UM DIA A SER LEMBRADO!

Uma adivinhação: qual é o resultado de um céu imensamente azul + um sol tremendamente amarelo + árvores muito verdes?

Quem respondeu uma Bandeira do Brasil, acertou!!!

árvores

Foi assim que começamos: em verde, amarelo e azul e acabamos chegando cedo demais (a ansiedade era tanta…), queríamos ver esse dia em que o nosso país não se calou!

carro de som

O carro de som já estava posicionado na praça em frente a Matriz.

imprensa

A Imprensa também!

chegando gente

E, aos poucos, as pessoas vão chegando!

cavaleiros

cavalo

Cavaleiros vindo de longe…

E tudo na mais perfeita ordem!

rotary

Um grupo do Rotary da cidade…

criança

Crianças com balões nas cores da bandeira (esse é o Pedro, filho de amigos nossos).

drones

dro

E de repente… drones sobrevoando!

E são tantas cores: até os cãezinhos se vestem assim!

cachorro

cão

E mais pessoas vão chegando!

muita gente

mais gente

PE

(Paulo Emílio na frente de um casal que eu quis fotografar…)

E claro, não podia deixar de ter as justas homenagens: ao herói Sérgio Moro.

moro

E ao ex presidente…

Lulalá

E foi quando todos a uma só voz oramos a oração que Jesus nos ensinou, seguida do Hino Nacional Brasileiro, é que sentimos a verdadeira razão de sermos patriotas, lutando por um país melhor, sem corrupção, onde pessoas menos favorecidas tenham realmente uma esperança em seus corações.

nós

Por isso, com orgulho podemos dizer: nós estivemos ali!

“ENTREGA O TEU CAMINHO AO SENHOR: CONFIA NELE E ELE TUDO FARÁ. E ELE FARÁ SOBRESSAIR A TUA JUSTIÇA COMO A LUZ; E O TEU JUÍZO COMO O MEIO DIA.” Salmos, 37- 5 e 6..

TRAUMAS DE UMA MUDANÇA

Resolvida comigo mesma, decido: vou me mudar!

De cidade!

Começo por pedir caixas que vou juntando pelo corredor e enchendo com livros (são tantos!); com papéis, contas pagas do ano de 2009 que vou rasgando e colocando em inúmeras sacolas de plástico para por fora.

cAIXAS

Prá que guardar tanta coisa? Me pergunto.

E são roupas que não uso há tanto tempo, brinquedos que meus netos nem se interessam mais e caixinhas de qualquer coisa, cartões, latinhas e um sem número de coisas inúteis que estavam a encher gavetas.

Passei dias selecionando o que levar, isso sem falar nas fotos antigas que estavam num armário e que levei horas revendo, chorando e guardando tudo de novo para levar tudo outra vez…

Aí preciso arrumar um caminhão de mudança.

Isso até que não foi difícil (os preços não variam muito), mas o que me pediram?

Ir até a URBS pedir autorização para o caminhão estacionar na rua em frente ao meu prédio.

Caminhão

E lá fui eu.

Depois de dar um monte de informações ainda precisei pagar uma DARF na lotérica e…voltar lá de novo para aí sim pegar a bendita autorização, mas não parou por aí: tem que comprar cartões do ESTAR para colocar no dito caminhão enquanto estiver ali parado.

Aí você vai à Net pedir cancelamento, à Copel pedir desligamento, ao Síndico pagar a autorização da mudança!

Tudo bem, você chega na nova cidade, nova casa e começa tudo de novo!

Desempacota tudo, prega quadros na parede, arruma gavetas, coloca varal, compra bujão de gás (para quem sempre morou em prédio com central de gás, isso é novidade), instalar chuveiros, comprar lâmpadas, tanque de lavar roupa, mangueira para lavar calçadas, cortinas, etc, etc, etc.

antena

E aí começa outra maratona: instalar TV a cabo, mudar o celular, colocar telefone fixo, arrumar jardineiro, diarista, salão…

Gente, o que significa tudo isso?

47 dias hoje que estou morando aqui e nesse dia é que vieram instalar minha internet!

Eu estava ficando maluca sem ela!

Mas agora, sentadinha em frente ao meu amado computador, posso então voltar a escrever tudo isso para vocês!

Até que enfim!!!

computador

Imagens: 1)tempodeconstruir2014.blogspot.com; 2)esposamulhervirtuosa.blogspot.com; 3)br.freepik.com; 4)utentes.colorir.com

“NÃO ESTEJAIS INQUIETOS POR COISA ALGUMA; ANTES, AS VOSSAS PETIÇÕES SEJAM EM TUDO CONHECIDAS DIANTE DE DEUS, PELA ORAÇÃO E SÚPLICAS, COM AÇÃO DE GRAÇAS.” Filipenses, 4-6

ANTONINA, SUA LINDA!!!

Duas amigas de muitos anos, com a família distante, mas com muita disposição para passar de 2015 para 2016 em um lugar calmo e com alguma mordomia, fazem a reserva e rumam para o Camboa Capela Hotel em Antonina.

As amigas?

Eu e Débora.

1

(Prontas para a ceia)

Já escrevi diversas vezes aqui sobre essa cidade (poesia sobre Antonina; Cidades onde morei; O dia em que conheci o mar) onde vivi dos meus 12 aos 15 anos, mas sempre é gostoso reviver momentos, passar por ruas tranquilas e descobrir novos lugares.

4 (2)

2

3

(Vejam esse lugar: parece ter saído das páginas de algum romance…)

5

Agora, preparem-se para ver o que,andando pela rua, encontrei:

Uma PHARMACIA!!!

6

7

8

9

10

Linda, não?

E, como os dias estavam quentes, aproveitamos a piscina!

12

13

14

(Aqui o hotel visto da passarela)

Uma novidade para mim, foi esse totem construído em homenagem à cidade.

Cada placa é de um ponto turístico dela.

15

Vejam a foto linda que consegui ao anoitecer!

16

Abaixo algumas fotos da Prainha e Ponta da Pita.

17

18

E caminhando, encontrei a Nicole Buchler, fotógrafa profissional, filha de uma amiga e xará e que gentilmente fez nossa foto.

20

E essa, abaixo, é para recordar os tempos em que eu passeava por essa pracinha com minhas amigas do ginásio…

21 (3)

E entramos no novo ano em grande estilo e fazendo novos amigos, como a Gina e seu filho Affonso.

22

Que 2016 nos traga paz, saúde, viagens e muitas alegrias!!!

“CANTAREI AO SENHOR, PORQUANTO ME TEM FEITO MUITO BEM!” Salmos, 13-6

 

CIDADES ONDE MOREI: 11- CAMPO MOURÃO

No final da 10ª cidade, escrevi que saímos em cinco pessoas dali, mas uma ainda estava em minha barriga…

Viemos para Curitiba onde meu caçula nasceu e aí sim, após quinze dias fomos para nossa nova cidade: Campo Mourão!

CampoMouro-pr

Em 2014 sua população foi estimada em 92.300 habitantes e numa pesquisa recente, a cidade foi classificada em quarto lugar do Paraná como melhor para se viver!

mapa

Ali ficamos quase seis anos e foi onde meus filhos passaram uma infância alegre, desfrutando um quintal grande, brincando com amigos, andando de bicicleta, indo a piscina de clubes e começando a vida escolar.

Uma festa que se tornou conhecida em todo Brasil, é a do Carneiro no Buraco, criada na década de 60 e que acontece sempre no mês de Julho e reúne pessoas de todo canto.

carneiro no buraco

Hoje em dia, Campo Mourão possui 4 instituições de Ensino Superior além da sede da maior cooperativa do Brasil e a 3ª maior do mundo- a Coamo.

igreja e fonte

Foi com tristeza que deixamos essa cidade, mas o futuro nosso estava na capital e é para lá que fomos: Curitiba.

Imagens: 1) http://www.skyscrapercity.com; 2) pt.wikipedia.org; 3) http://www.copa2014.pr.gov.br; 4) assesa.sanepar.com.br

” PORQUE O SENHOR NÃO VÊ COMO VÊ O HOMEM. POIS O HOMEM VÊ O QUE ESTÁ DIANTE DOS OLHOS, PORÉM O SENHOR OLHA PARA O CORAÇÃO.” ISamuel 16- 7

NÃO HAVIA LUGAR…

Desejando a todos os leitores um feliz Natal, compartilho a poesia do livro “Antes que escureça o sol”, do meu pai Rossine Sales Fernandes.

presépio

Não havia lugar…

Por decreto de César Augusto,

para o Censo a Belém vão chegando

peregrinos,que buscam pousada…

As pensões já se encheram de gente

que procede de todos os lados.

—–

Na cidade o ambiente é festivo.

Como se fosse um dia de gala,

vibra e canta a pacata Belém.

Há nas ruas e casas ruído,

um nervoso e incessante vaivém…

—–

E não sabem que um santo casal,

recém chegado de Nazaré,

ansioso procura um lugar

onde possa dormir, descansar,

ao abrigo do frio da noite.

—–

Hospedagem nenhuma conseguem;

são estranhos, coitados, e humildes.

Fossem ricos, lugar achariam

em pensões ou qualquer estalagem:

boas camas e pão lhes dariam…

—–

Ou soubesse Belém que o Messias

-velho sonho de todos os crentes,

proclamado na voz dos Profetas,

esperança de todas as gentes,

Redentor desejado e querido,

—–

nessa noite devia nascer…

Se Belém o soubesse, daria

o melhor dos seus bens ao casal,

hospedando José e Maria.

Entretanto, lugar não lhes dá…

—–

Também hoje é assim, por igual:

há lugar para festas, banquetes;

para tudo há lugar no Natal

(sejam ricos ou pobres os pais),

menos guarida para Jesus…

—–

Entre si todos trocam presentes

e surpresas, com lindos cartões…

Só se vê rosto alegre, e não triste,

há sorrisos e abraços profusos.

Mas prá Cristo lugar não existe…

—–

Muitos outros lhe fecham a porta

tão somente por falta de luz:

se Belém desprezou a Jesus,

muitos hoje ao Senhor desconhecem

e suas portas lhe cerram sem dó…

—–

Sua história e seu nome bem sabem,

seu Natal comemoram, felizes,

o Evangelho já leram por alto

e cristãos e “bonzinhos” se dizem,

mas a Cristo, o Senhor, desconhecem…

—–

Não provaram de Cristo o poder,

não aceitam o amor do Senhor,

nunca viram milagres da graça,

nem seus lábios cantaram louvor,

nem buscaram de Deus o perdão.

—–

Podem ser bons e mesmo sinceros,

mas a Lei do Senhor menosprezam,

e, descrentes de todos os credos,

seus sagrados ensinos desprezam,

não deixando lugar prá Jesus…

—–

Ó Brasil, como é triste o teu fado,

por não teres de Deus o temor

e a Jesus como Rei e Senhor!

Por que razão assim te amesquinhas,

em contraste com tua grandeza?

—–

Meus irmãos, trabalhemos com fé:

ao “gigante que dorme” acordemos,

difundamos de Cristo a doutrina.

Com a palavra e conduta mostremos

como é bom hospedar a Jesus!

—–

Té que um dia, afinal, nesta Pátria

possa Cristo encontrar um lugar,

e assim venha de fato a reinar

nos palácios de nobres senhores

e nas rudes choupanas da plebe.

—–

Evitemos que um dia, no Além,

a justiça divina declare:

-Não terás lugar tu também; 

dei-te tempo bastante na terra

para o bem praticares somente,

—–

para a graça divina aceitares

e no amor e na luz caminhares; 

mas tu mesmo por ti te condenas,

pois em teu coração tão ingrato,

a Jesus nunca deste lugar…

oração

Procurem outros assuntos no blog: Reflexões Natalinas I, Reflexões Natalinas II e Reflexões Natalinas III.

Imagens: 1) catolicosribeiraopreto.com; 2) jobnascimento.blogspot.com

” E DEU À LUZ O SEU FILHO PRIMOGÊNITO, E ENVOLVEU-O EM PANOS, E DEITOU-O NUMA MANJEDOURA, PORQUE NÃO HAVIA LUGAR PARA ELES NA ESTALAGEM.” Lucas, 2- 7

CIDADES ONDE MOREI: 10- IPORÃ

Pois é… além do sorvete Kibon (ver o final do texto Formosa d’Oeste) a cidade nos ofereceu muitos amigos.

Éramos todos muito jovens e morando longe de nossas famílias e isso fazia com que nos aproximássemos mais.

Lá ficamos seis anos.

rua em iporã

Iporã vem do tupi que significa “rio bonito”= y (rio) e porang (bonito).

Sua população em 2013 é de 15.078 habitantes.

mapa

O asfalto chegava até lá e com a proximidade da cidade de Guaíra, pude conhecer as famosas Sete Quedas que desapareceu com a construção da usina hidrelétrica da Itaipu.

SETE_QUEDAS_4_A

E se eu em Formosa tive uma primeira notícia maravilhosa (a gravidez da minha primeira filha), em Iporã foram duas!

Anos 70, começo da TV em preto e branco e poucas atrações para as crianças; então elas brincavam no quintal, tomavam banho em bacias improvisadas no terraço porque o calor era muito!

As festas de aniversário começavam a ser preparadas bem antes porque não existiam casas de festa como hoje e eu guardava copinhos de iogurte para transformá-los em enfeites para a mesa…

Chamava as crianças vizinhas e ensaiava com elas peças de teatro e músicas, transformava a sala em auditório e amarrava cortinas para a apresentação.

E tudo era uma festa!!!

Assim quando saímos dali rumo a Campo Mourão, uma cidade bem maior, nossa família já se compunha de cinco pessoas! 

canteiros em iporã

Imagens: 1) wikimapia.org; 2) pt.wikipedia.org; 3) http://www.amerios.com.br

“E REPOUSARÁ SOBRE ELE O ESPÍRITO DO SENHOR, E O ESPÍRITO DE SABEDORIA E DE INTELIGÊNCIA, E O ESPÍRITO DE CONSELHO E DE FORTALEZA , E O ESPÍRITO DE CONHECIMENTO E DE TEMOR DO SENHOR.” Isaías, 11- 2

 

A PRISÃO DE MANDELA

Tá bom! Sei que vou “chover no molhado” como dizem, mas esse post de hoje está demais!

Fiquei emocionada ao ver as fotos e acompanhar essa aventura com minha filha Fabiane Prohmann até um passado nem tão distante.

Tenho certeza que vocês vão ler com a mesma emoção que eu também senti ao ler!

Seguindo os passos de Mandela

Eu tinha muita vontade de conhecer Robben Island, mas na minha primeira vinda a Cape Town acabei não indo, porque estava com minha irmã, meu cunhado e meus sobrinhos pequenos. E lá, na minha opinião, não é um lugar para crianças, apesar de não ser proibido.

1

(Robben Island, no centro, ao fundo, vista da Table Mountain)

O valor do ingresso é de 300 rands (R$ 80,00), e inclui a travessia, o passeio de ônibus com um guia, a visita ao presídio de segurança máxima, incluindo a cela onde Nelson Mandela ficou preso, e a oportunidade de conhecer um ex-prisioneiro político da ilha.

2

(Barco que leva os turistas de Cape Town a Robben Island)

Robben significa ‘ilha das focas’, mas confesso que não vi nenhuma, apenas pinguins. Desde 1999 o local é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. A ilha, localizada a 11 quilômetros da cidade, está na lista do Cape Town Big 6 – os seis pontos mais importantes para os turistas, junto com a Table Mountain, V&A Waterfront, Groot Constantia, Cape Point e Kirstenbosch.
Sem dúvida o preso mais famoso de Robben Island é Nelson Mandela, e por isso o lugar atrai tantos turistas – são cerca de 700 por dia na baixa temporada e 2.000 na alta.
O barco sai de Waterfront, ao lado da Clock Tower, e a travessia dura cerca de trinta minutos. A viagem é tranquila, o barco é grande e confortável e você pode ficar do lado de fora para aproveitar a paisagem – é lindo ver Cape Town de um outro ângulo, tendo o mar como cenário principal, a cidade, e a Table Mountain ao fundo.

3

(Cape Town vista do barco)

Ao desembarcar, peguei um dos ônibus para começar o tour pela ilha. Para quem não fala inglês o passeio fica prejudicado, já que todas as informações sobre as construções e a história dos lugares são dadas em inglês pelo guia. Entre os pontos principais, a igreja, a escola, o cemitério, a vila, o farol, o hospital e a prisão.

4

(Entrada do presídio de segurança máxima, onde ficavam os presos políticos)

A história da ilha é de sofrimento, e para mim foi impossível não imaginar momentos terríveis que milhares de pessoas passaram lá. Antes de se tornar famosa, Robben abrigou prisioneiros políticos no início do século XVII, depois foi base militar dos ingleses, até voltar a ser prisão. Entre 1910 e 1960, a ilha passou a receber os doentes de lepra de todo o país. O cemitério dos leprosos é um dos pontos visitados. A prisão para os contrários ao regime do apartheid começou a funcionar a partir de 1960 e foi desativado em 1991. Mas Robben ficou mundialmente conhecida em 1963, quando Nelson Mandela foi enviado para lá, junto com outros sete ativistas, condenados à prisão perpétua por conspiração contra o Estado.

5

(Corredor do presídio)

Sua cela é o ponto alto da visita. Na ala de segurança máxima, a cela de Madiba é a quarta à direita. O lugar é minúsculo, mas conserva os mesmos objetos utilizados por ele: uma mesa, um fino colchão, um cobertor, um lixo, um prato e uma xícara. Nesse pequeno espaço Mandela passou dezoito anos.
Essa segunda parte do passeio tem como guia ex-presidiários da ilha. O meu guia, um senhor na faixa de sessenta anos, ficou preso em Robben por seis anos e meio, foi solto em 1991, e retornou em 2003 para trabalhar.

6

(Cela número 4, onde Mandela ficou preso por 18 anos)

Enquanto estava nos corredores lembrei do filme com o Leonardo di Caprio e Mark Ruffalo, Shutter Island… aterrorizante! Falando em cinema a ilha serviu de cenário para Invictus, com Matt Damon e Morgan Freeman. Recomendo os dois!!
Aliás, outra dica: o vento no lugar é bastante forte, assim como o sol. Portanto, independente da época do ano, se você resolver visitar a ilha leve casaco, protetor solar e chapéu.

7

(Eu e o vento na Robben Island, com a Table Mountain ao fundo)

Todo o passeio leva cerca de duas horas, e vale muito a pena. O lugar retrata a história de um período importante para a África do Sul, período que teve como principal personagem Nelson Mandela, considerado herói nacional pela grande maioria dos sul-africanos.

8

( “O mundo é verdadeiramente redondo e parece começar e terminar com aqueles que amamos” – Nelson Mandela.)”

Bom, minha filha tem, a partir de agora, um blog onde toda semana vai postar um texto inédito: 

http://www.minhaafricablog.wordpress.com

Isso não quer dizer que ela não vai mais continuar enviando novos textos para nós,mas é mais uma opção para lermos e conhecermos muito mais desse lugar lindo!

“O POVO QUE ANDAVA EM TREVAS VIU UMA GRANDE LUZ, E SOBRE OS QUE HABITAVAM NA REGIÃO DA SOMBRA DA MORTE RESPLANDECEU A LUZ”. Isaías, 9- 2

MUITA CULTURA NO CENTRO DE CAPE TOWN

Que presente para esse blog e para todos os leitores dele!

Não é à toa que temos o slogan: ” um encontro da culinária com a cultura”!

Então, vamos caminhar com minha filha Fabiane, pelas ruas e bairros dessa cidade encantadora!

” Vivenciando um pouco da história dessa cidade apaixonante”

“Tenho aproveitado minhas tardes de folga para fazer diversos passeios que não tive a oportunidade da primeira vez que estive aqui.

E durante a semana sempre é melhor, porque tem menos turistas. Além disso, o sol e calor têm sido grandes companheiros nessas aventuras!

FOTO 1

(Árvores centenárias dividem a atenção com a Table Mountain, ao fundo)

Sendo assim, vou contar um pouco da minha programação cultural, por parques, museus e castelos!

E tudo isso no centro da cidade, chamado de City Bowl.
A primeira parada foi no Company Garden, um parque lindo perfeito para fazer um picnic ou simplesmente descansar embaixo de uma das centenas de árvores. O espaço é o jardim público mais antigo da África do Sul, fundado há mais de 350 anos.

Além de mais de oito mil espécies de plantas, ele tem tanques de peixes, jardins de rosas e viveiros.

O mais legal são os esquilos, que ficam subindo e descendo das árvores, e parecem treinados. Eles não têm medo das pessoas, e se você estiver com comida eles sobem no seu ombro para pegar um pedaço. Muito fofos, fazem a alegria das pessoas, principalmente crianças, que passam pelo local.

O parque fica na Queen Victoria Street, mesmo lugar de outros importantes pontos culturais situados no corredor de belíssimos carvalhos, chamado Government Avenue.

FOTO 2

(Aproveitando a sombra na Government Avenue)

O primeiro deles é a St. George´s Cathedral, igreja anglicana de 1901.

A construção é linda, feita de pedras e janelas com vitrais. Na sequência, logo ao lado, está a National Library, que guarda coleções privadas super valiosas, como a do antigo governador do Cabo, sir George Grey.

FOTO 3

(Uma parte da fachada da Catedral)

Andando mais um pouco, fica a The Houses of Parliament, sede oficial do governo sul-africano.

As casas foram construídas em 1884 para abrigar a Assembleia Legislativa da Colônia do Cabo.

FOTO 4

(Sede oficial do governo sul-africano)

Na mesma avenida fica o South African National Gallery, um antigo casarão que reúne coleções de arte moderna e contemporânea, esculturas e fotos.

O acervo permanente do local é de 6.500 quadros. O ingresso custa 30 rands (R$ 8,00). Como fui durante a semana o local estava vazio, o que possibilitou que eu pudesse aproveitar bastante todas as salas.

FOTO 5

(South African National Gallery)

Um pouco mais à frente fica o South African Museum and Planetarium.

O museu foi fundado em 1897 e mostra a maior coleção de historia natural da África do Sul, e por isso é o mais importante museu de Cape Town. O lugar vale a visita. Extremamente bem organizado, é divido em espaços como pré-história, era dos dinossauros, mamíferos, aves e fundo do mar.

O ingresso custa 30 rands. No mesmo prédio fica o Planetário, que apresenta um programa diverso sobre as maravilhas do universo (ingresso 40 rands – R$ 10,00).

FOTO 6

(South African Museum and Planetarium, a maior coleção de história natural do país)

Não muito longe dali, também no centro, fica o Castle of Good Hope.

Construído entre 1666 e 1679, é o edifício mais antigo da África do Sul. Hoje o espaço abriga o Museu Militar, bem como os regimentos e unidades da National Defence Force. O ingresso custa 30 rands.

FOTO 7

(Fachada do Castelo, edifício mais antigo da África do Sul)

O espaço está em reforma, mas mesmo assim a visita foi válida.

O que mais me impressionou foi a conservação das salas e móveis, bem como a câmara de tortura, onde não consegui ficar por mais de um segundo. Totalmente claustrofóbico!

FOTO 8

(Vista interna do Castelo)

Dos corredores das muralhas a vista também é linda, tendo a Table Mountain de um lado, a Grand Parade (uma enorme praça) e a Prefeitura da cidade, um prédio lindo de 1905, em estilo renascentista italiano.

FOTO 9

(Grand Parede e do lado esquerdo a Prefeitura de Cape Town)

A vantagem de morar em cidades como Cape Town é que você pode aproveitar lugares que não são muito comuns aos turistas.

Vivenciar o dia a dia da cidade está me proporcionando a oportunidade de conhecer mais da história e da cultura local.

Um verdadeiro presente para mim!”

foto 10

(Muralhas do Castelo)

“BEM-AVENTURADO O HOMEM QUE ACHA SABEDORIA, E O HOMEM QUE ADQUIRE CONHECIMENTO.” Provérbios 3- 13

CIDADES ONDE MOREI: 9- FORMOSA D’OESTE

E uma nova etapa se inicia para mim nessa pequena cidade!

Formosa d’Oeste foi fundada pela colonizadora SINOP em 1961 e sua população em 2010 era de 8.755 habitantes.

Uma das riquezas naturais, o Recanto Apertados no rio Piquiri, é um cenário perfeito para quem procura sossego e descanso.

apertados

Como esposa de juiz, éramos convidados para festas e eventos da cidade; as casas ainda não possuíam telefone, então para falar com meus pais em Curitiba, ficava horas no postinho esperando completar a ligação.

cidade

Asfalto até lá também não chegava, somente até Jesuítas, então nas férias quando nos aprontávamos para viajar para a capital e amanhecia chovendo, tínhamos de enfrentar lama e o resultado era ficar parados na estrada esperando uma alma boa passar e ajudar a empurrar o carro.

fusca

Fui convidada para dar aula de Fundamentos da Educação na recém criada Escola Normal, mas o que eu gostava mesmo era de assistir as sessões de júri no Fórum local.

Foi nessa cidade que recebi a primeira e melhor notícia da minha vida: o exame de gravidez, deu Positivo!

A felicidade foi imensa!

Então foi nos oferecida uma transferência para outra cidade, mas eu já gostava dali e o que me convenceu foi que na outra existia venda de sorvetes Kibon, coisa que não tínhamos ali…

Éramos felizes com tão pouco…

280px-Parana_Municip_FormosadoOeste.svg

Ficamos um ano e assim deixamos Formosa.

Imagens: 1) osteonline.wordpress.com; 2) http://www.ferias.tur.br; 3) mud.skynetblogs.be; 4) pt.wikipedia.org

” LEMBRA-TE DO TEU CRIADOR NOS DIAS DA TUA MOCIDADE, ANTES QUE VENHAM OS MAUS DIAS, E CHEGUEM OS ANOS DOS QUAIS VENHAS A DIZER: NÃO TENHO NELES CONTENTAMENTO.” Eclesiastes, 12-1

ENTRE O MAR E AS MONTANHAS

Esse blog está realmente muito chique: e não é que temos agora uma correspondente internacional, diretamente da Cidade do Cabo, África do Sul?

E é dela que vem mais histórias para nos deixar com aquele gostinho de (quem sabe?) um dia irmos até lá.

“Entre o mar e as montanhas

Uma das coisas que mais gosto em Cape Town é que não preciso escolher entre o mar e a montanha, já que aqui os dois convivem pacificamente, e proporcionam lindas paisagens diariamente.

FOTO 1

( Table Mountain vista de Waterfront)

A montanha mais famosa daqui é a Table Montain, eleita uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo. E não é pra menos que ela recebeu esse título. Lá de cima você tem a vista de praticamente toda a cidade, e o azul do céu e do mar se confundem.
Seu pico atinge 1.085 metros, e para chegar lá em cima você tem a opção de trilhas e do aerial cableway.

Obviamente que eu escolhi a segunda opção! O teleférico foi inaugurado em 1929, e o chão gira 360 graus enquanto sobe ou desce, para que todos os passageiros possam ter uma visão completa do passeio. O preço (subida e descida) é de 240 rands, cerca de R$ 67,00.

FOTO 2

( Foto tirada do topo da Table Mountain. Abaixo, Cape Town)

Além da vista espetacular, no topo da montanha tem um café, uma loja de souvenirs e banheiros. Super recomendo esse passeio, e minha dica é: no verão ou no inverno, leve um casaco, porque venta muito lá em cima!

FOTO 3

( Euzinha curtindo a vista maravilhosa da Table Mountain, uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo)

Outra montanha famosa é a Lion’s Head, a segunda maior montanha de Cape Town, e fica ao lado da Table Mountain. Como não tem teleférico, você só consegue chegar ao topo após cerca de 1h30 de caminhada.

Por esse ‘pequeno’ motivo ainda não me animei de ir até lá. Mas quem foi garante que a vista é linda!

FOTO 4

(Isso foi o mais perto que cheguei da Lion’s Head até agora – foto tirada da Signal Hill)

Signal Hill fica próxima às duas primeiras, e sua principal vantagem é que dá para ir de carro. Lá em cima, do mirante, é possível ver o centro da cidade e os bairros de Green Point e Sea Point de um lado, e a Table Mountain do outro.

FOTO 5

(Abaixo a vista de Sea Point, bairro onde eu moro)

FOTO 6

(Eu na Signal Hill, de frente para a Table Mountain)

Quanto às praias, já contei aqui sobre Muizenberg, aquela das casinhas coloridas.

Mas é claro que além dela tem muitas outras, que vou mostrar nos próximos posts. Mas a minha preferida é, sem dúvida, Sea Point. Não só porque é onde eu moro, mas porque o por do sol visto do calçadão é realmente um presente de Deus.

FOTO 7

(Por do sol em Sea Point)

E o mais incrível é que vejo essa paisagem todos os dias, inclusive da janela do meu quarto, e não consigo me cansar.

Todos os dias eu vou até a praia, nem que seja por alguns minutos, só para ver essa maravilha e agradecer a Deus por esse privilégio!”

FOTO 8

(Gratidão!)

(Uma dica: as fotos estão tão lindas que vale a pena você clicar em cima para ver em tamanho grande!)

“OS CÉUS MANIFESTAM A GLÓRIA DE DEUS E O FIRMAMENTO ANUNCIA A OBRA DAS SUAS MÃOS.” Salmos 19- 1