UM DIA A SER LEMBRADO!

Uma adivinhação: qual é o resultado de um céu imensamente azul + um sol tremendamente amarelo + árvores muito verdes?

Quem respondeu uma Bandeira do Brasil, acertou!!!

árvores

Foi assim que começamos: em verde, amarelo e azul e acabamos chegando cedo demais (a ansiedade era tanta…), queríamos ver esse dia em que o nosso país não se calou!

carro de som

O carro de som já estava posicionado na praça em frente a Matriz.

imprensa

A Imprensa também!

chegando gente

E, aos poucos, as pessoas vão chegando!

cavaleiros

cavalo

Cavaleiros vindo de longe…

E tudo na mais perfeita ordem!

rotary

Um grupo do Rotary da cidade…

criança

Crianças com balões nas cores da bandeira (esse é o Pedro, filho de amigos nossos).

drones

dro

E de repente… drones sobrevoando!

E são tantas cores: até os cãezinhos se vestem assim!

cachorro

cão

E mais pessoas vão chegando!

muita gente

mais gente

PE

(Paulo Emílio na frente de um casal que eu quis fotografar…)

E claro, não podia deixar de ter as justas homenagens: ao herói Sérgio Moro.

moro

E ao ex presidente…

Lulalá

E foi quando todos a uma só voz oramos a oração que Jesus nos ensinou, seguida do Hino Nacional Brasileiro, é que sentimos a verdadeira razão de sermos patriotas, lutando por um país melhor, sem corrupção, onde pessoas menos favorecidas tenham realmente uma esperança em seus corações.

nós

Por isso, com orgulho podemos dizer: nós estivemos ali!

“ENTREGA O TEU CAMINHO AO SENHOR: CONFIA NELE E ELE TUDO FARÁ. E ELE FARÁ SOBRESSAIR A TUA JUSTIÇA COMO A LUZ; E O TEU JUÍZO COMO O MEIO DIA.” Salmos, 37- 5 e 6..

O ARCO-ÍRIS

 Essa história escrevi há muito tempo, mas gosto muito dela.
Espero que vocês gostem também…
 
O ARCO-ÍRIS
Essa história eu ouvi da minha mãe, que ouviu da minha avó, que ouviu da minha bisavó, que ouviu nem sei de quem.
É sobre uma menina muito pobre que adorava música.
notas musicais
Ela amanhecia cantarolando, inventava melodias e letras e embalava com elas as suas bonequinhas de pano.
Seu sonho era ter um piano de cauda, de verdade!
E enquanto ele não vinha, ela tocava no tampo da mesa, da carteira da escola, em cima de suas próprias pernas.
– Mas o que é isso, menina? Repreendia sua mãe. Pára com essa bobagem! Nós somos pobres e nunca teremos dinheiro bastante para comprar esse tal de piano de cauda.
Mas a menina nem ouvia.
Já estava cantando baixinho nova música por ela inventada enquanto embalava sua boneca.
foto-boneca-de-pano-06
Um dia, ela estava quase alheia à conversa dos adultos na cozinha, quando um pedacinho do seu consciente pegou o finzinho:
– Tem um pote de ouro no final do arco-íris!
Afirmava o tio Janjão enquanto coçava sua gorda barriga.
arco-íris
Então nossa amiguinha voltou de vez à realidade e quando percebeu já estava perguntando ao tio:
– É verdade mesmo, tio? Que tem ouro para comprar tudo o que a gente quer?
– Sim, querida, é verdade! Disse o velho tio piscando um olho…
E a partir daquele dia, a menina soube que teria o seu piano.
Ela ficou dia após dia lá fora, sentadinha, a olhar o céu e tocar com seus dedinhos finos, o seu piano invisível.
Sua mãe morria de pena!
– Por que você fez isso com ela, Janjão? Essa menina mal amanhece o dia, nem come direito e lá vai para fora procurar o arco-íris.
Mas, um belo dia, ele apareceu.
Era o mais belo arco-íris já visto por aquele lugar.
rainbow
E a menina batendo palmas, sorrindo, saiu em disparada, sempre olhando para o céu.
Nunca mais a viram…
Conta-se que no final do arco-íris, está uma menina linda, feliz, sentada em seu banquinho e tocando eternamente em um piano de cauda.
O pote de ouro é a felicidade…
piano
Imagens: 1) ultradownloads.com.br; 2) portalbrasil10.com.br; 3) renataespecial.blogspot.com; 4) http://www.sodahead.com; 5) http://www.clipartpanda.com
” E ELA DARÁ A LUZ UM FILHO, E LHE PORÁS O NOME DE JESUS, PORQUE ELE SALVARÁ O SEU POVO DOS SEUS PECADOS.” Mateus, 1- 21

FINADOS- SEM ADEUS

“AQUILO QUE ESTÁ ESCRITO NO CORAÇÃO NÃO NECESSITA DE AGENDAS PORQUE A GENTE NÃO ESQUECE.  O QUE A MEMÓRIA AMA FICA ETERNO…” Rubem Alves.

Rosa-coracao

SEM ADEUS

MÃE…

ATÉ HOJE CHORO

COM A SUA PARTIDA.

OS SONS DO PIANO,

A RISADA GOSTOSA,

O CHEIRO DA SUA COMIDA.

—–

MÃE…

AINDA SINTO

SEU ABRAÇO TÃO QUENTE,

SEU PERFUME,

SUAS MÃOS SOBRE AS MINHAS,

SUA VOZ TÃO PRESENTE.

—–

MÃE…

FAÇA FESTA NO CÉU!

ENSINE OS ANJOS A CANTAR,

MOSTRE O QUE VOCÊ FEZ

NA TERRA, PRÁ TANTA GENTE,

VOLTE MEUS SONHOS EMBALAR.

—–

MÃE…

SEPARE UM LUGAR PARA MIM.

AÍ, BEM AO LADO DE DEUS.

AFINAL, É UM “ATÉ LOGO”,

PRÁ NÓS,

QUE NUNCA NOS DEMOS “ADEUS”.

—–

flores

Essa poesia que fiz, dediquei à minha mãe logo que se foi após um infarto fulminante, não dando tempo para nos despedirmos.

Com ela, lembro meu pai e através dessas lembranças, faço uma homenagem a todos aqueles que, nesse dia, recordam dos seus com saudades. 

Imagens: 1) dankamachine.blogspot..com; 2) fanficcountonme.tumblr.com

“O SENHOR O DEU E O SENHOR O TOMOU; BENDITO SEJA O NOME DO SENHOR.” Jó 1- 21

CIDADES ONDE MOREI: 8- CURITIBA (1ª PARTE)

E cá estou eu de volta com a série sobre “Cidades onde morei”…

Morar em Curitiba sempre foi o sonho dos meus pais e foi assim que chegamos.

O ano era 1964 e eu completando 16 anos.

instituto

Entrei no Instituto de Educação do Paraná para fazer o curso Normal, hoje Magistério e comecei a namorar sério aquele que veio a ser meu marido.

Nesses três anos de curso todas as moças eram noivas ou estavam com data marcada para o casamento e era o que meus pais esperavam de mim: ser professora normalista e casar.

E assim foi.

beatles

E foram anos de inúmeros acontecimentos marcantes no Brasil e no mundo: Beatles (eu sempre preferi Elvis Presley), o homem pisando na lua, festival de Woodstock, guerra do Vietnã, Jovem Guarda, Pelé, O Pasquim, etc, etc, etc.

Bem, terminei o curso, dei aulas no Instituto Maria José que ficava na rua Dr. Murici, bem no lugar onde hoje temos um viaduto e… casei.

curitiba anos 60

(Praça Rui Barbosa daquele tempo)

Tendo meu marido passado no concurso para Juiz de Direito, arrumamos nossa mudança e fomos morar no interior do Paraná, uma cidade que pertencia à primeira instância e onde começamos nossa jornada.

E segue um poema da nossa eterna Helena Kolody.

CURITIBA, CIDADE-MENINA
Curitiba, cidade menina
paisagem do meu amanhecer.
Por toda parte, a marca de meus passos,
o fantasma de meus sonhos.
Jardins, pomares,
pinheiros e mais pinheiros,
onde moravam sabiás cantores
e bem-te-vis moleques
As torres da Catedral
olhavam por cima dos sobrados.
Carroças de Santa Felicidade
trepidavam no calçamento das ruas
e faziam tremer a voz cantante
das colonas italianas:
– “Qué comprá lenha,
batata doce, repolho,óvo!”
Bondes elétricos circulavam, vagarosos,
do centro para os bairros.
Perdia-se nos longes
o pregão do peixeiro português:
-“Pei…..xe! Camarão!”
Corria pelas ruas
o anúncio dos pequenos jornaleiros:
– “Gazeta do Dia”
– “Diário da Tarde!”
Estudantes eletrizavam a cidade
com sua ruidosa juventude.
Acotovelavam-se risos e conversas de crianças,
pombos brancos a caminho da escola.
Recordo Curitiba adolescente..
Uma névoa de saudade
me envolve o coração.
Helena Kolody 1997
Helena e eu 001
Para ler um poema meu sobre Curitiba, você clica em: Curitibano.
Imagens: 1) institutoerasmopilotto.blogspot.com; 2) beatlemania.musicblog.com.br; 3) publicar-atualidades.blogspot.com
” DISSE JESUS: O CÉU E A TERRA PASSARÃO, MAS AS MINHAS PALAVRAS NÃO HÃO DE PASSAR.” Mateus, 24- 35.

TINHA UMA ABELHA NO MEIO DO MEU CAMINHO EM MUIZENBERG

Que coisa boa!

Minha filha Fabiane está nos fazendo viajar com ela nessa aventura!

E aqui vai mais um pouco da estadia dela lá em Cape Town.

fabi 5

(MUIZENBERG É FAMOSA POR SUAS CASINHAS COLORIDAS, USADAS PELOS BANHISTAS PARA TROCAR DE ROUPA).

“Realmente o tempo tem passado muito rápido…

Já faz quase um mês que estou em Cape Town, e a cada dia gosto mais daqui e das pessoas com quem convivo. E sempre que tenho oportunidade, pego meu mapa para fazer turismo!
Em um domingo fui conhecer Muizenberg, a praia das casinhas coloridas!!

Já tinha visto muitas fotos e tinha certeza de que iria adorar o lugar. O dia estava perfeito para o passeio: sol, calor (apesar do vento) e céu azul.

fabi 1

( PARA CHEGAR A MUIZENBERG UMA DAS OPÇÕES É PEGAR O TREM, NA ESTAÇÃO CENTRAL)

Peguei o trem na estação principal, no centro de Cape Town.

Não me lembro de quando tinha sido a última vez que andei de trem, e adorei a experiência! A passagem, ida e volta, saiu por 27 rands, cerca de R$ 7,50.

A distância é de cerca de 40 minutos, com paradas nas estações pelo caminho. O trem é velho, com algumas pichações nas portas, alguns bancos furados, mas no geral ele não é sujo.

A viagem foi tranquila, e apesar de ter recebido inúmeras recomendações, achei bastante segura. Mas claro que a dica é não ir sozinha!

fabi 2

( ESTAÇÃO EM MUIZENBERG)

A praia é realmente linda e limpa. A areia é branca, e tem uma longa trilha para caminhar, com uma vista de tirar o fôlego!

A praia é o principal reduto de surfistas, que se arriscam na água gelada, onde vivem tubarões.

Lá, aliás, é considerado o berço do surf na África do Sul.

fabi 3

( MESMO NA PRIMAVERA NÃO VÁ À PRAIA SEM UM CASACO. VENTA MUITO EM CAPE TOWN).

No total são mais de 20 quilômetros de praia, em volta do topo da costa de False Bay até Strand.

False Bay, aliás, é conhecida por sua população de tubarões brancos. No local há um serviço de vigia, chamado shark spotters, que dá alerta quando os tubarões estão próximos da costa.

Por toda a praia há sinalização para tomar cuidado com eles.

fabi 4

( A ÁGUA É LIMPA E A PREFERIDA DOS SURFISTAS E DOS TUBARÕES BRANCOS)

Com relação aos restaurantes, confesso que fiquei um pouco desapontada…

Há alguns em frente à praia, mas senti falta de um bom restaurante de frutos do mar.
Como o tempo estava bom, eu e meus novos amigos da escola de inglês – uma portuguesa, um turco e um brasileiro – resolvemos andar descalços pela areia, e depois pelo calçadão.

Tudo ia bem, até que… Consegui a proeza de pisar em uma abelha!

Isso até não seria um grande problema se não fosse o pequeno detalhe de que sou alérgica!
Aff… Fora a dor – terrível – fiquei apavorada de me imaginar em outro país, longe do centro da cidade, tendo um choque anafilático. Foi muito tenso…

Voltei para casa, tomei meu antialérgico, passei minha pomada – nunca viajo sem eles – e fiquei com o meu pé do tamanho de um pão.

Um pão caseiro, daqueles grandes e fofos!

fabi 6

Apesar de tudo o passeio foi maravilhoso, a vista compensou o pequeno incidente”.

“NA TUA COMPRIDA VIAGEM, TE CANSASTE; MAS NÃO DIZES: NÃO HÁ ESPERANÇA; O QUE BUSCAVAS ACHASTE; POR ISSO, NÃO ADOECES.” Isaías 57- 10

CHUVA DE VERÃO

size_590_nuvem

ENTRO.

Vem como se fosse a pior das tormentas.

Olho antes para o céu escuro

com nuvens que chegam sedentas

tangidas pelo vento.

—–

ESCUTO.

O rugido dos trovões se faz ouvir no clarão.

As árvores se dobram

e seus galhos lambem o chão

coberto de folhas que por ele rolam.

—–

ESPERO.

E ela cai com força.

Como uma sinfonia perfeita

nos sons cristalinos de poças enchendo,

bueiros vazando, calhas escorrendo.

—–

ASPIRO.

Aquele cheiro de terra molhada

me faz sonhar…

E a água benfazeja banha as flores,

lava as folhas, limpa o ar.

—–

OLHO.

Já vai passando e o céu, aos poucos,

vai de azul se tingir.

Os passarinhos tornarão a cantar

e penso que, por certo, à noite,

a lua imensa, redonda, irá brilhar.

Posso sair!

lua

Imagens: 1) http://www.cetesb.sp.gov.br; 2) zenipa.blogspot.com

(Do meu livro: Um Pouco de Mim)