A PRISÃO DE MANDELA

Tá bom! Sei que vou “chover no molhado” como dizem, mas esse post de hoje está demais!

Fiquei emocionada ao ver as fotos e acompanhar essa aventura com minha filha Fabiane Prohmann até um passado nem tão distante.

Tenho certeza que vocês vão ler com a mesma emoção que eu também senti ao ler!

Seguindo os passos de Mandela

Eu tinha muita vontade de conhecer Robben Island, mas na minha primeira vinda a Cape Town acabei não indo, porque estava com minha irmã, meu cunhado e meus sobrinhos pequenos. E lá, na minha opinião, não é um lugar para crianças, apesar de não ser proibido.

1

(Robben Island, no centro, ao fundo, vista da Table Mountain)

O valor do ingresso é de 300 rands (R$ 80,00), e inclui a travessia, o passeio de ônibus com um guia, a visita ao presídio de segurança máxima, incluindo a cela onde Nelson Mandela ficou preso, e a oportunidade de conhecer um ex-prisioneiro político da ilha.

2

(Barco que leva os turistas de Cape Town a Robben Island)

Robben significa ‘ilha das focas’, mas confesso que não vi nenhuma, apenas pinguins. Desde 1999 o local é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. A ilha, localizada a 11 quilômetros da cidade, está na lista do Cape Town Big 6 – os seis pontos mais importantes para os turistas, junto com a Table Mountain, V&A Waterfront, Groot Constantia, Cape Point e Kirstenbosch.
Sem dúvida o preso mais famoso de Robben Island é Nelson Mandela, e por isso o lugar atrai tantos turistas – são cerca de 700 por dia na baixa temporada e 2.000 na alta.
O barco sai de Waterfront, ao lado da Clock Tower, e a travessia dura cerca de trinta minutos. A viagem é tranquila, o barco é grande e confortável e você pode ficar do lado de fora para aproveitar a paisagem – é lindo ver Cape Town de um outro ângulo, tendo o mar como cenário principal, a cidade, e a Table Mountain ao fundo.

3

(Cape Town vista do barco)

Ao desembarcar, peguei um dos ônibus para começar o tour pela ilha. Para quem não fala inglês o passeio fica prejudicado, já que todas as informações sobre as construções e a história dos lugares são dadas em inglês pelo guia. Entre os pontos principais, a igreja, a escola, o cemitério, a vila, o farol, o hospital e a prisão.

4

(Entrada do presídio de segurança máxima, onde ficavam os presos políticos)

A história da ilha é de sofrimento, e para mim foi impossível não imaginar momentos terríveis que milhares de pessoas passaram lá. Antes de se tornar famosa, Robben abrigou prisioneiros políticos no início do século XVII, depois foi base militar dos ingleses, até voltar a ser prisão. Entre 1910 e 1960, a ilha passou a receber os doentes de lepra de todo o país. O cemitério dos leprosos é um dos pontos visitados. A prisão para os contrários ao regime do apartheid começou a funcionar a partir de 1960 e foi desativado em 1991. Mas Robben ficou mundialmente conhecida em 1963, quando Nelson Mandela foi enviado para lá, junto com outros sete ativistas, condenados à prisão perpétua por conspiração contra o Estado.

5

(Corredor do presídio)

Sua cela é o ponto alto da visita. Na ala de segurança máxima, a cela de Madiba é a quarta à direita. O lugar é minúsculo, mas conserva os mesmos objetos utilizados por ele: uma mesa, um fino colchão, um cobertor, um lixo, um prato e uma xícara. Nesse pequeno espaço Mandela passou dezoito anos.
Essa segunda parte do passeio tem como guia ex-presidiários da ilha. O meu guia, um senhor na faixa de sessenta anos, ficou preso em Robben por seis anos e meio, foi solto em 1991, e retornou em 2003 para trabalhar.

6

(Cela número 4, onde Mandela ficou preso por 18 anos)

Enquanto estava nos corredores lembrei do filme com o Leonardo di Caprio e Mark Ruffalo, Shutter Island… aterrorizante! Falando em cinema a ilha serviu de cenário para Invictus, com Matt Damon e Morgan Freeman. Recomendo os dois!!
Aliás, outra dica: o vento no lugar é bastante forte, assim como o sol. Portanto, independente da época do ano, se você resolver visitar a ilha leve casaco, protetor solar e chapéu.

7

(Eu e o vento na Robben Island, com a Table Mountain ao fundo)

Todo o passeio leva cerca de duas horas, e vale muito a pena. O lugar retrata a história de um período importante para a África do Sul, período que teve como principal personagem Nelson Mandela, considerado herói nacional pela grande maioria dos sul-africanos.

8

( “O mundo é verdadeiramente redondo e parece começar e terminar com aqueles que amamos” – Nelson Mandela.)”

Bom, minha filha tem, a partir de agora, um blog onde toda semana vai postar um texto inédito: 

http://www.minhaafricablog.wordpress.com

Isso não quer dizer que ela não vai mais continuar enviando novos textos para nós,mas é mais uma opção para lermos e conhecermos muito mais desse lugar lindo!

“O POVO QUE ANDAVA EM TREVAS VIU UMA GRANDE LUZ, E SOBRE OS QUE HABITAVAM NA REGIÃO DA SOMBRA DA MORTE RESPLANDECEU A LUZ”. Isaías, 9- 2

CIDADES ONDE MOREI: 9- FORMOSA D’OESTE

E uma nova etapa se inicia para mim nessa pequena cidade!

Formosa d’Oeste foi fundada pela colonizadora SINOP em 1961 e sua população em 2010 era de 8.755 habitantes.

Uma das riquezas naturais, o Recanto Apertados no rio Piquiri, é um cenário perfeito para quem procura sossego e descanso.

apertados

Como esposa de juiz, éramos convidados para festas e eventos da cidade; as casas ainda não possuíam telefone, então para falar com meus pais em Curitiba, ficava horas no postinho esperando completar a ligação.

cidade

Asfalto até lá também não chegava, somente até Jesuítas, então nas férias quando nos aprontávamos para viajar para a capital e amanhecia chovendo, tínhamos de enfrentar lama e o resultado era ficar parados na estrada esperando uma alma boa passar e ajudar a empurrar o carro.

fusca

Fui convidada para dar aula de Fundamentos da Educação na recém criada Escola Normal, mas o que eu gostava mesmo era de assistir as sessões de júri no Fórum local.

Foi nessa cidade que recebi a primeira e melhor notícia da minha vida: o exame de gravidez, deu Positivo!

A felicidade foi imensa!

Então foi nos oferecida uma transferência para outra cidade, mas eu já gostava dali e o que me convenceu foi que na outra existia venda de sorvetes Kibon, coisa que não tínhamos ali…

Éramos felizes com tão pouco…

280px-Parana_Municip_FormosadoOeste.svg

Ficamos um ano e assim deixamos Formosa.

Imagens: 1) osteonline.wordpress.com; 2) http://www.ferias.tur.br; 3) mud.skynetblogs.be; 4) pt.wikipedia.org

” LEMBRA-TE DO TEU CRIADOR NOS DIAS DA TUA MOCIDADE, ANTES QUE VENHAM OS MAUS DIAS, E CHEGUEM OS ANOS DOS QUAIS VENHAS A DIZER: NÃO TENHO NELES CONTENTAMENTO.” Eclesiastes, 12-1

TINHA UMA ABELHA NO MEIO DO MEU CAMINHO EM MUIZENBERG

Que coisa boa!

Minha filha Fabiane está nos fazendo viajar com ela nessa aventura!

E aqui vai mais um pouco da estadia dela lá em Cape Town.

fabi 5

(MUIZENBERG É FAMOSA POR SUAS CASINHAS COLORIDAS, USADAS PELOS BANHISTAS PARA TROCAR DE ROUPA).

“Realmente o tempo tem passado muito rápido…

Já faz quase um mês que estou em Cape Town, e a cada dia gosto mais daqui e das pessoas com quem convivo. E sempre que tenho oportunidade, pego meu mapa para fazer turismo!
Em um domingo fui conhecer Muizenberg, a praia das casinhas coloridas!!

Já tinha visto muitas fotos e tinha certeza de que iria adorar o lugar. O dia estava perfeito para o passeio: sol, calor (apesar do vento) e céu azul.

fabi 1

( PARA CHEGAR A MUIZENBERG UMA DAS OPÇÕES É PEGAR O TREM, NA ESTAÇÃO CENTRAL)

Peguei o trem na estação principal, no centro de Cape Town.

Não me lembro de quando tinha sido a última vez que andei de trem, e adorei a experiência! A passagem, ida e volta, saiu por 27 rands, cerca de R$ 7,50.

A distância é de cerca de 40 minutos, com paradas nas estações pelo caminho. O trem é velho, com algumas pichações nas portas, alguns bancos furados, mas no geral ele não é sujo.

A viagem foi tranquila, e apesar de ter recebido inúmeras recomendações, achei bastante segura. Mas claro que a dica é não ir sozinha!

fabi 2

( ESTAÇÃO EM MUIZENBERG)

A praia é realmente linda e limpa. A areia é branca, e tem uma longa trilha para caminhar, com uma vista de tirar o fôlego!

A praia é o principal reduto de surfistas, que se arriscam na água gelada, onde vivem tubarões.

Lá, aliás, é considerado o berço do surf na África do Sul.

fabi 3

( MESMO NA PRIMAVERA NÃO VÁ À PRAIA SEM UM CASACO. VENTA MUITO EM CAPE TOWN).

No total são mais de 20 quilômetros de praia, em volta do topo da costa de False Bay até Strand.

False Bay, aliás, é conhecida por sua população de tubarões brancos. No local há um serviço de vigia, chamado shark spotters, que dá alerta quando os tubarões estão próximos da costa.

Por toda a praia há sinalização para tomar cuidado com eles.

fabi 4

( A ÁGUA É LIMPA E A PREFERIDA DOS SURFISTAS E DOS TUBARÕES BRANCOS)

Com relação aos restaurantes, confesso que fiquei um pouco desapontada…

Há alguns em frente à praia, mas senti falta de um bom restaurante de frutos do mar.
Como o tempo estava bom, eu e meus novos amigos da escola de inglês – uma portuguesa, um turco e um brasileiro – resolvemos andar descalços pela areia, e depois pelo calçadão.

Tudo ia bem, até que… Consegui a proeza de pisar em uma abelha!

Isso até não seria um grande problema se não fosse o pequeno detalhe de que sou alérgica!
Aff… Fora a dor – terrível – fiquei apavorada de me imaginar em outro país, longe do centro da cidade, tendo um choque anafilático. Foi muito tenso…

Voltei para casa, tomei meu antialérgico, passei minha pomada – nunca viajo sem eles – e fiquei com o meu pé do tamanho de um pão.

Um pão caseiro, daqueles grandes e fofos!

fabi 6

Apesar de tudo o passeio foi maravilhoso, a vista compensou o pequeno incidente”.

“NA TUA COMPRIDA VIAGEM, TE CANSASTE; MAS NÃO DIZES: NÃO HÁ ESPERANÇA; O QUE BUSCAVAS ACHASTE; POR ISSO, NÃO ADOECES.” Isaías 57- 10

O DIA EM QUE QUASE MORRI

Férias, que maravilha!

E no verão, melhor ainda!

Como recém separada, peguei meus três filhos, coloquei no carro com toda a bagagem a que tínhamos direito e lá fomos nós, rumo à praia.

Viajamos felizes, cantando e em cada curva que nos aproximava mais do nosso destino, brincávamos de “quem vê o mar primeiro”.

mar

Já sentia aquele cheiro de maresia, já saboreava o que estava para acontecer: muito peixe e camarão no cardápio.

Chegamos à casa que eu alugara por telefone: era bem boa, apesar de um pouco antiga, mas ficava no centro da cidade e bem perto do mar.

E assim começamos nossa tão sonhada temporada.

Os dias se sucediam em passeios, sorvetes, parquinho à noite, amigos e muita alegria.

Até que uma tarde choveu.

Chuva-forte_22

Forte, com direito a relâmpagos rasgando o céu e trovões assustadores.

Só a minha filha mais velha estava comigo em casa porque os outros tinham ido mais cedo à casa dos amigos.

Como o calor era muito forte, fui até a cozinha, descalça, e abri a geladeira para pegar água.

Fiquei grudada nela!

A geladeira em questão era daquelas bem antigas com puxador em aço.

Não conseguia me soltar, nem gritar, meu corpo todo tremia e eu senti que estava desfalecendo.

Foi uma questão de segundos e então fui jogada para longe.

Quando comecei a enxergar melhor, percebi minha filha abaixada ao meu lado.

Ela, com uma rapidez de raciocínio (só por Deus mesmo), tinha puxado o fio da tomada!

Mais tarde, quando fui ao médico e contei o sucedido, ele disse que eu já estava morrendo pelo fato do meu corpo nem ter controlado mais a bexiga.

Naquela noite enquanto dormia, senti alguma coisa bem perto do meu rosto e que me fez acordar: era a mãozinha do meu filho caçula, bem perto do meu nariz, para sentir se eu estava respirando…

Pobrezinhos, como ficaram assustados!

mãe e filhos

É por essa razão que em um poema que escrevi “Minha Filha, Minha Amiga”, do meu livro “Um Pouco de Mim”, digo: “se um dia te dei à luz, você também já me deu”.

Realmente, nasci de novo.

E da minha filha!

Imagens: 1) fundamar.org.br; 2) tempoagora.com.br; 3) colorirgratis.com

Do meu livro “Confidências ao Meio Dia”

“ASSIM QUE, SE ALGUÉM ESTÁ EM CRISTO, NOVA CRIATURA É: AS COISAS VELHAS JÁ PASSARAM, EIS QUE TUDO SE FEZ NOVO”. 2 Coríntios 5-17

E LÁ FOMOS NÓS PARA O BETO CARRERO!

Aproveitando a vinda dos nossos “Angolanos” para Curitiba, além de Witmarsum, fomos repetir um passeio que há muito tempo tínhamos feito: Beto Carrero.

O mês de maio foi pródigo em dias de sol e calor e lá fomos nós no dia 21, uma quinta feira, para o parque no município de Penha, litoral norte de Santa Catarina.

beto carrero

(João Batista Sérgio Murad Silva, paulista, idealizador e criador do Parque Beto Carrero)

A maior parte do curitibanos já foi, alguma vez, ao parque, mas como esse blog é lido e visitado por muitas pessoas do Brasil e fora dele, achei interessante mostrar algumas fotos do lugar.

mapa_nav

(Mapa geral do maior parque temático da América Latina)

beto 1

(Eu, na entrada do Parque)

beto 6

(Nós seis: eu, Isadora, Fabiane, André, Heitor e Viviane)

E começamos o passeio.

beto 10

(A entrada da gruta onde fizemos o passeio de barco)

beto 11

(O próprio Raskapuska)

beto 12

(O barquinho vai passando por banda de Soldados de Chumbo, animais da floresta, casinhas encantadas cobertas de neve…)

beto 13

beto 3

(Eu, Fabi e Vivi esperando, enquanto o André passeava no carrossel de elefantes com as crianças)

beto 4

(Eu e o encantador de serpentes)

beto 5

(Nossa, como gostam de cobras!)

beto 19

(Tem camelos também…)

beto 18

(Isadora e os cangurus)

beto 16

(Heitor e Isadora com os personagens do show Madagascar)

beto 17

(O show- muito legal, com artistas incríveis em bicicletas, os Pinguins e muita música, luzes e alegria)

beto 2

(Aqui tomei uma banana split m a r a v i l h o s a!!! enquanto assistia o desfile dos artistas)

beto 15

(Os quatro se divertindo!)

beto 14

(Eu me divertindo!)

E aí fomos passear de trem. Mesmo sendo um dia de semana, ainda pegamos uma fila, mas valeu a pena.

beto 7

(O começo do passeio de trem e… mais cobras!!!)

Aí tem um show à parte: passeando pela fazenda no velho Oeste, eis que surgem bandidos mascarados à cavalo que vem até o trem, mas tchan, tchan, tchan, surge o xerife que põe os malfeitores a correr.

beto 8

beto 9

E todos aplaudem e ele agradece…

Era fim de tarde e cansados fomos até o hotel ali pertinho onde já tínhamos reserva.

Tomamos um banho e fomos jantar em um restaurante uma comidinha bem básica: camarões e camarões…

Na manhã seguinte, voltamos para Curitiba porque todos tínhamos compromisso: Vovó Sílvia tinha que começar a preparar uma feijoada para 30 pessoas no dia seguinte, mas deu tudo certo (a viagem e a feijoada)!

E fecho com essas duas portas lindas que tive que fotografar!

porta 2

porta 1

“EU ME DEITEI E DORMI; ACORDEI, PORQUE O SENHOR ME SUSTENTOU”. Salmos 3-5

UM PASSEIO À COLONIA WITMARSUM

Quinze de Maio, dia lindo de sol, um pouquinho frio, e lá vamos nós fazer um passeio à Colonia Witmarsum em Palmeira.

Fomos em dois carros: André, Viviane, Isadora e Heitor na frente e eu e Fabiane atrás.

Gente, a estrada é simplesmente linda!

w 1

w 2

w 3

w 4

w 5

w 6

w 7

(Igreja Menonita)

E nossa primeira parada foi na Confeitaria Kliewer!

w 8

w 9

w 10

w 11

(Eu e Isadora, minha neta)

w 12

w 13

(Já comendo as delícias: Fabiane, Isadora, Viviane, André e Heitor)

Seguindo mais à frente, fomos ao Tracktur, um passeio de trator, R$ 25,00 por pessoa.

w 1

w 2

Esse passeio é realizado junto à natureza, em meio a plantações do lugar, até um lindo rio que passa pela região. Com pequenas paradas ideais para apreciar a paisagem e sentir o aroma do campo, ver os animais e pássaros que vivem no local.

w 4

(André, Isadora e Heitor junto com o cão Fênix que é sempre o primeiro a entrar no trator e é bem manso)

w 5

w 6

(Aqui uma plantação de Canola; logo vai ficar bem amarela!)

Descemos e seguimos a pé por um caminho até chegar na cachoeira.

w 7

w 8

(Árvores lindas pelo caminho!)

w 12

(Amo árvores!!!)

w 9

w 11

(A Maria Luiza Wienz, proprietária do local e que foi conosco contando histórias sobre como chegou até ali e como construiu tudo, foi quem tirou essa foto em que todos aparecemos.)

w 3

E aí voltamos até a casa amarela e o que nos esperava?

w 15

(Vejam o capricho!)

w 13

w 14

w 16

Que final de dia mais gostoso!!!

“O SENHOR GUARDARÁ A TUA ENTRADA E A TUA SAÍDA, DESDE AGORA E PARA SEMPRE!”- Salmo 121-8

VIAGEM DE SONHO: DISNEY!!!

Para comemorar meu aniversário hoje e também os mais de 20.000 acessos ao blog, nada melhor do que entrar no reino encantado da Disney!

Vou apenas colocar algumas fotos dessa viagem que foi em 2013 e que foi inesquecível para mim, que escrevo histórias infantis!

Duas semanas de puro encantamento!!!

Das mais de 5000 fotos que tiramos lá, a primeira não podia ser diferente: “Era uma vez”!!!

1

Quando vi o castelo da Cinderela ao longe… chorei!!!

2

Nessa foto estão minha filha Viviane, seu marido André e meu neto Heitor no colo, nessa época com 1 ano e 2 meses. (Paulo aparece lá atrás).

3

E nessa outra, minha filha Fabiane, que tem uma matéria linda dela sobre a Disney indicada no “Para aproveitar as férias”, um texto com o título de “Disney, um lugar para todas as idades”.

4

E, nessa outra, meu filho Paulo Emílio com minha nora Patrícia, já a caráter! Ainda não tínhamos o Cesar, então vamos ter que ir novamente para levá-lo ( claro que a vovó vai junto!!!)

5

E aqui, nossa princesa Isadora! Linda e aproveitando todos os momentos! 

6

E o Heitor, que nessa viagem não curtiu muito, mas já foi novamente e tirou o atraso…

7

E eu… feliz, feliz!!!!! (Epcot Center)

8

Nessa, abaixo, no hotel onde ficamos (All Star Movies).

11

E eram passeios e mais passeios: à noite, de trem, de balão, nos brinquedos e parques!

9

10

12

13

20

14

21

22

E as compras, então? Loucura total!!!

15

16 (1)

E os jantares? Muito chique!!!

17

18 (1)

E claro, minha gratidão a minha família que foi perfeita nessa viagem e a ele: Walt Disney, o criador dessa maravilha!

23

E deixo aqui, um pensamento que li hoje na minha devocional diária: “A paz está apenas a uma oração de distância”!

 

LEMBRANÇAS

café

LEMBRANÇAS

São muitas.

Às vezes me invadem,

se mesclam,

se chocam,

se misturam,

voltam a me envolver.

Não sei mais se é sonho

ou um passado

que tento esquecer.

—–

Elas vem incertas,

nebulosas.

São rostos, são vultos,

imagens sofridas,

alegria incontida,

viagem, mão,

nome, sensação.

—–

E na fumaça do café que tomo

elas se tornam indecisas,

indefinidas…

E, nas minhas mãos quentes

que seguram a xícara,

sinto a força do que fui.

—–

Valente, guerreira,

chocando,

desafiando,

vivendo a vida

como bem quis.

E, no meio das lembranças,

olhar perdido,

sorrio feliz…

—–

Do meu livro “Um Pouco de Mim”

Imagem: http://www.carvelho.com.br

FAMÍLIA NÔMADE

Quer dicas de viagens e hotéis, de programas em Curitiba (principalmente com crianças) e de lugares diferentes?

No blog Família Nômade (http://familianomade.com) você encontra tudo isso!

tati

Quem escreve é a jornalista Tatiana Escosteguy, amiga da minha filha Fabiane.

Elas se formaram juntas, ou seja, eu a conheço há quase vinte anos!

tati 4

A Tati é uma pessoa muito querida na família e, um dos posts que ela fez (Um espaço pra brincar ou tomar café?) tem fotos dos meus netos, Isadora e Heitor.

14.01.15 - 2 - shopping Mueller!.JPG (2)

Aliás, a Tati é mãe da Clara, de dois anos, um encanto de menina.

Ela e os meus netos aproveitaram bastante essas férias para brincarem juntos.

É a amizade de mãe e tia passando para os pequenos!

O nome do blog faz referência ao projeto de vida de Tati, do seu marido Sid, da pequena Clara e do “filho canino” o Dog.

Eles pretendem, ainda esse ano, fazer uma viagem de carro de Curitiba até o Canadá.

No caminho, além de matérias, esperam conhecer outras famílias que vivem nas estradas e que fazem do carro, suas casas e escritórios.

tati 2

Você também pode acompanhar as novidades pela página no Facebook- Família Nômade.

Mais uma ótima sugestão de blog interessante e com conteúdo inteligente!

(Colaboração da minha filha jornalista Fabiane Prohmann).

A CASA DAS ORQUÍDEAS

Não podia ser melhor o primeiro livro que li esse ano: “A Casa das orquídeas”de Lucinda Riley!

livro 2 (2)

É dela o livro que li em meus dias de férias em Bombinhas no ano passado: “As Sete Irmãs“e que amei.

No último Natal fizemos amigo secreto e foi criada uma página no Facebook para todos os 25 participantes colocarem o que gostariam de ganhar (valor de R$ 100,00).

Eu, mais que depressa, pedi um vale presente das Livrarias Cultura, Saraiva ou Curitiba e minha amiga Alexandra me deu o presente pedido dentro de uma caixa linda em forma de casinha acompanhada de chocolates Lindt que amo de paixão.

Aí fui escolher o livro e… que bom, vai dar para comprar mais dois!!!

livro 2 (1)

(Essa é uma orquídea que tenho em minha casa)

Bem, voltando ao meu livro: fico pensando em como uma pessoa pode ter tanta imaginação para inventar uma história como essa!

A autora consegue entremear o passado com o presente de seus personagens (como já visto no livro anterior) com muita precisão e coerência.

Tudo isso numa linguagem gostosa que prende a atenção e faz com que a gente nem queira desgrudar da leitura.

Me tornei fã dessa autora e já comprei mais um dela que, se gostar, indico para vocês.

livro 3

Mais uma leitura que chega ao fim… adorei!!!