(velasfreigalvao.com.br)

 

MEU JANTAR COM JULIO IGLESIAS

 

PRRRRIM, PRRRIM, PRRRRIM…

Estiquei o braço para alcançar o despertador, mas não era dali que vinha o som.

Era meu celular, já cedo, dando sinal de vida.

– Quem pode ser a essa hora? Me perguntei ainda sonolenta.

– Você ganhou!

– O quê? Respondi bocejando sem nem saber de quem era aquela voz.

– O jantar! O jantar com Julio Iglesias!

– Caramba!

Comecei a puxar pela memória: sim, eu me lembrava!

Tinha ido até aquela loja de produtos de beleza para comprar um secador de cabelos pois o meu havia pifado bem na hora em que eu fazia escova na metade do cabelo…nem preciso contar como ficou a outra metade…

Mas recordo que, quando paguei, recebi alguns cupons para concorrer a esse jantar que nem imaginava ganhar!

E…caramba de novo!

– Eu ganhei! Jantar com Julio Iglesias, ai, ai!

Levantei da cama num pulo e enquanto tomava meu café, minha imaginação voava!

Queria começar logo a ligar para meus filhos, irmãos e amigas contando sobre o encontro que teria.

Nossa!

E eu precisava comprar um vestido novo a altura do acontecimento.

E também ir ao salão retocar a tintura do cabelo, fazer sobrancelha, mãos e pés.

Uau!!!

Coloquei um CD e enquanto sua voz enchia todo o ambiente, comecei a dançar pela sala, olhos fechados, dando voltas e mais voltas.

Lembrei dos anos 70, quando meus filhos eram pequenos e eu já o ouvia cantar “Hey!”, “Manuela”, “Baila Morena” e tantas outras que me embalaram enquanto eu os embalava.

Nos anos 80, o então “toca fitas” do carro, sempre estava no ponto para tocar suas músicas.

E aquele rosto bonito que só se deixava fotografar no lado direito?

Ah, ah!

Eu iria ver o outro lado!

Toda aquela sedução do homem latino, charmoso, educado…

Já me via levantando da cadeira no restaurante finíssimo em que o esperava, enquanto ele entrava, moreno do sol, sorridente, dentes branquíssimos e, se aproximava de mim.

Eu, produzidíssima, vestido preto longo, realçando meus cabelos loiros, soltos e apenas brincos de pérolas a combinar com o anel.

Ele tomando minhas mãos (geladíssimas) e levando aos lábios para beijá-las.

– Abra os olhos, Sílvia! Dizia minha voz interior. Corra, porque as horas passam e são coisas demais a serem feitas até a noite!

No salão:

– me atenda, por favor, vou jantar com o Julio Iglesias!

– Com quem? Perguntou a mocinha que até então nunca ouvira falar dele…

 Que ignorante! Pensei. Como nunca ouviu?

Na loja:

– por favor, um vestido preto, longo, fino, encantador e que me faça parecer mais magra!

Pelo olhar da vendedora percebi que ia ser meio impossível, mas nem dei muita atenção.

– Não quero me estressar! Afinal vou jantar com Julio Iglesias!

Não conseguia pensar em outra coisa!

E a ansiedade crescia à medida que o tempo passava e a noite caía.

Banho tomado, hidratante pelo corpo todo, maquiagem perfeita, brilho nos olhos.

E lá fui eu.

Entrei no restaurante com o coração aos pulos e sentei-me à mesa, previamente reservada.

Abaixei os olhos para o cartão onde estava o nome dele escrito, desenhado, de verdade!

Levanto o olhar para a entrada bem na hora em que a porta se abria e ele entrava.

De terno escuro, camisa branca, sorrindo com olhos e boca e caminhando em minha direção.

Levantei e ele tomou minhas mãos, abaixando para beijá-las bem como imaginei.

PRRRIM, PRRRIM, PRRRIM…

Agora, sim, era o despertador!

 

 

(mobly.com.br)

 

————————————————————————————————————

6 comentários em “MEU JANTAR COM JULIO IGLESIAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s