PROCURANDO NEMO, DESCOBRINDO O CANAL

Ah, como é bom conhecer novos lugares!

E nesse dia, eu e Fabiane saímos para turistar mais um pouco.

(Andamos muito esse dia, mas a paisagem valia a pena!)

Começamos pelo TWO OCEANS AQUARIUM, onde tubarões, peixes coloridos, tartarugas, focas, arraias, pinguins e muitas outras espécies nadam nas águas desse aquário.

Localizado na parte mais charmosa da cidade, o Waterfront, o Two Oceans Aquarium reúne mais de três mil espécies dos oceanos Atlântico e Índico, que se unem no extremo sudoeste do continente africano, onde está o famoso Cabo da Boa Esperança.

Muita gente no local, principalmente crianças de escola com seus professores e que ficavam encantadas, assim como eu.

No aquário, você também pode assistir de perto aos animais sendo alimentados. Os pinguins, por exemplo, têm refeições duas vezes ao dia, às 11h30 e às 14h30. É nesse momento que os tratadores transformam a hora sagrada da alimentação em uma verdadeira aula de ecologia. Eles explicam os motivos de os animais viverem em cativeiro, descrevem os hábitos das espécies e ensinam por que devemos cuidar dos nossos mares. São uns fofos (os pinguins).

Mas vibrei mesmo foi com os milhares de Nemos!!!

Pertinho dali tem o passeio de barco, CANAL CRUISE, que segue por um canal onde vemos a cidade sobre outro ângulo, não menos encantador.

(Aqui também pudemos usar o fone de ouvido explicando todo o passeio).

Passamos por hotéis magníficos, mansões estupendas e tudo isso sobre uma água clara, despoluída e sem odor!

Foram 30 minutos de admiração!

Ainda sobrou tempo para darmos uma passadinha na Torre do Relógio, no Waterfront, onde são vendidos os ingressos para o passeio de barco até a ilha de ROBBEN ISLAND onde Nelson Mandela ficou preso. 

Por causa do mau tempo, os barcos não saíram nesse dia, mas se quiser saber tudo sobre esse passeio, clique aqui (A Prisão de Mandela)onde minha filha Fabiane conta e posta fotos impressionantes do lugar.

Observação: algumas informações foram tiradas do blog pé na estrada.

” ESCONDER-SE-IA ALGUÉM EM ESCONDERIJOS, DE MODO QUE EU NÃO O VEJA?-DIZ O SENHOR. PORVENTURA, NÃO ENCHO EU OS CÉUS E A TERRA?- DIZ O SENHOR.” Jeremias, 23- 24

 

MUITO VINHO E POUCAS FLORES

Que todo mundo fica encantado com essa cidade,Cape Town, não é novidade para ninguém!

São tantas belezas naturais, tantos prédios magníficos, restaurantes sofisticados, cantoria na voz grave dos moradores e muita história para conhecer.

E nada melhor que um passeio pelo ônibus de turismo para completar o meu dia.

Tive sorte de nesse dia sair sol, (apesar de muitas nuvens) e esquentar um pouco no decorrer do passeio.

Claro que fiquei na parte de cima do ônibus para não perder nada e achei ótimo ter o fone de ouvido com explicações em português (de Portugal, é claro!).

Primeira parada, KIRSTENBOSCH NATIONAL BOTANICAL GARDEN, “o mais bonito jardim da África!”

 

Fundado em 1913 e considerado um dos maiores e mais belos jardins botânicos do mundo, o Kirstenbosch é o primeiro jardim botânico de seu tipo a apresentar, exclusivamente, plantas nativas. São mais de 7.000 variedades de plantas, inclusive raras e ameaçadas, nos 36 hectares do Jardim Botânico de Cape Town.

Logo na entrada a estufa, um pequeno riacho escondido entre as pedras e uma homenagem ao tão querido por todo o povo, Nelson Mandela, que esteve ali em 1966 e que tem uma flor “Ouro de Mandela”cultivada  nesse local.

Realmente um lugar limpo, organizado com paisagens paradisíacas!

E seguimos rumo a GROOT CONSTANTIA!

A África do Sul ocupa uma alta posição na lista dos dez principais países produtores de vinho do mundo.

E cá estou eu na Vinícola Constantia, a mais antiga da África do Sul, considerada patrimônio tombado pela Província Ocidental do Cabo!

Você pode degustar 5 vinhos, harmonizados com chocolates e leva para casa uma taça de presente! Claro que trouxe a minha com o maior cuidado!!!

O lugar para isso, é apaixonante: muito amplo, com vitrines expondo garrafas e taças antigas, charretes e utensílios usados antigamente, e painéis contando um pouco da história do local.

Na volta vimos ao longe a cadeia de montanhas TWELVE APOSTLES (DOZE APÓSTOLOS), mas que infelizmente não pude ver inteira devido a muitas nuvens…

E, nesse lugar maravilhoso, vamos nos deslumbrando a cada curva.

Impossível, a gente pensa, ter mais coisas para nos deslumbrar de novo… mas tem!

No final do dia, mais um presente de Deus!

Só podemos agradecer!

“O QUE OPRIME AO POBRE INSULTA AQUELE QUE O CRIOU, MAS O QUE SE COMPADECE DO NECESSITADO HONRA-O.” Provérbios, 14- 31

 

 

 

 

OS ESQUILOS E A BIBLIOTECA

Não, não é uma historinha das que conto para as crianças…(esse vídeo dos Esquilos e o Cachorro, está aqui).

Começou com um passeio pela Company’s Gardens, um jardim criado pelos holandeses em 1650 e que hoje se tornou um grande calçadão arborizado, com início na esquina da Wale Street com a Adderley Street.

(O começo do passeio)

Ao longo do jardim estão vários prédios importantes, como o Parlamento Sul Africano, uma escola, museus e…a Biblioteca!

Há também um grande parque público de acesso gratuito com jardins, jardim japonês, aviário e um pequeno lago.

E, esquilos!!!

São muito fofos e dóceis; se aproximam querendo algo para comer e teve um que até subiu pelas minhas pernas me dando susto!

Aí, como por encanto, surge a National Library of South Africa, fundada em 1818, portanto completando seus 200 anos de existência.

Abrimos o portão de ferro, subimos as escadas e entramos.

Já na entrada, assino um livro com meu nome e país de onde venho.

(Essa foto me fez lembrar do filme do Harry Potter, com as estantes que se moviam).

Maravilhosa!!!

(Muitas pessoas pesquisando e um silêncio absoluto).

(Programação do mês de Junho)

Se você quiser saber mais sobre “Muita Cultura no Centro de Cape Town“, clique aqui para ler uma matéria linda e completa, escrita em novembro de 2015 pela minha filha Fabiane Prohmann que reside lá e me acompanhou nesse passeio.

“DO SENHOR É A TERRA E A SUA PLENITUDE, O MUNDO E AQUELES QUE NELE HABITAM.” Salmos, 24- 1