SAGU DE VINHO E CREME

Sagu é uma fécula extraída do interior esponjoso de várias espécies de plantas, chamadas popularmente sagueiros ou saguzeiros, sendo utilizada como alimento básico em diferentes lugares no mundo.

A fécula é preparada a partir da mandioca limpa, ralada e molhada, formando uma goma úmida, que depois é peneirada até se transformar nas bolinhas, que são aquecidas e depois resfriadas. (Wikipédia)

 E como fazia tempo que eu não colocava um doce!!!

Aí me veio a lembrança desse, que nos remete a tempos de casa de avó…

E para completar, um creme bem fino e gostoso que combina mais do que bem com nosso sagu de vinho.

INGREDIENTES para o SAGU:

1/2 xícara de sagu

1/2 garrafa de vinho tinto

2 e 1/2 xícaras de água

1/2 xícara de açúcar

1 canela em rama

2 cravos da índia

Numa tigela, coloque o sagu, cubra com 1 xícara de água filtrada e deixe descansar por uma hora.

Coloque numa panela média o restante da água, o vinho, canela, cravos e açúcar.

Misture bem.

Leve ao fogo e, quando ferver, junte o sagu com o líquido que sobrar na tigela. Abaixe o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos ou até que as bolinhas estejam macias e quase transparentes. Mexa de vez em quando para o sagu não grudar no fundo da panela.

Retire, coloque em um bonito pirex e leve à geladeira.

INGREDIENTES do CREME

1/2 litro de leite

1 caixinha de leite condensado

2 colheres (de sopa rasas) de maisena

Desmanche a maisena em um pouco do leite e junte ao leite na panela juntamente com o leite condensado.

Vá mexendo sempre até ferver bem.

Retire, coloque em outro pirex e leve á geladeira.

Sirva em taças e bem gelado.

Uma combinação e tanto!!!

“QUANTO MELHOR É ADQUIRIR A SABEDORIA DO QUE O OURO! E QUANTO MAIS EXCELENTE, ADQUIRIR A PRUDÊNCIA DO QUE A PRATA!” Provérbios, 16- 16

PÃO DA LUZIA

Primeiro vou explicar o porquê do nome desse pão.

Como contei no post anterior, passei as festas do final de ano em Brusque, Santa Catarina.

Fiquei hospedada na casa da Vânia, irmã da minha nora (ver foto em Terrine de Lombo Canadense) e lá conheci a Luzia que trabalha há mais de vinte anos com a família.

Bem, ela fez muitas vezes esse pão delicioso e numa dessas vezes, cheguei com meu caderninho e além de vê-la fazer, fui copiando a receita.

Quando cheguei em casa, logo resolvi ver se acertava a receita: e deu tão certo, que coloco aqui para vocês!

Primeiro coloque em uma tigela grande os seguintes ingredientes:

1 xícara de fubá

1 xícara de farinha de trigo

1 colher (sopa cheia) de margarina

3 colheres (sopa) de açúcar

1 colher (sopa) de sal

2 xícaras de água fervente para escaldar; mexa bem e deixe esfriar um pouco.

Esses acima, são os outros ingredientes para acrescentar na primeira massinha:

1 quilo de farinha de trigo

1 xícara de água morna

1 colher (sopa) de fermento para pão

Misture tudo.

Aí então coloque mais 2 xícaras de água morna.

Mexa bem até ficar uma massa mole e não precisa sovar!

Deixe crescer na tigela até dobrar de tamanho.

Unte duas formas retangulares para pão, coloque farinha e com as mãos vá colocando punhados da massa (ela fica mole mesmo).

A massa dobra de tamanho.

Coloque para assar em forno bem quente, pré aquecido, durante 10 minutos, depois abaixa o forno para 200º por mais ou menos 30 minutos.

Aí é só aproveitar e comer ainda quentinho com uma manteiga derretendo por cima!!!

Já coloquei aqui outras receitas de pão: Pão Caseiro de Leite, Pão de Hamburger e Meu Pão Caseiro.

Luzia, aí está a receita e espero que goste das fotos e aprove o meu desempenho!!!

Obrigada!

“PORQUE O SALÁRIO DO PECADO É A MORTE, MAS O DOM GRATUITO DE DEUS É A VIDA ETERNA, POR CRISTO JESUS, NOSSO SENHOR.” Romanos, 6- 23

TORTA DE ABOBRINHA

Gente, que delícia essa torta!

Gosto muito de abobrinha e já coloquei aqui outras receitas com ela, como: Torta de abobrinhas, cenouras e cogumelos e Risoto de abobrinha.

Fácil e muito simples, vamos aos Ingredientes do Recheio:

E os Ingredientes da Massa:

Recheio:

150 g de cream cheese

100 g de queijo parmesão ralado

1 cebola picada

sal e pimenta do reino à gosto

2 colheres (sopa) de óleo

2 colheres (sopa) de cheiro verde picados

2 tomates sem sementes picados

2 abobrinhas pequenas cortadas em cubos pequenos

Massa:

2 ovos

1 xícara (chá) de leite

2 xícaras (chá) de farinha de trigo

1 colher (chá) de sal

1 colher (sopa) de fermento em pó

1/2 xícara (chá) de óleo

Em uma panela refogue a cebola, o tomate e a abobrinha no óleo até que a abobrinha fique macia (se necessário, adicione um pouco de água).

Com o fogo desligado, misture o cream cheese, o queijo parmesão ralado, o cheiro verde, sal e pimenta. Reserve.

No liquidificador, bata o óleo, o leite, os ovos, a farinha de trigo, sal e fermento. (Eu preferi bater na bateira).

Em uma tigela, misture o recheio e a massa.

Asse em forno pré aquecido, em temperatura média por mais ou menos 40 minutos.

Eu preferi assar em formas de alumínio descartáveis.

Observação: cuidado ao colocar o sal porque geralmente o queijo parmesão já tem bastante sal.

Esta é uma receita prática que combina com o almoço, com o jantar e com o lanche da tarde.

“AS BENIGNIDADES DO SENHOR CANTAREI PERPETUAMENTE; COM A MINHA BOCA MANIFESTAREI A TUA FIDELIDADE DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO.” Salmos, 89- 1

TERRINE DE LOMBO CANADENSE

Terrine é um prato tipicamente francês, que faz sucesso ao redor do mundo todo, servido normalmente como entrada ou acompanhamento. Muita gente o confunde com um patê, mas eles não são a mesma coisa, já que terrine diz respeito ao modo de preparo.

Doce ou salgada, a terrine pode ser feita com os mais variados ingredientes, como carnes, legumes, chocolate e até mesmo frutas, o que vale é usar a criatividade e testar uma receita que usa itens de sua preferência. (Receiteria)

E nessa passagem de ano, pude provar essa delícia feita pela Vania, uma anfitriã maravilhosa!

Então, vamos aos ingredientes:

300 gramas de lombo defumado (cortado em cubinhos)

300 gramas de nata

250 gramas de requeijão cremoso

6 ovos (ligeiramente batidos)

1 xícara de passas brancas

1 xícara de passas pretas

sal e pimenta à gosto

Corte o lombo em cubinhos e reserve.

Bata ligeiramente os ovos.

Misture nesses ovos batidos, a nata e o requeijão.

Acrescente o lombo, passas, sal e pimenta.

Numa forma de pão (retangular) coloque plástico filme em toda ela forrando bem.

Coloque a mistura.

Leve em banho maria ao forno de 200º por mais ou menos 40 a 50 minutos, até ficar firme.

Leve a geladeira e desenforme depois de frio.

Sugestão: acompanha torradas, figos em calda e amêndoas tostadas laminadas.

Gente, é muuuuito gostoso!!!

Obrigada, Vania, pela receita, fotos e por sua amizade!

AS COISAS QUE SÃO IMPOSSÍVEIS AOS HOMENS SÃO POSSÍVEIS A DEUS.” Lucas, 18- 27

UMA PIZZA DIFERENTE

Olhando assim parece uma pizza normal, não é mesmo?

Mas ela não tem massa e foi assada na grelha da churrasqueira!

Calma, vou explicar!

Quem fez essa pizza, tirou as fotos e provou, foi meu filho Paulo Emílio.

Vejam como é fácil:

1-Pegue um pacote de linguiça (aqui ele usou a Linguiça Mista Maria Macia), retire toda a carne de dentro, amasse e vá colocando em uma forma untada, apertando bem.

2- Depois de bem apertada, vire a forma ao contrário e coloque sobre a grelha na churrasqueira.

3-Desvire a forma em uma mesa para ver se a linguiça já está assada.

4-Coloque sobre ela um molho de tomate, cobrindo toda.

5-Coloque então o queijo muçarela em fatias, generosamente, cobrindo toda.

6-Coloque por cima o que gostar: aqui ele colocou alguns tomates cereja e azeitonas pretas.

7-Aí é só esperar derreter o queijo e comer!

Ui que deu até fome!!!

Obrigada, filho!

Fique à vontade para mandar novos experimentos, OK?

“OS REINOS DO MUNDO VIERAM A SER DE NOSSO SENHOR E DO SEU CRISTO, E ELE REINARÁ PARA TODO O SEMPRE.” Apocalipse, 11- 13

PÃO CASEIRO DE LEITE

Uma tarde sozinha, sem poder sair, vontade de comer um pãozinho quente com manteiga e uma xícara de café… deu nisso!!!

Esses pãezinhos fáceis e super gostosos!

Eles ficam macios e pude congelar em pacotes para quando tiver vontade… só tirar!

INGREDIENTES

2 ovos e mais uma gema para pincelar o pão

2 copos de leite morno

50 gramas de fermento biológico

4 colheres (de sopa) de margarina

1 colher (de sopa) rasa de sal

2 colheres (de sopa) de açúcar

Farinha de trigo o suficiente para desgrudar a massa das mãos.

Em uma tigela grande coloque o leite morno e o fermento.

Acrescente a margarina, sal, açúcar e os ovos, mexendo bem até que fique bem misturado.

Vá acrescentando a farinha de trigo aos poucos  e misture com as mãos até que a massa solte das mãos.

Não precisa ficar sovando a massa!!!!!!!

Que maravilha!!!!!!

Faça bolinhas do tamanho que quiser e coloque em uma assadeira untada e enfarinhada, dando um espaço entre eles.

Deixe descansar por 20 minutos para crescer a massa.

Com a gema, passe delicadamente sobre todos eles e leve ao forno pré aquecido por mais ou menos 30 minutos.

Muito rápido de fazer e realmente fica bom demais da conta!!!

“AGORA, TAMBÉM, QUANDO ESTOU VELHO E DE CABELOS BRANCOS, NÃO ME DESAMPARES, Ó DEUS, ATÉ QUE TENHA ANUNCIADO A TUA FORÇA A ESTA GERAÇÃO, E O TEU PODER A TODOS OS VINDOUROS.” Salmos, 71- 18

ARROZ COLORIDO AO FORNO

Eu gosto demais de arroz de qualquer jeito: em risotos, frito, bolinho, etc.

E essa receita achei nas Receitas Nestlé e ficou uma gostosura.

Primeiro fiz um arroz do tipo que eu gosto, com azeite e alho.

Deixei ali reservado.

Usei para a receita:

1 seleta de legumes

1 xícara de presunto cortadinho

1 xícara de queijo muçarela (eu usei o golda)

1 punhadinho de salsinha

1/2 xícara de queijo parmesão ralado (para colocar em cima)

1 ovo cozido para enfeitar

Em uma tigela coloque todos os ingredientes e misture.

Junte o arroz cozido e depois coloque tudo em um pirex untado com azeite.

Cubra com o queijo ralado.

Leve ao forno pré aquecido em 180º até o queijo derreter (mais ou menos 20 minutos).

Esse foi meu almoço de domingo em que estava sozinha e que nem por isso deixei de comer bem e tomar um bom vinho.

Porque eu mereço!!!

“COMO O VASO QUE ELE FAZIA DE BARRO SE QUEBROU NA MÃO DO OLEIRO, TORNOU A FAZER DELE OUTRO VASO, CONFORME O QUE PARECEU BEM AOS SEUS OLHOS FAZER.” Jeremias, 18- 4

 

DOCE DE LEITE ARGENTINO

Huuummm doce de leite… lembranças de infância, coisas de uma boa mineira que adora ir para a cozinha e fazer gostosuras!

E aí, assistindo um programa na TV Record, me dei conta que ainda não tinha feito esse doce para colocar aqui.

A dica é você preparar em um momento que possa ficar ao lado da panela, porque tem que estar atenta para não derramar!

INGREDIENTES

1 litro de leite integral

250 gramas de açúcar cristal

1 colher (de chá) de bicarbonato

1 colher (de café) de essência de baunilha

Coloque em uma panela alta o leite e açúcar.

Com um fue, vá mexendo até ferver.

Coloque então o bicarbonato e, não se assuste, ele vai subir fazendo uma espuma!

Com uma colher, vá retirando essa espuma.

Junte a essência e deixe ferver em fogo baixíssimo para não derramar.

De vez em quando é preciso que você mexa bem.

Ele vai mudando de cor aos poucos.

Coloquei um pouquinho em um pires para ver se estava no ponto para desligar.

Já estava bom e isso levou ao todo 1 hora e 10 minutos!!!

Mas, valeu a pena, porque ficou maravilhoso!

Pena que eu não tinha em casa aquele queijo de minas, mas uma fatia de um gouda, deu certo também!

“OUVE TU, ENTÃO, NOS CÉUS, ASSENTO DA TUA HABITAÇÃO, E PERDOA, E FAZE, E DÁ A CADA UM CONFORME TODOS OS SEUS CAMINHOS E SEGUNDO VIRES O SEU CORAÇÃO, PORQUE SÓ TU CONHECES O CORAÇÃO DE TODOS OS FILHOS DOS HOMENS.” 1 Reis, 8- 39

 

 

 

VACA ATOLADA COM COSTELA MM- VÍDEO 10

E chegamos à última receita da série NA COZINHA COM MARIA!

Como foi gratificante fazer e receber tantas mensagens carinhosas; também tantas participações especiais de amigas que puderam comprovar a qualidade dessa carne!

Já estou com saudades da Maria…

Mas vamos ao prato de hoje.

A “vaca atolada” é um prato típico da chamada “comida caipira” que é muito popular em estados como Minas Gerais. A combinação da carne (costela bovina) com a mandioca e temperos, resulta em uma comida saborosa e com substância.

Assistam ao vídeo e comprovem vocês mesmos!

“DE MANEIRA QUE CADA UM DE NÓS DARÁ CONTA DE SI MESMO A DEUS.” Romanos, 14- 12

ESTROGONOFE DE MIGNON MM- VÍDEO 08

STROGONOFF é um prato originário da culinária russa.

Existem várias explicações para o nome desse prato, presume-se que seja derivado do nome de algum membro da grande e importante família Stroganov.

O estrogonofe (já na versão abrasileirada) é bastante popular no Brasil, onde tem muitas variações, podendo ser utilizado carne bovina, frango ou camarões. A principal característica do estrogonofe brasileiro é o uso de molho de tomate ou ketchup, misturado com o creme de leite e cogumelos. Além disso, é sempre servido com uma porção de arroz branco e batata palha, enquanto que na Rússia é geralmente servido com batatas cozidas. (Wikipédia)

(Foto ilustrativa MdeMulher)

Nossa, está passando super rápido essas postagens dos vídeos!

Já são oito, mas aguardem: temos duas ótimas receitas ainda!

E vou colocar uma foto minha enquanto preparava essa receita.

Bem feliz, não é mesmo?

Pois é, somos felizes quando fazemos aquilo que gostamos e eu, particularmente, estou amando tudo isso!

“BUSCAI AO SENHOR ENQUANTO SE PODE ACHAR, INVOCAI-O ENQUANTO ESTÁ PERTO.” Isaías, 55- 6