO e você não sabe o que pode fazer para agradecer?

Ainda bem que o tempo esfriou um pouquinho e me lembrei que poderia fazer um xale para dar a ela de presente.

Foi o que fiz!

E quando ela passou aqui em casa, dei e fotografei!

Bom, usei 2 novelos da lã Cisne (Todo dia com você), Vitória Quintal, 100g e agulha de crochê 3,5.

Esse xale fica gostoso para ser usado jogado sobre uma camisa, dando assim aquele ar aconchegante e romântico do outono.

O ponto.

Fica bem lindo o trabalho.

E aqui minha amiga Rose, bem feliz com o presente!

Que bom que acertei!!!

“BEM-AVENTURADO AQUELE QUE TEME AO SENHOR E ANDA NOS SEUS CAMINHOS! POIS COMERÁS DO TRABALHO DAS TUAS MÃOS, FELIZ SERÁS, E TE IRÁ BEM.” Salmos, 128- 1 e 2.

NORMALISTAS 66

Em outubro de 2015 na série que escrevi sobre “Cidades onde Morei: 8- Curitiba (1ª Parte)“,  já falo um pouco sobre como foi estudar no Instituto de Educação do Paraná.

E em setembro desse ano escrevi sobre “50 Anos!!! Já???, onde escrevo sobre o ano de 1966, quando nos formamos no curso de Magistério.

instituto

(Instituto de Educação do Paraná)

E, agora, em 05 de novembro, pudemos nos encontrar, isso depois de nos comunicarmos e marcar dia, horário e local do encontro.

E lá fomos nós: curiosas para saber como estariam nossas colegas, depois de 50 anos sem nos encontrarmos…

Surpresa: as “meninas” estavam ótimas!!!

E vamos começar, por ordem alfabética, postar algumas fotos e  curiosidades sobre cada uma que esteve presente no encontro.

image

Beatriz, casada, formada em Administração, 2 filhos (Luiz Gustavo- advogado e Thais- administradora) e uma neta, Isadora.

image

Carmen, casada, 2 filhos (Paulo Henrique- médico e Luiz Gustavo- advogado) e dois netos (Lívia e Bernardo).

image

Joia, formada em Letras e dois filhos (David- advogado e Luciana- juíza) e 4 netos sendo 3 meninas e um menino.

image

Maria de Lourdes, casada, cursou Economia e tem duas filhas (Flávia, que mora em Luxemburgo e Márcia- advogada) e um neto, Davi.

image

Eu, Sílvia, formada em Letras, com 3 filhos (Viviane- arquiteta, Fabiane- jornalista e Paulo Emílio- veterinário)e quase 4 netos: Isadora, Heitor, Cesar e Daniel ( que chega em janeiro).

Eu mesma tirei essas fotos, assim na hora, e a Maria de Lourdes, tirou essa minha.

Isso tudo em meio a conversas, risadas, lembranças, e um sem número de celulares onde eram mostrado fotos dos filhos e netos…

Infelizmente, mais 4 amigas com as quais contávamos, não puderam comparecer: 

Cleide Duda Taborda, Mirian Murray, Nadzieja Didycz e Sonia Mercer.

image

Fomos ao restaurante Coco Bambu e nos deliciamos com o peixe e camarão  servidos.

E até lembrancinhas tivemos!

image

O curioso é que íamos lembrando aos poucos de tantas coisas que pareciam estar em alguma gavetinha do passado: eram nomes de professoras, curiosidades, travessuras e tantas coisas para rir e lembrar…

image

Foi realmente um encontro produtivo: criamos até um grupo de WhatsZapp e passado alguns dias,continuamos a nos comunicar com tanto carinho e doçura!

É… os 50 anos se passaram, mas aquela antiga convivência de uma época tão marcante, ficou, renovou-se e tenho certeza que vai continuar até o fim de nossas vidas! 

“SENHOR, TU TENS SIDO O NOSSO REFÚGIO, DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO. ANTES QUE OS MONTES NASCESSEM, OU QUE TU FORMASSES A TERRA E O MUNDO, SIM, DE ETERNIDADE A ETERNIDADE, TU ÉS DEUS.” Salmos, 90- 1 e 2

 

NÃO HAVIA LUGAR…

Desejando a todos os leitores um feliz Natal, compartilho a poesia do livro “Antes que escureça o sol”, do meu pai Rossine Sales Fernandes.

presépio

Não havia lugar…

Por decreto de César Augusto,

para o Censo a Belém vão chegando

peregrinos,que buscam pousada…

As pensões já se encheram de gente

que procede de todos os lados.

—–

Na cidade o ambiente é festivo.

Como se fosse um dia de gala,

vibra e canta a pacata Belém.

Há nas ruas e casas ruído,

um nervoso e incessante vaivém…

—–

E não sabem que um santo casal,

recém chegado de Nazaré,

ansioso procura um lugar

onde possa dormir, descansar,

ao abrigo do frio da noite.

—–

Hospedagem nenhuma conseguem;

são estranhos, coitados, e humildes.

Fossem ricos, lugar achariam

em pensões ou qualquer estalagem:

boas camas e pão lhes dariam…

—–

Ou soubesse Belém que o Messias

-velho sonho de todos os crentes,

proclamado na voz dos Profetas,

esperança de todas as gentes,

Redentor desejado e querido,

—–

nessa noite devia nascer…

Se Belém o soubesse, daria

o melhor dos seus bens ao casal,

hospedando José e Maria.

Entretanto, lugar não lhes dá…

—–

Também hoje é assim, por igual:

há lugar para festas, banquetes;

para tudo há lugar no Natal

(sejam ricos ou pobres os pais),

menos guarida para Jesus…

—–

Entre si todos trocam presentes

e surpresas, com lindos cartões…

Só se vê rosto alegre, e não triste,

há sorrisos e abraços profusos.

Mas prá Cristo lugar não existe…

—–

Muitos outros lhe fecham a porta

tão somente por falta de luz:

se Belém desprezou a Jesus,

muitos hoje ao Senhor desconhecem

e suas portas lhe cerram sem dó…

—–

Sua história e seu nome bem sabem,

seu Natal comemoram, felizes,

o Evangelho já leram por alto

e cristãos e “bonzinhos” se dizem,

mas a Cristo, o Senhor, desconhecem…

—–

Não provaram de Cristo o poder,

não aceitam o amor do Senhor,

nunca viram milagres da graça,

nem seus lábios cantaram louvor,

nem buscaram de Deus o perdão.

—–

Podem ser bons e mesmo sinceros,

mas a Lei do Senhor menosprezam,

e, descrentes de todos os credos,

seus sagrados ensinos desprezam,

não deixando lugar prá Jesus…

—–

Ó Brasil, como é triste o teu fado,

por não teres de Deus o temor

e a Jesus como Rei e Senhor!

Por que razão assim te amesquinhas,

em contraste com tua grandeza?

—–

Meus irmãos, trabalhemos com fé:

ao “gigante que dorme” acordemos,

difundamos de Cristo a doutrina.

Com a palavra e conduta mostremos

como é bom hospedar a Jesus!

—–

Té que um dia, afinal, nesta Pátria

possa Cristo encontrar um lugar,

e assim venha de fato a reinar

nos palácios de nobres senhores

e nas rudes choupanas da plebe.

—–

Evitemos que um dia, no Além,

a justiça divina declare:

-Não terás lugar tu também; 

dei-te tempo bastante na terra

para o bem praticares somente,

—–

para a graça divina aceitares

e no amor e na luz caminhares; 

mas tu mesmo por ti te condenas,

pois em teu coração tão ingrato,

a Jesus nunca deste lugar…

oração

Procurem outros assuntos no blog: Reflexões Natalinas I, Reflexões Natalinas II e Reflexões Natalinas III.

Imagens: 1) catolicosribeiraopreto.com; 2) jobnascimento.blogspot.com

” E DEU À LUZ O SEU FILHO PRIMOGÊNITO, E ENVOLVEU-O EM PANOS, E DEITOU-O NUMA MANJEDOURA, PORQUE NÃO HAVIA LUGAR PARA ELES NA ESTALAGEM.” Lucas, 2- 7

MUITA CULTURA NO CENTRO DE CAPE TOWN

Que presente para esse blog e para todos os leitores dele!

Não é à toa que temos o slogan: ” um encontro da culinária com a cultura”!

Então, vamos caminhar com minha filha Fabiane, pelas ruas e bairros dessa cidade encantadora!

” Vivenciando um pouco da história dessa cidade apaixonante”

“Tenho aproveitado minhas tardes de folga para fazer diversos passeios que não tive a oportunidade da primeira vez que estive aqui.

E durante a semana sempre é melhor, porque tem menos turistas. Além disso, o sol e calor têm sido grandes companheiros nessas aventuras!

FOTO 1

(Árvores centenárias dividem a atenção com a Table Mountain, ao fundo)

Sendo assim, vou contar um pouco da minha programação cultural, por parques, museus e castelos!

E tudo isso no centro da cidade, chamado de City Bowl.
A primeira parada foi no Company Garden, um parque lindo perfeito para fazer um picnic ou simplesmente descansar embaixo de uma das centenas de árvores. O espaço é o jardim público mais antigo da África do Sul, fundado há mais de 350 anos.

Além de mais de oito mil espécies de plantas, ele tem tanques de peixes, jardins de rosas e viveiros.

O mais legal são os esquilos, que ficam subindo e descendo das árvores, e parecem treinados. Eles não têm medo das pessoas, e se você estiver com comida eles sobem no seu ombro para pegar um pedaço. Muito fofos, fazem a alegria das pessoas, principalmente crianças, que passam pelo local.

O parque fica na Queen Victoria Street, mesmo lugar de outros importantes pontos culturais situados no corredor de belíssimos carvalhos, chamado Government Avenue.

FOTO 2

(Aproveitando a sombra na Government Avenue)

O primeiro deles é a St. George´s Cathedral, igreja anglicana de 1901.

A construção é linda, feita de pedras e janelas com vitrais. Na sequência, logo ao lado, está a National Library, que guarda coleções privadas super valiosas, como a do antigo governador do Cabo, sir George Grey.

FOTO 3

(Uma parte da fachada da Catedral)

Andando mais um pouco, fica a The Houses of Parliament, sede oficial do governo sul-africano.

As casas foram construídas em 1884 para abrigar a Assembleia Legislativa da Colônia do Cabo.

FOTO 4

(Sede oficial do governo sul-africano)

Na mesma avenida fica o South African National Gallery, um antigo casarão que reúne coleções de arte moderna e contemporânea, esculturas e fotos.

O acervo permanente do local é de 6.500 quadros. O ingresso custa 30 rands (R$ 8,00). Como fui durante a semana o local estava vazio, o que possibilitou que eu pudesse aproveitar bastante todas as salas.

FOTO 5

(South African National Gallery)

Um pouco mais à frente fica o South African Museum and Planetarium.

O museu foi fundado em 1897 e mostra a maior coleção de historia natural da África do Sul, e por isso é o mais importante museu de Cape Town. O lugar vale a visita. Extremamente bem organizado, é divido em espaços como pré-história, era dos dinossauros, mamíferos, aves e fundo do mar.

O ingresso custa 30 rands. No mesmo prédio fica o Planetário, que apresenta um programa diverso sobre as maravilhas do universo (ingresso 40 rands – R$ 10,00).

FOTO 6

(South African Museum and Planetarium, a maior coleção de história natural do país)

Não muito longe dali, também no centro, fica o Castle of Good Hope.

Construído entre 1666 e 1679, é o edifício mais antigo da África do Sul. Hoje o espaço abriga o Museu Militar, bem como os regimentos e unidades da National Defence Force. O ingresso custa 30 rands.

FOTO 7

(Fachada do Castelo, edifício mais antigo da África do Sul)

O espaço está em reforma, mas mesmo assim a visita foi válida.

O que mais me impressionou foi a conservação das salas e móveis, bem como a câmara de tortura, onde não consegui ficar por mais de um segundo. Totalmente claustrofóbico!

FOTO 8

(Vista interna do Castelo)

Dos corredores das muralhas a vista também é linda, tendo a Table Mountain de um lado, a Grand Parade (uma enorme praça) e a Prefeitura da cidade, um prédio lindo de 1905, em estilo renascentista italiano.

FOTO 9

(Grand Parede e do lado esquerdo a Prefeitura de Cape Town)

A vantagem de morar em cidades como Cape Town é que você pode aproveitar lugares que não são muito comuns aos turistas.

Vivenciar o dia a dia da cidade está me proporcionando a oportunidade de conhecer mais da história e da cultura local.

Um verdadeiro presente para mim!”

foto 10

(Muralhas do Castelo)

“BEM-AVENTURADO O HOMEM QUE ACHA SABEDORIA, E O HOMEM QUE ADQUIRE CONHECIMENTO.” Provérbios 3- 13

FAMÍLIA DW

Aproveitando uns dias de “merecidas” férias, fui conhecer um Empório novinho em folha.

Sabe aquele lugar em que você quer ficar horas olhando tudo, provando tudo e comprando TUDO?

Pois é… o lugar é esse!

dw 008Fui atendida por três rapazes super gentis com um avental verde e um grande sorriso!

Aí me mostraram: vinhos e queijos nacionais e importados, massas frescas e pratos congelados, pães, bolos e tortas, salames e copas especiais, sorvetes, trufas e chocolates (achei o meu Lindt preferido), além de cestas para presentes.

EmpórioUm bom gosto enorme na decoração com grandes rodas de carroça como luminárias, na disposição das iguarias e nas cestas de vime que me deram na entrada e que saiu cheia.

DWIsso tudo você vai encontrar no Shopping Salgado Filho, ali no Guabirotuba.

Avenida Senador Salgado Filho, 1385

Fones: 3296-7331 e 3344-8448

Eles abrem no domingo pela manhã, OK?

Vale a pena uma visita!!!

Observação: todos ali são meus sobrinhos!!!